Seguir o O MINHO

Braga

Comissão de Proteção ao Idoso e UMinho unem-se em defesa dos ‘mais velhos’

Protocolo de cooperação

em

Foto: DR

Formalizou-se esta sexta-feira, às 12 horas, nas instalações da Escola de Direito da Universidade do Minho, o Protocolo de Cooperação entre a Comissão de Proteção ao Idoso, Associação Regional do Norte e a Escola de Direito, no âmbito da promoção e defesa dos direitos da pessoa idosa.

Os objetivos definidos no protocolo visam o estabelecimento de uma parceria de colaboração entre as duas entidades tendo em vista a participação e desenvolvimento conjunta em atividades do foro técnico e científico, designadamente, estudos, projetos, congressos, conferências, fóruns, seminários, workshops e outros eventos.

Visam ainda, o desenvolvimento de iniciativas com partilha de recursos, bem como, competências nas áreas das candidaturas a projetos específicos relacionados com a área do envelhecimento.

À margem da cerimónia protocolar – que envolveu a presidente da Escola de Direito Cristina Dias – o presidente da CPI, Carlos Branco, colocou em evidência “o alinhamento de interesses em termos de missão, visão e valores que unem aquelas instituições, no sentido de gerar, difundir e aplicar conhecimento contribuindo para a construção de uma sociedade baseada em princípios humanistas, numa perspetiva de desenvolvimento sustentável, de solidariedade e bem-estar”.

“O acolhimento desta iniciativa, é o exemplo vivo da importância e interesse que as problemáticas em torno do envelhecimento começam a suscitar, de forma transversal, aos diferentes níveis de intervenção social quer de natureza pública quer de natureza privada”, disse, sublinhando que “a congregação de esforços e vontades protagonizadas pela Comissão de Proteção ao Idoso e a Escola de Direito da Universidade do Minho, são uma marca indiscutível na agenda da solidariedade social no que concerne à proteção dos grupos mais vulneráveis”.

EM FOCO

Populares