Seguir o O MINHO

Futebol

Balde de água fria em Guimarães com empate ‘fora de horas’ na estreia no campeonato

2.ª jornada da I Liga

em

O Vitória empatou hoje com o Boavista, 1-1, em jogo da segunda jornada da I Liga portuguesa de futebol, em que esteve na frente do marcador mais de 75 minutos.

No Estádio D. Afonso Henriques, o golo foi marcado por Davidson, aos 16 minutos, tendo os boavisteiros chegado ao empate já nos descontos, aos 90+4 minutos, quando a vitória já parecia não querer fugir aos de Guimarães.

Pouco antes, aos 81 minutos, o Vitória viu um golo ser-lhe anulado pelo video-árbitro (VAR), devido a fora de jogo.

Após este empate, os vimaranenses somam o primeiro ponto no campeonato, depois de o jogo da primeira jornada, contra o Rio Ave, ter sido adiado devido a problemas no estádio do clube de Vila do Conde.

Mesmo com um meio-campo remodelado, fruto da entrada de André Almeida para a posição do lesionado Joseph, a turma vimaranense comprovou no primeiro quarto de hora o bom momento que atravessa, ‘prendendo’ o adversário no seu meio-campo com trocas de bola rápidas e precisas, que acabaram por culminar no golo inaugural.

Depois de ter cabeceado ao lado na primeira ocasião, aos quatro minutos, e de ter visto Alexandre Guedes falhar o golo por centímetros, após assistência sua, aos 12, Davidson recebeu um passe longo de Tapsoba no interior da área e desferiu um remate acrobático bem colocado, com Bracali a tocar ainda na bola.

Depois do triunfo sobre o Aves (2-1), na primeira jornada, o Boavista apareceu em Guimarães com duas novidades no ‘onze’ – Lucas e Heriberto, que se juntou no ataque a Yusupha -, mas a reação à desvantagem foi quase inexistente, à exceção de um lance em que Florent corrigiu um erro do guardião Miguel Silva para impedir Heriberto de empatar, aos 26 minutos.

Até ao intervalo, o ritmo do encontro abrandou, com a turma vitoriana a manter o controlo das operações e a tentar o segundo golo num remate de longe de Pepê, ligeiramente por cima, aos 40 minutos.

A formação do Porto subiu no terreno após o intervalo e passou a jogar mais tempo no meio campo contrário, mas sem conseguir ultrapassar a defesa vitoriana, bem organizada e ‘autoritária’ nas bolas divididas e aéreas.

Atenção, Vitória: FCSB perde antes do jogo da Liga Europa

Apesar do menor volume ofensivo face à primeira parte, os anfitriões mostraram-se, ainda assim, capazes de desequilibrar a retaguarda ‘axadrezada’, como aconteceu ao minuto 55, quando Alexandre Guedes atirou por cima, na sequência de uma combinação de Rochinha e Pepê.

A partida perdeu ritmo, com o Vitória a controlar a partida já em quebra física e a ver um golo anulado a João Carlos Teixeira por fora de jogo, aos 81 minutos, e o Boavista a criar perigo num remate de longe de Rafael Costa (88 minutos), antes de empatar nos últimos segundos por Lucas, em resposta a um livre de Bueno.

“O Vitória criou situações para fazer quatro, cinco golos”

Desde o início da temporada, a equipa orientada por Ivo Vieira contava por vitórias todos os jogos disputados. Nos cinco jogos anteriores, o Vitória venceu, em casa e fora, a Jeneusse Esch, do Luxemburgo, e o Ventsplis, da Letónia, em jogos das pré-eliminatóras da Liga Europa, e apurou-se para a fase de grupos da Taça da Liga, depois de ter ganho na visita a Santa Maria da Feira (0-1, contra o Feirense). Soma, agora, 16 golos marcados e um sofrido.

Ficha de Jogo

Jogo no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães.

Vitória SC – Boavista, 1-1.

Ao intervalo: 1-0.

Marcadores:

1-0, Davidson, 16 minutos.

1-1, Lucas Tagliapietra, 90+4.

Equipas:

– Vitória SC: Miguel Silva, Sacko, Tapsoba, Pedro Henrique, Florent, Al Musrati, Pepê, André Almeida (João Carlos Teixeira, 60), Rochinha, Davidson e Alexandre Guedes.

(Suplentes: Douglas, Lucas Soares, Bondarenko, Rafa Soares, João Carlos Teixeira, João Correia e João Pedro).

Treinador: Ivo Vieira.

– Boavista: Bracali, Carraça, Lucas Tagliapietra, Neris, Marlon, Obiora (Yaw Ackah, 46), Rafael Costa, Gustavo Sauer (Bueno, 68), Mateus, Heriberto e Yusupha (Cassiano, 58).

(Suplentes: João Gonçalves, Edu Machado, Ricardo Costa, Idris, Yaw Ackah, Bueno e Cassiano).

Treinador: Lito Vidigal.

Árbitro: Artur Soares Dias (AF Porto).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Obiora (27), Mateus (30), Florent (35), Rafael Costa (43), Yaw Ackah (49) e Rochinha (66).

Assistência: 16.735 espectadores.

Anúncio

Futebol

Liga dos Campeões: Benfica em estreia com alemães do Leipzig

Grupo G

em

Foto: Twitter de Andreas Samaris

O Benfica estreia-se esta terça-feira diante dos alemães do Leipzig na edição 2019/20 da Liga dos Campeões de futebol, competição em que tentará ultrapassar os fracassos das duas anteriores épocas, nas quais foi eliminado na fase de grupos.

