Seguir o O MINHO

Guerra na Ucrânia

Biden repete que há “ameaça real” de Rússia usar armas químicas

Guerra

em

Foto: DR / Arquivo

O Presidente dos EUA, Joe Biden, disse hoje que existe uma “ameaça real” de a Rússia usar armas químicas na Ucrânia, numa declaração feita antes de descolar com destino a Bruxelas, onde participará em reuniões com aliados.

“Acho que há uma ameaça real”, disse Biden, referindo-se ao cenário de Moscovo ordenar o uso de armas químicas na guerra na Ucrânia.

Nos últimos dias, a Casa Branca insistiu no risco de Moscovo vir a usar armas químicas como parte de uma “operação de bandeira falsa”, referindo-se a uma tática de guerra na qual uma parte em conflito comete um ato e faz parecer que foi a outra parte que o realizou.

Biden está de partida de Washington para Bruxelas, onde participará de reuniões de emergência da NATO, do G7 e do Conselho Europeu.

Em Bruxelas, os Estados Unidos e os aliados europeus anunciarão, na quinta-feira, novas sanções contra a Rússia, de acordo com o conselheiro de Segurança Nacional da Casa Branca, Jake Sullivan.

De seguida, o Presidente norte-americano viajará na sexta e no sábado para a Polónia, país que recebeu o maior número de refugiados ucranianos em fuga dos bombardeamentos russos.

Será uma maratona diplomática que aguarda Joe Biden, que poderá comprovar a sua firmeza contra o Presidente russo, Vladimir Putin, e que poderá repetir a promessa de restaurar as alianças europeias.

“Nos últimos meses, o Ocidente esteve unido. O Presidente vai à Europa para garantir que permaneceremos unidos e para enviar uma mensagem forte de que estamos preparados e comprometidos com as nossas alianças”, disse hoje Jake Sullivan.

EM FOCO

Populares