Seguir o O MINHO

Viana do Castelo

Buscas por terceiro corpo de naufrágio em Viana serão retomadas de manhã

Corpos do pai e filha já foram encontrados

em

Foto: Joca Fotógrafos / O MINHO

As buscas pelo corpo de uma mulher com cerca de 70 anos, a terceira vítima de uma família que naufragou, no rio Lima, em Viana do Castelo, vão ser retomadas esta manhã, disse o capitão do porto local.

Em declarações à agência Lusa, o comandante da Polícia Marítima de Viana do Castelo, Sameiro Matias explicou que as operações de busca foram interrompidas às 24:00 de segunda-feira, sendo retomadas às 07:00 de hoje, terça-feira.

“Vamos retomar as buscas por volta das 07:00 com meios náuticos e, havendo condições de segurança, com o apoio de mergulhadores. Amanhã [hoje] teremos a nosso favor a luz do dia, o que não acontece agora”, disse o responsável.

O corpo do marido foi encontrado cerca das 21:27 de segunda-feira após o naufrágio do barco onde seguia uma filha do casal, a primeira vítima mortal a ser resgatada.

Segundo Sameiro Matias o homem tinha cerca de 70 anos, e a filha, com cerca de 40 anos, foi a primeira a ser encontrada próximo da embarcação de pesca, cerca das 19:30.

O naufrágio da embarcação ocorreu cerca das 19:23, na zona do embarcadouro do Pinheiro, em Santa Marta de Portuzelo, no rio Lima, na freguesia de Santa Marta de Portuzelo, em Viana do Castelo.

Segundo Sameiro Matias alerta foi dado “por familiares que estranharem que as três pessoas não tivessem regressado a casa”.

Ainda são desconhecidas as causas do naufrágio são ainda desconhecidas.

“As três pessoas terão saído durante a tarde na embarcação para apanhar lenha numa ínsua do rio Lima”, explicou Sameiro Matias.

Contacto pela Lusa, o presidente das Junta de Freguesia de Santa Marta de Portuzelo, Paulo Maciel adiantou que “o casal de idosos residia na freguesia”.

“A filha não residia, mas tinha casa em Santa Marta de Portuzelo”, disse o autarca.

No local estiveram 36 operacionais e 11 veículos, da Autoridade Marítima, dos Bombeiros Voluntários e Sapadores Municipais, INEM e da GNR.

Populares