Seguir o O MINHO

Guimarães

Câmara de Guimarães pede competências para fiscalizar e autuar descargas ilegais no Rio Ave

Ausência deste poder fragiliza candidatura a Capital Verde Europeia

em

Foto: Divulgação/Os Verdes (Arquivo)

A candidatura de Guimarães a Capital Verde Europeia pode voltar a estar em risco que se nada se fizer em relação às descargas para o Rio Ave. Por isso, o Presidente da Câmara, Domingos Bragança, vem pedindo ao Governo competências em matéria de fiscalização e autuação nas margens dos rios.

“Tenho pedido aos sucessivos governos que nos transferiam poderes de fiscalização e autuação sobre os infratores de descargas para os rios” mas a resposta tem sido só uma: “o silêncio”.

O autarca reconhece que esta lacuna “foi uma das grandes fragilidades da candidatura a Capital Verde Europeia” e irá continuar a ser na nova candidatura que está em marcha. “Fala-se tanto em descentralização de competências e esta era uma boa descentralização”.

O problema do Rio Ave foi levantado em reunião de executivo pelo Vereador da Coligação “Juntos Por Guimarães” (PSD/CDS-PP), Bruno Fernandes que acusou o executivo “de ter elaborado um plano de acção há quatro anos e de nada de estruturante ter sido feito até hoje”.

O Vereador dá o exemplo do subdimensionamento dos coletores das Águas do Norte e da Vimágua que “continuam a drenar efluentes para o rio” e “não se vê qualquer coisa a ser feita”.

Bruno Fernandes interroga-se “até quando as obras estruturantes para evitar a poluição do rio vão ser adiadas?”. O Vereador da oposição lembrou, ainda, a aprovação, por unanimidade e por parte do Governo, de um plano de ação para o Rio Ave e dois anos depois “ninguém sabe de nada, nem a câmara quer saber”.

“Não basta só a sensibilização para despoluir o rio, e nós reconhecemos que é fundamental, é preciso agira junto das empresas, da ‘Águas do Norte’ e da Vimágua”, finalizou o Vereador prometendo apresentar uma moção na próxima Assembleia Municipal.

Domingos Bragança

O Presidente da Câmara revelou já ter reunido com a ‘Águas do Norte’: “depois de lhes apresentar o que estava em causa, disseram-me que seriam precisos muitos milhões para fazerem as obras, eu respondi que tinham que ser feitas”.

O autarca lembrou que “o plano de ação que delineamos está no terreno, temos realizado um conjunto de acções junto das escolas e da população mas o que queremos fazer demora tempo”.

Aliás, “a ambição do desenvolvimento sustentável” imperativo da governação do atual executivo “é um trabalho contínuo e que tem o seu tempo próprio”.

Ora para Domingos Bragança uma das questões que leva a que tudo seja mais lento é a falta de poder fiscalizador: “não temos controle sobre os processos, temos que andar a pedir para saber o seu andamento e isto é uma fragilidade. Não queremos tirar as competências de outros queremos é que nos dêem competências a nós”.

Anúncio

Guimarães

‘Vai-m’à Banda’ encheu de música a cidade de Guimarães

Espetáculos gratuitos em Guimarães

em

Foto: CM Guimarães

Esta sábado foi dia de vários concertos em diversos pontos da cidade de Guimarães, com nomes atrativos da música contemporânea alternativa, e tudo de graça.

Centenas de pessoas assistiram a concertos que começaram ao início da tarde, na tasca Expresso, com a atuação de Chinaskee e na Adega do Ermitão, com atuação de Benjamim.

Na tasca dos Amigos da Penha, no monte da Penha, tocou Luís Severo, que encheu aquele o pulmão natural de Guimarães.

Foto: CM Guimarães

Ao início da noite, foi a vez da Adega dos Caquinhos assistir ao concerto de Calcutá, projeto a solo de Teresa Castro, ex-guitarrista de Mighty Sands e baterista de Savage Ohms.


O momento principal do dia foi no Largo do Trovador, junto à taberna do Tio Júlio e à Taberna do Trovador, com atuação dos portuenses Sunflowers e do sírio Omar Souleyman, que contagiou o imenso público presente.

O festival terminou durante a madrugada deste domingo, com atuação de DJ Fritz.

Continuar a ler

Guimarães

Câmara de Guimarães manifesta pesar por morte de trabalhador em obra no Teatro Jordão

Vítima de 46 anos

em

Foto: DR/Arquivo

A Câmara Municipal de Guimarães manifestou hoje o “seu profundo pesar” pela morte, esta manhã, de um trabalhador de 46 anos no recinto das obras em curso de reabilitação do Teatro Jordão, refere a autarquia em comunicado.

“Desde já a Câmara Municipal de Guimarães apresenta as mais sentidas condolências e manifesta o apoio necessário à família da vítima”, lê-se numa nota enviada à Lusa.

Um homem morreu esta manhã num “acidente no recinto das obras de requalificação” do Teatro Jordão, em Guimarães, tendo o óbito sido declarado no local “depois de manobras” de reanimação, disse à Lusa fonte dos Bombeiros Voluntários.

Segundo a fonte, os Voluntários de Guimarães foram “acionados” pelo Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Braga às 09:31.

Continuar a ler

Guimarães

Homem morre em “acidente no recinto das obras” no Teatro Jordão em Guimarães

Em Urgezes

em

Foto: DR

Um homem morreu esta manhã num “acidente no recinto das obras de requalificação” do Teatro Jordão, em Guimarães, tendo o óbito sido declarado no local “depois de manobras” de reanimação, disse à Lusa fonte dos Bombeiros Voluntários.

Segundo a mesma fonte, os Bombeiros Voluntários de Guimarães foram “acionados” pelo Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Braga às 09:31.

“Foi-nos pedido que nos deslocássemos para o local com uma viatura de desencarceramento. Quando lá chegámos, estavam a ser feitas manobras de suporte avançado de vida pelo INEM, que já lá estava, mas o óbito acabou por ser declarado no local”, disse.

A vítima tinha 46 anos e, segundo a fonte, “o acidente terá envolvido algum veículo que terá atingido o homem”.

O Teatro Jordão, encerrado desde 1993, está a ser alvo de obras de reabilitação, pretendendo a autarquia instalar ali a escola de artes performativas e visuais da Universidade do Minho e a escola de música da Sociedade Musical de Guimarães, numa obra que está orçamentada em perto de doze milhões de euros.

 

Notícia atualizada às 16h07 com mais informações

Continuar a ler

Populares