Seguir o O MINHO

Alto Minho

Caminha fecha passagem de nível onde comboio colheu automóvel

IP não colocará barreiras e sinais sonoros tão cedo

em

Foto: CM Caminha

A Câmara de Caminha cortou as vias de acesso à passagem de nível em Coura, na freguesia de Seixas, naquele município, onde em setembro um comboio colheu um automóvel em que seguiam três ocupantes, os quais escaparam ilesos.

A autarquia invoca a segurança da população, após ter sido informada pela Infraestruturas de Portugal do atraso na aquisição de barreiras, foi hoje divulgado.

“Com a notícia de que essa segurança não vem tão cedo, só podíamos agir face ao perigo. Conseguimos a garantia da Infraestruturas de Portugal (IP) que o corte provisório do trânsito não hipoteca a abertura futura da passagem com segurança”, explica o presidente da Câmara, Miguel Alves, citado numa nota hoje enviada à imprensa.

“Cortámos o trânsito na via de acesso à linha do comboio, quer através de sinalética, quer através de uns blocos de granito que desviámos para o local. Não podíamos esperar mais pelas barreiras. A segurança dos cidadãos está em primeiro lugar”, sublinhou o socialista que preside àquele município do distrito de Viana do Castelo.

Na nota, a autarquia adiantou que a “IP informou agora que o concurso para aquisição dos aparelhos de segurança (barreiras e dos sinais sonoros) está atrasado”, apontando a “possibilidade” da sua colocação “para meados do ano”.

Segundo a autarquia, o final do ano de 2020 foi a previsão inicial para a colocação das barreiras e sinais sonoros.

A IP “tinha também avisado na altura que, se o acesso à passagem de nível recém-criada fosse cortado, não seria permitido que a mesma fosse reaberta”.

“Face ao risco que existe no local – onde já houve um acidente – a Câmara obteve a garantia de que o corte provisório da via agora efetuado não implica a impossibilidade de manter, mais tarde, como todas as regras cumpridas, a abertura da passagem de nível”, especifica a nota.

Segundo Miguel Alves, “há muitos anos que a população vinha exigindo, e muito bem, a abertura de uma passagem nivelada em Coura por onde pudesse passar, evitando o cruzamento do Alto da Veiga”.

“Conseguimos essa passagem, fechámos outra muito perigosa que existia, mas o atraso na colocação das barreiras e dos sinais sonoros não nos deixava descansados”, acrescentou.

Carro abalroado por comboio em Caminha. Mãe e filhos escapam ilesos

Como O MINHO noticiou na altura, no dia 25 de setembro do ano passado, um carro foi colhido por um comboio naquela passagem de nível. Tratava-se de uma mãe que ia levar os filhos à escola. “Ao atravessar a linha uma das rodas da viatura ficou presa e já não consegui tirar o carro. Eu e os meus filhos conseguimos sair do carro muito antes do comboio passar. Ainda tentei com a ajuda de uns amigos retirar o carro mas não conseguimos”, contou ao Jornal C a condutora, residente naquela freguesia.

Notícia atualizada às 13h55 com mais informação.

Populares