Seguir o O MINHO

Braga

Condenados por assaltos a lojas, garagem e restaurante em Braga

Eram cinco, quatro homens e uma mulher

em

Foto: O MINHO (Arquivo)

Eram cinco, quatro homens e uma mulher. Assaltaram, em Braga, lojas de roupa e de eletrodomésticos, bem como uma garagem e um restaurante. Foram, agora, condenados no Tribunal de Braga, dois deles a penas de prisão efetiva, por já terem vários antecedentes criminais.

O Tribunal de Braga deu como demonstrado que três dos arguidos, uma mulher de nome Elisabet, de 23 anos, de Barcelos, acompanhada de José Manuel Pinto, de 23, de Braga e de Mário João Araújo, de 27, foram, em fevereiro de 2017, à loja Our selection, na Rua de Santa Margarida, em Braga, onde entraram, com ela aberta ao público, tendo furtado duas sapatilhas e uma casaco, da marca Adidas, no valor de 345 euros.

Elisabet entreteve a funcionária e os outros dois apropriaram-se da roupa.

A 15 do mesmo mês, os dois outros arguidos, Frederico Rodrigues, de 36 anos, de Braga e Bruno de Matos, de 39, de Aveiro, mas a residir em Braga, entraram no mesmo estabelecimento comercial e levaram, em sacos, 27 sapatilhas e casacos, no valor de 1.912 euros.

Antes tinham feito a loja Espaço PM, em Braga, furtando uma televisão e outros artigos, no valor de 1.966 euros, uma garagem, onde fizeram suas várias garrafas de vinho, valendo 500 euros, e a esplanada do restaurante Tia Isabel, de onde furtaram cadeiras, mesas e talheres.

Há dias, o coletivo de juízes condenou Mário Araújo (com oito condenações por roubo, violação de domicílio e furto qualificado) a uma pena de cinco anos e dois meses de prisão, efetiva.

Também efetiva é a de Frederico Rodrigues, dois anos e quatro meses. Já a Elisabet, dois e oito meses, o José Manuel Pinto (10 meses) e o Bruno, (12 meses) ficaram com pena suspensa.

Populares