Seguir o O MINHO

Ave

‘Contact center’ da Altice em Fafe já opera nas novas instalações

em

O ‘contact center’ da Altice, em Fafe, gerido pela empresa Randstad, já está a trabalhar nas novas instalações, construídas de raiz, nos últimos meses, pela Câmara local, dando emprego a 175 pessoas.

O chefe do executivo municipal, o socialista Raul Cunha, afirmou, esta quarta-feira, que a inauguração das novas instalações vai realizar-se em breve, mas o espaço já está a ser utilizado pelo ‘contact center’.

No terreno, acrescentou, decorrem os trabalhos finais em termos de arranjos exteriores.

O ‘contact center’ da multinacional francesa iniciou a sua atividade em outubro do ano passado, num espaço provisório, nas instalações do Instituto Superior de Educação de Fafe.

Raul Cunha disse ter indicação do investidor que as novas instalações, construídas junto à antiga estação ferroviária, são das melhores do género em todo o país.

“Eles estão muito satisfeitos. Nós fizemos a obra com a assessoria técnica da Randstad e corresponde a todos os requisitos que eles achavam indispensáveis para trabalhar com qualidade”, comentou o autarca.

Raul Cunha explicou que as instalações estão preparadas para acolher até 350 postos de trabalho, apontando, por isso, para o crescimento do projeto da Altice.

“A partir de agora têm todas as condições para poderem fazer a formação necessária. Eles têm uma ampla sala de operação, mas também salas de formação, direção e convívio”, frisou ainda.

Insistindo na componente económica do projeto, o autarca afirmou: “A nossa ideia ao apoiar este tipo de empresa é criar emprego. O objetivo é chegar às 300 pessoas. Temos cumprido a nossa parte e eles também”.

Para o presidente da Câmara, as novas instalações constituem um “enriquecimento do património do Município e o espaço, da forma que está, tem a possibilidade de ter muitos outros usos”.

O acordo entre a empresa e a Câmara aponta para a permanência do ‘contact center’ por um período de cinco anos, durante o qual a Randstad pagará uma renda simbólica à autarquia pela utilização do espaço. Em troca, há o compromisso de criação de cerca de 300 empregos.

Porém, Raul Cunha disse esperar que o equipamento funcione na cidade por muitos mais anos, criando mais emprego, ajudando a dinamizar a economia local.

A construção de raiz das novas instalações permitiu ainda, acentuou, recuperar uma zona da cidade que estava “bastante degradada”.

A obra será complementada com a requalificação da praceta em frente à antiga da estação, cuja empreitada deverá avançar após o verão, e a construção de um novo arruamento que ligará à zona do parque da cidade.

logo Facebook Fique a par das Notícias de Fafe. Siga O MINHO no Facebook. Clique aqui

Populares