Seguir o O MINHO

Viana do Castelo

Câmara de Viana vai abater 20 plátanos para construir rotunda

Polémica

em

Foto: Fotografia Real / LoboqndormE

A Câmara de Viana do Castelo começa, nesta segunda-feira, a abater cerca de duas dezenas de plátanos existentes na avenida do Cabedelo, em Darque, para a construção da nova rotunda que irá permitir um novo acesso ao porto de mar.

A medida está a levantar críticas nas redes sociais por se tratarem de árvores antigas e emblemáticas naquela avenida, que possui 170 plátanos ao longo do curso.

Apesar da autarquia assegurar o investimento de 30 mil euros para a plantação de outras 200 árvores autóctones (pinheiro-bravo e sobreiro) em várias áreas do Cabedelo, as redes sociais não perdoam, e até Chico da Tina, músico em ascensão do Alto Minho, veio criticar a medida.

Em comunicado, a Câmara de Viana do Castelo desvaloriza o abate, explicando que irá ser preservada “uma fatia” de cada um dos exemplares abatidos, por se tratarem de “elementos com relevante valor científico e educativo”.

Diz a autarquia que esta será uma forma de estudar “com detalhe” as variações anuais do clima, existência de pragas e doenças, regime dos ventos, configuração do crescimento e incidentes com incêndios.

Conforme noticiou O MINHO, este abate surge na sequência da construção de novos acessos ao porto de mar de Viana do Castelo,  cujos trabalhos começam na próxima segunda-feira, dia 14 de setembro. Durante dois dias, as árvores serão abatidas, pelo que haverá congestionamento naquela via.

Construção de nova rotunda de Cabedelo, em Viana, arranca na segunda-feira

A empreitada da nova rotunda irá permitir o acesso à nova via com 8,8 quilómetros de extensão a ligar a A28 ao porto de Viana do Castelo, em São Romão de Neiva, com duas faixas de rodagem de 3,5 metros de largura.

A obra inclui ainda a requalificação de um troço e bermas da Estrada Nacional 13 e a construção de dois novos troços a ligar esta estrada nacional à A28, com acesso direto ao porto comercial.

Populares