Seguir o O MINHO

Alto Minho

Cerca de 80 pessoas à mesa no Natal dos Sós de paróquia de Viana do Castelo

em

Cerca de 80 pessoas que vivem sós ou sem-abrigo vão partilhar, este ano, a ceia de Natal organizada há 31 anos pela paróquia da Senhora de Fátima, em Viana do Castelo, disse esta terça-feira o pároco local.

Segundo o padre Artur Coutinho, a iniciativa designada Natal dos Sós, “conta, até ao momento, com 80 inscrições, entre sem-abrigo, pessoas que vivem sós, e carenciadas”.

O jantar acontece na véspera de Natal, às 19h30, no refeitório social do Centro Social e Paroquial de Nossa Senhora de Fátima, contando com o apoio de “dez voluntários”.

A tradição do Natal dos Sós, promovido pela Paróquia de Nossa Senhora de Fátima começou em 1934 “para que a solidão seja esquecida na noite da consoada, vivida em ambiente familiar e harmonioso, dentro da heterogeneidade”.

Começou por ser “uma ceia de Natal para os que vivem sós mas rapidamente se transformou num jantar para todas as pessoas carenciadas de Viana”, adiantou o pároco que sublinhou “a presença assídua”, desde 2011, do bispo da diocese, Anacleto Oliveira.

“O senhor bispo não troca esta ceia por nada”, afirmou.

Antes da ceia, Anacleto Oliveira vai celebrar o Natal com os reclusos do estabelecimento prisional da cidade, e às 23h00 presidirá à Missa do Galo, na Sé Catedral de Viana do Castelo.

O pároco da Igreja Matriz da cidade, Armando Dias, explicou que após um interregno de vários anos, devido à fraca afluência de fiéis, a celebração foi retomada em 2010, “por vontade do bispo”, sendo que a missa solene começa uma hora mais cedo do que o habitual, às 23h00.

Populares