Seguir o O MINHO

Desporto

Ciclistas pedalam em defesa da Serra d’ Arga

3.º Grande Prémio de Ciclismo do Alto Minho

em

Foto: Ilustrativa / DR

A 3.ª edição do Grande Prémio de Ciclismo do Alto Minho, que decorre no fim de semana, associa-se ao movimento SOS Serra d’ Arga na luta contra os projetos de exploração mineira que ameaçam o território, foi hoje divulgado.

“Ao longo do percurso, na passagem pelas várias freguesias, estarão afixadas tarjas com o logótipo do Movimento SOS Serra d’ Arga. Pretendemos, desta forma, chamar a atenção dos participantes e das populações para as ameaças que pendem sobre o território da Serra d’ Arga, nomeadamente a existência de quatro pedidos de concessão mineira por parte de uma empresa privada e a possibilidade de inclusão no concurso público para atribuição de direitos de exploração em oito zonas do país que o Governo pretende levar a cabo até final do corrente ano”, refere o movimento cívico que se opõe à exploração de lítio e de outros minerais naquela zona do Alto Minho.

A Serra d’Arga abrange uma área de 10 mil hectares nos concelhos de Caminha, Vila Nova de Cerveira, Viana do Castelo e Ponte de Lima, dos quais 4.280 hectares se encontram classificados como Sítio de Importância Comunitária.

A prova, organizada pela Associação de Ciclismo do Minho e pela empresa de organização de eventos desportivos e culturais Envolvsport, tem como embaixador o ex-ciclista Rui Sousa, compreende três etapas, tendo início no sábado, no parque de estacionamento da ponte nova de Arcos de Valdevez, e conta com cerca de 130 ciclistas de 20 equipas do Minho ao Alentejo.

Em nota hoje enviada à agência Lusa, o movimento adiantou que a prova terá como embaixador o ex-ciclista profissional Rui Sousa, natural da vila de Barroselas, no concelho de Viana do Castelo.

Populares