Seguir o O MINHO

Braga

Braga ativa Plano para comunidades desfavorecidas

em

Foto: Divulgação

O Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU) de Braga inclui um Plano de Acão Integrado para as Comunidades Desfavorecidas (PAICD) que visa a reabilitação urbana, do Bairro Social das Enguardas e do Complexo Habitacional do Picoto.

Nesse sentido, o Município – por ação do vice-presidente Firmino Marques – está a promover o Projeto “(Re)Escrever o nosso Bairro” com um conjunto de parceiros, a Bragahabit, a Associação Famílias, a Cruz Vermelha Portuguesa e a Fundação Bomfim. Tem como objetivo o de “promover iniciativas de inclusão social naqueles bairros e tornar visível a identidade, cultura e modos de vida dos seus habitantes”.

Por seu lado, o Projeto Geração Tecla E6G – integrado no programa estatal “Escolhas” – realizado em parceria com a Cruz Vermelha Portuguesa, quer dar continuidade ao trabalho de inclusão social das crianças e jovens mais vulneráveis, residentes no Bairro Social de Santa Tecla. Promove a dinamização cultural e a formação profissional dos jovens e adultos.

Nesta área específica, o Plano de Atividades da autarquia desenvolve, ainda, o Projeto T3tris E6G – também do Programa Escolhas – em parceria com o Centro Cultural e Social de Santo Adrião, para “reforçar os objetivos previstos no Plano para a Inclusão das Comunidades Ciganas e no Plano para a Integração dos Imigrantes, dando especial ênfase às questões escolares, de empregabilidade, de empreendedorismo e de associativismo”.

Pretende-se “potenciar a comunicação entre as comunidades ciganas do Complexo Habitacional do Picoto, do Bairro Social de Ponte dos Falcões, e do Fujacal e proporcionar às crianças e jovens que vivem nesses bairros iguais oportunidades de ensino e emprego”.

Populares