Seguir o O MINHO

Braga

Bom Jesus e Sameiro vão desligar luzes em defesa da natureza na Hora do Planeta

em

Foto: DR/Arquivo

A iniciativa Hora do Planeta, no sábado, já tem a adesão de 86 municípios portugueses, que vão desligar as luzes como gesto contra as alterações climáticas e a perda de biodiversidade.

Entre as 20:30 e as 21:30, vários municípios e monumentos ficam às escuras, acompanhando a iniciativa da organização internacional de proteção da natureza WWF, a decorrer em muitos países do mundo, uma ação simbólica para alertar para a necessidade de mudar comportamentos em nome da defesa do planeta.

Entre os monumentos que se comprometeram a apagar as luzes estão o Cristo Rei, o Castelo de São Jorge, a Torre de Belém ou o Mosteiro dos Jerónimos, na região de Lisboa, o Museu do Mar, em Cascais, os castelos de Guimarães, de Pombal, de Silves e de Figueira de Castelo Rodrigo, o Santuário do Sameiro e do Bom Jesus (Braga), a Casa Amarela (Viseu), a Ponte D. Maria, Convento S. Francisco (Santarém) ou a Ponte D. Luiz (Porto).

O número de autarquias a aderir a esta 11.ª edição da Hora do Planeta ainda está abaixo das 144 registadas em 2017, o maior número de sempre em Portugal.

Em iniciativas associadas, Lisboa e Cascais organizam passeios de bicicleta, “Pedaladas pelo Planeta”, e outras ações estão programadas por todo o país, como tem acontecido nos últimos anos, como espetáculos ou jantares à luz de velas, aulas de ioga ou caminhadas.

A Associação Natureza Portugal WWF (ANP|WWF), defende que “é possível travar as alterações climáticas com pequenas mudanças de hábitos quotidianos, como a utilização de menos combustíveis fósseis privilegiando meios de transporte amigos do ambiente”.

O ‘apagão’ inicia-se com o desligar do gigante interruptor simbólico da WWF, e contará com a presença de representantes da ANP|WWF, de alguns dos embaixadores da Hora do Planeta que se associaram à iniciativa e que vão pedalar pelo Planeta e ainda um representante de cada uma das autarquias.

Para a diretora executiva da ANP|WWF, Angela Morgado, a participação na Hora do Planeta pode ser concretizada de variadas formas, porque o que se pretende é alertar para a necessidade de todos alterarem hábitos quotidianos para um modo de vida mais sustentável.

No ano passado, a Hora do Planeta atingiu um recorde mundial, com 3.100 monumentos a ficarem às escuras em 187 países e territórios entre as 20:30 e as 21:30.

Anúncio

Braga

Braga: Dance World Cup nomeado para melhor evento ibérico do ano

Braga com oito nomeações

em

Foto: Sérgio Freitas / CM Braga

O Dance World Cup, a maior competição de dança do mundo para jovens, está nomeada para a categoria de melhor evento profissional (Best Pro Event) dos Iberian Festival Awards 2020, anunciaram os responsáveis pelo Altice FORUM Braga, onde decorreu a competição.

Para além do evento desportivo, vão ainda a votos, em outras sete categorias, eventos e personalidades da cidade. A votação, a cargo do público, decorre até 07 de janeiro, nestes galardões que distinguem os melhores eventos que tiveram lugar em Portugal e em Espanha, durante este ano.

Além do Dance World Cup, na categoria de Best Pro Event, foi nomeado o Nova Arcada Braga Blues, nas categorias Best Small Festival, Best Line-Up e Best Indoor Festival, ao que acresce a nomeação, no mesmo evento, da Portuguese Blues Reunion, como Best Live Performance, e do fotojornalista Gonçalo Delgado, para Best Festival Photo. Nesta última categoria está também nomeado Paulo Veiga da WideFuture, pelo desempenho no evento Dancefloor – Jump to the Floor. Para Best Live Performance está também nomeado o concerto de Diunna Greenleaf, no Altice FORUM Braga.

A escolha dos vencedores de cada uma das categorias é feita pelo público.

Os Iberian Festival Awards são organizados pela Aporfest – Associação Portuguesa de Festivais de Música e a gala anual em que os galardões são atribuídos realizar-se-á em Lisboa, no Grande Auditório da FIL, a 14 de março de 2020, em paralelo e parceria com a Bolsa de Turismo de Lisboa.

Continuar a ler

Braga

Vila Verde já prepara concurso internacional de criadores de moda

Mais de três mil euros em prémios

em

Foto: Divulgação / CM Vila Verde

A Câmara de Vila Verde abriu, esta terça-feira, as inscrições para o XVII Concurso Internacional de Criadores de Moda, com o tema “Lenços Namorar Portugal: escritas de amor”.

