Seguir o O MINHO

Ave

Carro da GNR despista-se em Vieira do Minho

Não há feridos

em

Foto: Vieiradominhotv

Uma viatura da Guarda Nacional Republicana (GNR), afeta ao posto territorial de Vieira do Minho, entrou em despiste, ao início da tarde desta sexta-feira, na freguesia de Cantelães, em Vieira do Minho, disse a O MINHO fonte daquela guarda.

Desconhece-se os motivos do despiste, apenas que a viatura acabou por ficar retida por um poste de iluminação, evitando uma queda maior em terreno agrícola.

A mesma fonte disse que “não há feridos” resultantes deste acidente, apenas danos na viatura.

O sinistro ocorreu em via municipal, junto à igreja paroquial local, obrigando ao corte da estrada para remover o veículo.

A GNR registou a ocorrência.

Anúncio

Guimarães

Guimarães dá 15 mil euros em prémio que homenageia D. Afonso, “príncipe da Beira”

Na área das ciências biomédicas

em

Foto: Divulgação / CM Guimarães

O Duque de Bragança, através da Fundação D. Manuel II, a Universidade do Minho e o Município de Guimarães instituíram o Prémio Príncipe da Beira Ciências Biomédicas, no valor de 15 mil euros, foi hoje anunciado.

Este galardão visa distinguir um investigador de excelência na área das ciências biomédicas, com menos de 40 anos de idade, pretendendo apoiar o seu plano de pós-graduação a realizar numa instituição de I&D nacional ou estrangeira.

Em nota enviada à imprensa, é referido que a iniciativa tem como objetivo primordial “premiar anualmente a excelência da investigação e contribuir para abrir novos caminhos na investigação aplicada e ética no domínio das ciências biomédicas”.

“Pretende também colaborar para o desenvolvimento de terapias avançadas e impulsionar o desenvolvimento de uma nova geração de investigadores com formação focada naquela área científica”, aponta a mesma nota.

Foi admitido a concurso um único plano de trabalho por candidato, o qual deveria ser executado por um período mínimo de um ano e ser enquadrado nos estudos pós-graduados, nomeadamente de doutoramento.

O júri incluiu personalidades e cientistas de mérito, como Manuel Braga da Cruz, Rui L. Reis, Miguel Oliveira, Adalberto Neiva de Oliveira, Adelina Paula Pinto e António Ferreira.

Depois de analisadas 44 candidaturas, a cerimónia de entrega do Prémio Príncipe da Beira em Ciências Biomédicas 2019 terá lugar no dia 4 de fevereiro 2020, pelas 12:00, no Salão Nobre da Câmara de Guimarães.

A cerimónia conta com a presença de representantes de todas as entidades envolvidas, nomeadamente da Universidade do Minho, da Câmara de Guimarães e ainda da Fundação D. Manuel II, contando ainda com a presença de D. Afonso, Príncipe da Beira, que entregará o prémio.

Continuar a ler

Ave

Ourivesaria no centro de Famalicão assaltada durante a madrugada

Praça D. Maria II

em

Foto: DR

Uma ourivesaria situada no centro da cidade de Famalicão foi assaltada na madrugada desta terça-feira, não sendo ainda conhecido o material roubado, disse fonte da PSP.

Segundo a fonte, o alerta foi dado pelo alarme da ourivesaria, localizada na Praça D. Maria II.

Os suspeitos terão entrado pelas traseiras, indicou a mesma fonte.

A PSP está a investigar.

Continuar a ler

Ave

Câmara de Famalicão cria espaço verde junto a castro para preservar património

Castro de S. Miguel do Anjo, em Calendário

em

Foto: Divulgação / CM Famalicão

A Câmara de Vila Nova de Famalicão está a executar trabalhos de limpeza florestal no terreno do Castro de S. Miguel-o-Anjo, na freguesia de Calendário, para ali criar um espaço verde e qualificado, anunciou hoje o município.

Em comunicado, o município refere que se trata de um espaço com cerca de 80 mil metros quadrados, adquirido pela Câmara em 2017, com o objetivo de salvaguardar e preservar aquele património, permitindo o estudo e a investigação sobre o passado histórico do local.

Foto: Divulgação / CM Famalicão

Neste âmbito, a autarquia está a elaborar um plano estratégico com um conjunto de ações, entre as quais a prospeção arqueológica do local e respetivo levantamento topográfico.

Entretanto, e para já, estão a ser desenvolvidos trabalhos que permitirão disponibilizar em breve um espaço verde, “cuidado e qualificado”, ao serviço população.

Os serviços municipais da Proteção Civil estão no terreno a desenvolver trabalhos de limpeza de eucaliptos e desmatação, protegendo e salvaguardando as espécies autóctones.

“Estamos a criar condições para que a população possa desfrutar deste espaço, convivendo com a natureza, através de atividades desportivas como caminhadas ou simplesmente em ações de lazer e descanso”, refere o presidente da Câmara, citado no comunicado.

Paulo Cunha sublinha que aquele terreno “merece” ser recuperado e devolvido à população, pela sua localização “que permite uma vista panorâmica de grande beleza, mas também pelo seu valor histórico e patrimonial, enquanto guardião de um passado longínquo”.

Classificado como imóvel de interesse público desde 1990, aquele espaço acolhe as ruínas de um povoado fortificado cujos achados arqueológicos apontam para uma datação que se situa entre o séc. I a.C. e o séc. I d.C..

Localizado num pequeno outeiro que se destaca do vale, o Castro de S. Miguel-o-Anjo goza de uma ampla vista em todo o seu redor (360 graus).

Da sua plataforma central (acrópole), usufrui-se de um domínio visual “privilegiado” sobre a cidade de Vila Nova de Famalicão, o Monte do Facho e quase todo o concelho.

Quando as condições atmosféricas são favoráveis, também são visíveis o mar e os concelhos vizinhos da Trofa, Santo Tirso, Guimarães e Vila do Conde.

Continuar a ler

Populares