Seguir o O MINHO

Aqui Perto

Cai neve na Galiza (e pode nevar nos picos mais altos do Gerês)

Meteorologia

em

Foto: Twitter

A estrada OU-122, que atravessa o sul da Galiza, foi cortada temporariamente devido à queda de neve, no acesso de Fonte da Cova, em Carballeda de Valdeorras, um dos pontos mais altos da região de Ourense, que faz fronteira com o Minho.


A depressão Alex trouxe chuva e vento mas também a descida de temperatura, levando à formação de gelo e neve nos pontos mais altos do Norte peninsular. Naquela região espanhola, pelas 13:50 desta tarde, hora espanhola, foi necessário cortar aquela via para limpeza da neve.

Para além da zona de Fonte Cova, também a montanha de Cabeza de Manzaneda está coberta por um manto branco.

De acordo com as estações meteorológicas europeias, o alto da Nevosa, a 1.564 metros de altura, também poderá ser atingido pela neve, mas dificilmente será ao ponto de deixar a serra pintada de branco, uma vez que deverá derreter pouco depois.

A neve também poderá cair, ao longo do dia de hoje, no alto de Larouco, em Montalegre.

Anúncio

Aqui Perto

Bebé Inês não quis esperar e nasceu dentro de casa em Vila do Conde

Parto

em

Foto: Bombeiros de Vila do Conde

A pequena bebé Inês não quis esperar mais e nasceu dentro da habitação onde residem os pais, em Vila do Conde.

Eram precisamente 04:57 horas desta madrugada quando uma equipa pré-hospitalar composta por bombeiros da corporação de Vila do Conde ajudou ao parto da mãe.

Uma vez que a Inês não queria esperar, os bombeiros acharam por bem realizar o parto dentro da habitação, em vez de arriscar o nascimento já dentro da ambulância, antes da chegada ao hospital.

Depois do nascimento, mãe e recém-nascida foram transportadas para o Centro Hospitalar Póvoa de Varzim / Vila do Conde, com acompanhamento da ambulância de Suporte Imediato de Vida do INEM.

“Ambas encontram-se bem de saúde”, referem os bombeiros.

Continuar a ler

Aqui Perto

Já neva na Galiza (e pode nevar nos picos mais altos do Gerês)

Estado do tempo

em

Foto: DR

A estação de esqui da montanha de Cabeza de Manzaneda, em Ourense, Galiza, ficou tingida de branco durante a tarde desta quarta-feira, depois de começar a cair neve.

Os flocos de neve em território espanhol caíram a cerca de 1.300 metros de altitude, com os termómetros a apontarem -1,5 graus, segundo a MeteoGalicia.

As previsões do IPMA apontam que pode cair neve em cotas até aos 1.200 metros, ou seja, atingindo alguns pontos do Parque Nacional Peneda-Gerês, como o alto da serra de Louroco ou da serra do Gerês.

Pelas 17:00, o IPMA apontava temperaturas de seis graus no Parque Nacional e de nove em Braga.

Em Portugal, acrescente-se, já caiu neve durante esta tarde, tanto na Serra da Estrela como em vários picos do arquipélago da Madeira.

De acordo com as últimas previsões do IPMA, a temperatura mínima vai baixar até aos cinco graus na sexta-feira.

Continuar a ler

Aqui Perto

Hospital Póvoa Varzim/Vila do Conde atinge limite da capacidade de internamento

Covid-19

em

Foto: O MINHO / Arquivo

O Centro Hospitalar da Póvoa de Varzim/Vila do Conde, do distrito do Porto, anunciou hoje que atingiu o limite na capacidade de tratamento de doentes infetados com SARS-Cov-2, tendo preenchidas as 39 camas alocadas à doença.

A unidade hospitalar, que presta a assistência a cerca de 140 mil habitantes daqueles dois concelhos, lembrou que, desde outubro, quintuplicou o número de vagas para o internamento destes doentes, passando de sete para 39 em cerca de dois meses.

“Com as atuais 39 camas alocadas a doentes infetados com SARS-Cov-2, o Centro Hospitalar atingiu o limite máximo da capacidade instalada para o efeito, o que acarreta algum condicionalismo na atividade cirúrgica. Das sete camas afetas ao tratamento de doentes covid-19, existentes em outubro, o Centro Hospitalar dispõe agora de 39, mercê da evolução crítica da situação, com o consequente aumento de internamentos”, informou a unidade, através de comunicado.

No mesmo texto, o Centro Hospitalar apontou que “o crescimento abrupto da pandemia obstaculizou a projetada conversão da unidade” em Hospital Covid-free.

Assim, todo o 2.º piso do edifício, onde funcionavam os serviços de cirurgia e medicina interna, está agora reservado para o tratamento de doentes covid-19, atingindo o limite da capacidade instalada possível.

“A readaptação das instalações hospitalares à dimensão da pandemia fez concentrar igualmente, no primeiro piso da unidade da Póvoa de Varzim toda a área cirúrgica, mantendo-se a unidade de Vila do Conde como unidade Covid-free, para doentes de medicina interna”, acrescentou o Centro Hospitalar.

Segundo dados da Direção-Geral da Saúde, Vila do Conde e Póvoa de Varzim estão entre os 17 municípios do país com maior incidência de covid-19, sendo que o concelho poveiro regista 1.626 infetados por cada 100 mil habitantes e Vila do Conde 1.605.

Em Portugal, desde o início da pandemia, março, já morreram 4.056 pessoas dos 268.721 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Continuar a ler

Populares