De acordo com a organização, os candidatos devem “conceber peças contemporâneas, inspiradas obrigatoriamente na tradição que remonta ao séc. XVIII”.

Para além de prémios monetários, num total de perto de três mil euros, os criadores vão ter a oportunidade de verem as suas peças na passerelle.

Gala Namorar Portugal. Foto: Divulgação / CM Vila Verde

“A 14 de fevereiro, a Gala Namorar Portugal traz a Vila Verde centenas de casais enamorados e figuras de renome nacional da moda, música e televisão para a noite de namorados mais romântica do país”, sublinha a organização.

A iniciativa integra a programação alargada “Fevereiro – Mês do Romance”, do Município de Vila Verde.

Os interessados devem entregar os projetos e a ficha de inscrição até ao dia 03 de janeiro de 2020, através do site, por e-mail para [email protected] ou em envelope fechado, na cooperativa Aliança Artesanal, situada na Avenida Dr. Bernardo Brito Ferreira 4730-716 Vila Verde.

Gala Namorar Portugal. Foto: Divulgação / CM Vila Verde

O XVII Concurso Internacional de Criadores de Moda é uma iniciativa do Município de Vila Verde, promovida pela Cooperativa Aliança Artesanal e conta com o apoio da Direção Regional do Norte do Instituto Português do Desporto e da Juventude. Para mais informações é importante consultar o regulamento do concurso, disponível no site .

Continuar a ler

Braga

Braga recebe mostra de arte digital e música eletrónica

Vincent Moon, Rabih Beaini, Sensible Soccers e Cláudia Oliveira são os convidados deste ano

em

GNRation, Braga. Foto: Divulgação

A quarta edição do OCUPA, mostra de arte digital e música eletrónica em Braga, acontece no próximo sábado e conta com artistas internacionais e nacionais em diálogo com o talento local. Vincent Moon, Rabih Beaini, Sensible Soccers e Cláudia Oliveira são os convidados deste ano.

Nos últimos anos a cidade de Braga assumiu uma posição dianteira no domínio das media arts em Portugal, cimentada pela atribuição do título de Cidade Criativa da UNESCO e legitimada, entre outros, pelo sucesso internacional do festival SEMIBREVE, pelos já históricos Encontros da Imagem, pela oferta artística e formativa do gnration e pelo crescente número de artistas a operar nesta área.

O OCUPA, evento promovido pela cooperativa AUAUFEIOMAU com apoio da Câmara de Braga e gnration, visa promover uma perspetiva sobre a produção artística nos domínios da música eletrónica e arte digital por artistas oriundos ou residentes em Braga, componente vital para a plena afirmação de Braga como cidade de referência nas media arts.

Para a sua quarta edição o OCUPA volta a abrir a porta a artistas internacionais e nacionais e coloca-os em diálogo com o talento local. O projeto cinematográfico Híbridos: os Espíritos do Brasil, de Vincent Moon e Priscilla Telmon, será musicado ao vivo pelo libanês Rabih Beaini e pelo português Pedro Oliveira.

O programa completa-se com Frederico Dinis, Cody XV e a apresentação final do Clube de Inverno, este ano liderado pelos Sensible Soccers e pela artista visual Cláudia Oliveira. A tarde será ocupada com um programa de conversas sobre a relação entre tecnologia, arte e performance, com a participação de Silvestre Pestana, Heitor Alvelos, Miguel Pedro, Pedro Oliveira e Pedro Portela. Pela primeira vez no programa, o OCUPA apresentará uma masterclass, conduzida por Vincent Moon.

Programa

14:00-17:00 – Ancient shamanism, nomadic cinema and the in between – How (and why) to create in the archaic revival – masterclass com Vincent Moon – sala de formações

15:30 – Conversa com Silvestre Pestana sobre o papel da tecnologia na criação artística contemporânea, conduzida por Heitor Alvelos – sala de conferências

16:30 – Conversa com Pedro Oliveira e Miguel Pedro sobre novos caminhos abertos pela eletrónica, conduzida por Pedro Portela – sala de conferências

17:30 – Concerto de Cody xv – sala de formação

21:30 – A Land Of Intrinsic Contemplation, de Frederico Dinis – blackbox

22:20 – Clube de Inverno com Sensible Soccers / Cláudia Oliveira – sala multiusos

23:00 – Híbridos: os Espíritos do Brasil ao vivo, de Vincent Moon, com Priscilla Telmon, Rabih Beaini e Pedro Oliveira – blackbox

Continuar a ler

Populares