Seguir o O MINHO

Barcelos

Barcelos Bus, com 163.923 ‘bilhetes’ utilizados ao longo de um ano, vai continuar em 2020

Transportes públicos

em

Foto: Divulgação / CM Barcelos

A Câmara de Barcelos aprovou a prorrogação do financiamento às empresas de transporte de passageiros que operam no concelho de Barcelos, dando também continuidade ao projeto Barcelos Bus, anunciou, esta segunda-feira, a autarquia.

Em comunicado, é explicado que o serviço do Barcelo Bus fez 163.923 validações de títulos de transporte entre 18 de setembro de 2018 (data de abertura do serviço) e 16 de setembro de 2019.

Entre estes títulos, explica a autarquia, constam bilhete, meio bilhete, cartão valor, passe sénior, passe estudante, passe social, passe grátis e bilhete gratuito.

Dos diferentes títulos, 58.852 foram utilizadas na linha amarela e 105.017 na linha vermelha, “um valor que supera todas as expectativas da fase experimental e que confirma o serviço BarcelosBus como uma alternativa de transporte, em substituição ao automóvel”.

A autarquia destaca, em maior número, o passe sénior, apontando que “uma grande maioria da população com idade superior a 65 anos, reformados ou pessoas com mobilidade reduzida vêm a sua mobilidade aumentada e o transporte urbano como o seu meio de mobilidade preferencial para as viagens de lazer e compras, aumentando também a sua qualidade de vida”.

Também se verifica que o recurso ao bilhete assume cerca de 35,7% de validações.

De acordo com a autarquia, este serviço custou aos cofres municipais o valor de 55.009 euros, até ao passado dia 03 de dezembro.

Para o próximo ano, a autarquia prevê que o custo do serviço ultrapasse os 180 mil euros.

Caraterização das linhas

A linha vermelha, com pouco mais de 18 quilómetros, liga o Estádio Cidade de Barcelos à freguesia de Barcelinhos e Rio Covo Santa Eugénia, passando pelas principais escolas, Finanças, Avenida dos Combatentes da Grande Guerra, Campo da República, Igreja Bom Jesus da Cruz, Cemitério de Barcelos, Tribunal, Câmara, atravessando a Ponte dos Peregrinos (Ponte Velha), passando ainda pela Clínica de Medros, contando 53 paragens;

A linha amarela, com cerca de 12 quilómetros, liga a freguesia de V.F.S.Pedro à freguesia de Arcozelo, passando pela Urbanização da Formiga, Estação da CP, Avenida dos Combatentes da Grande Guerra, Campo da República, Escola António Fogaça e acesso pedonal ao IPCA, onde se contam 45 paragens.

“Ambas as linhas garantem ponto de interface, na Avenida dos Combatentes da Grande Guerra, onde poderá ser efetuado o transbordo de passageiros”, explica o comunicado.

Inicialmente, de setembro de 2018 a maio de 2019 as duas linhas funcionavam com recurso a dois autocarros, tipo mini bus, dotados de rampa para acesso de pessoas com mobilidade reduzida, lugar para cadeira de rodas, ar condicionado e sistema Wi-fi gratuito a bordo.

A partir do mês de maio de 2019, até ao final do período experimental (setembro 2019), foi decidido duplicar a oferta de transporte, passando as duas linhas a operar com quatro veículos, aumentando a frequência de passagem de veículos e disponibilização de um horário “mais apelativo”, garantindo uma passagem de 30 em 30 minutos na linha vermelha (anterior 60 minutos) e passagem de 20 em 20 minutos na linha amarela (anterior 40 minutos).

Populares