Seguir o O MINHO

Braga

Braga: Parceria entre Município e UM permite reabilitação do Convento de S. Francisco

em

O Executivo Municipal irá analisar, em sede de Reunião descentralizada que se realiza no dia 28 de setembro, pelas 18h30, em Navarra, uma proposta de cedência do edifício do Convento de S. Francisco, em Real, à Universidade do Minho (UMinho), que irá instalar no local a sua Unidade de Arqueologia, atualmente sediada no centro da cidade.

Desta forma, o Município de Braga, proprietário do imóvel, irá colocar o edifício ao serviço da investigação científica. O contracto de comodato a celebrar com a UMinho permite, assim, encontrar uma solução para a reabilitação do Convento de S. Francisco, imóvel que atualmente se encontra em estado de degradação e sem utilização há vários anos.

A UMinho ficará responsável pela execução e concretização do projeto de reabilitação do imóvel, assim como pela criação de um espaço museológico com circuitos de visita abertos ao público no reabilitado Convento de S. Francisco.

Para Miguel Bandeira, vereador do Urbanismo e Património, este processo é ‘extremamente vantajoso’ para o concelho porque vai permitir a reabilitação de uma “referência incontornável do património de Braga”.

“A UMinho é a instituição que está melhor preparada para executar este processo de reabilitação, nomeadamente por estar habilitada a aceder a fundos comunitários. No atual quadro económico, esta é a melhor solução para avançar com o projeto”, adiantou.

O vereador sublinhou que a celebração deste contrato de comodato vai ao encontro da política de conjugação de esforços e aproximação do Município às Universidades que tem vindo a ser seguido pelo atual Executivo, com vantagens para ambas as partes e para toda a comunidade.

“Esta parceria vem na esteira de outros projetos conjuntos entre entidades, de que é também exemplo a Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva”, afirmou.

O antigo Convento de S. Francisco fica situado paredes-meias com a Igreja de S. Francisco e Capela de S. Frutuoso, edifícios que “cruzam as grandes épocas históricas” de Braga.

“Estamos convictos que o Convento de S. Francisco vai transformar-se, no futuro, num importante ponto de atração patrimonial do concelho, incluindo-se num roteiro que se complementa com o Mosteiro de S. Martinho de Tibães e o Núcleo Museológico de Dume, que está neste momento a ser alvo de uma intervenção”, referiu Miguel Bandeira.

Além da reabilitação integral do edifício, Miguel Bandeira sustenta que o Convento de S. Francisco ficará dotado de “condições de funcionalidade verdadeiramente excepcionais”.

Populares