Para a estreia no Grupo G, no Estádio da Luz, a partir das 20:00, o treinador Bruno Lage está suspenso, em virtude da expulsão na época passada num jogo da Liga Europa, e o Benfica apresenta limitações, em especial devido às lesões de Florentino e Gabriel, jogadores que iniciaram a época como titulares e estão lesionados.

O Leipzig, fundado em 2009, teve uma única presença na Liga dos Campeões, em 2017/18, num grupo em que ficou atrás do Besiktas e do FC Porto, apurados para os oitavos de final. Nessa época, os ‘encarnados’ tiveram o pior desempenho de sempre, não somando qualquer ponto.

Benfica e Leipzig defrontam-se pela primeira vez, num encontro com arbitragem do grego Tasos Sidiropoulos, enquanto os franceses do Lyon, equipa do guarda-redes internacional Anthony Lopes, recebem os russos do Zenit, no outro jogo do grupo.

No primeiro dia deste arranque de Champions entrará também em ação o campeão europeu Liverpool, que visita o Nápoles, em jogo do grupo E.

Continuar a ler

Futebol

Ex-atriz porno com 3 milhões de seguidores manifesta apoio ao Vitória através do Twitter

Mia Khalifa

em

Foto: Instagram de Mia Khalifa

A antiga atriz de filmes pornográficos Mia Khalifa manifestou através da rede social Twitter, onde conta com cerca de 3 milhões de seguidores, que irá apoiar qualquer equipa que defronte o Arsenal, algo que motivou reação por parte do Vitória Sport Clube (SC) através da mesma plataforma. Na resposta, a modelo é perentória: “Vamos Vitória!!!”.

A conhecida figura mediática que nasceu no Líbano mas cresceu no Texas, Estados Unidos da América, tem dado que falar em termos futebolísticos por desprezar o Arsenal, e manifestar-se apoiante de qualquer equipa que jogue contra os gunners.

 

Atualmente vinga como modelo de webcam e faz parcerias com casas de apostas, como foi o caso da Sportsbet, que a desafiou a utilizar uma camisola do Watford, antes do jogo contra o Arsenal, desafio aceite pela modelo.

Anteriormente, Mia tinha-se manifestado como apoiante do West Ham, enquanto estes preparavam o desafio com o clube da capital inglesa. Questionada no Twitter sobre qual o clube que apoia em definitivo, a modelo esclareceu dar apoio “a qualquer equipa que jogue contra o Arsenal”.

E o Vitória reagiu…

 

 

Os vitorianos deixaram ainda o pedido a Mia para que esta apoie o clube no próximo jogo frente aos Gunners.

A equipa de Guimarães defronta os ingleses no Grupo F da Liga Europa em jogo marcado para o próximo dia 24 de outubro, no Estádio Emirates, em Londres.

Continuar a ler

Futebol

Braga perde com Sporting no jogo de estreia da Liga de futebol feminino

Frente ao Sporting

em

Foto: SC Braga (Arquivo)

O Sporting entrou esta segunda-feira da melhor forma na I Liga portuguesa de futebol feminino, ao bater o Sporting Clube (SC) de Braga por 2-1, em Alcochete, numa partida em que as leoas operaram a reviravolta no último quarto de hora.

Uchendu inaugurou o marcador para as bracarenses logo aos 02 minutos, mas os golos de Diana Silva (75) e Nevena Damjanovic (79) permitiram ao Sporting entrar com o pé direito no campeonato de 2019/20 e somar os primeiros três pontos.

As bracarenses chegaram à vantagem quando ainda nenhuma equipa o havia justificado, aproveitando a velocidade e o oportunismo de Uchendu para inaugurar o marcador logo aos 02 minutos.

As minhotas estavam mais confortáveis na partida e dominavam as operações, especialmente após o intervalo, com a avançada nigeriana a colocar à prova a guarda-redes Patrícia Morais num tiro na pequena área (47) e a acertar na trave um remate de meia distância (58).

Mas o Sporting, que até ao quarto de hora final só teve uma oportunidade flagrante, com Carolina Mendes a atirar por cima (06), igualou a partida aos 75 minutos, por Diana Silva, solicitada na profundidade pela norte-americana Carlyn Baldwin.

A equipa leonina galvanizou-se com o empate e, pouco depois, a defesa central Nevena Damjanovic operou a reviravolta ao cobrar de forma irrepreensível um livre direto em zona frontal, decorria o minuto 79.

O SC Braga não conseguiu recuperar do golpe anímico e o Sporting podia ter ampliado por Hannah Wilkinson (88), enquanto as bracarenses só nos descontos (90+1) voltaram a criar perigo num remate por cima de Francisca Cardoso.

Ficha de Jogo

Jogo no Estádio Aurélio Pereira, em Alcochete.

Sporting – Sporting de Braga, 2-1.

Ao intervalo: 0-1.

Marcadoras:

0-1, Uchendu, 02 minutos.

1-1, Diana Silva, 75.

1-2, Nevena Damjanovic, 79.

Equipas:

– Sporting: Patrícia Morais, Ana Borges (Carlyn Baldwin, 20), Carole Costa, Nevena Damjanovic, Joana Marchão, Tatiana Pinto, Rita Fontemanha, Fátima Pinto, Diana Silva, Raquel Fernandes (Ana Capeta, 59) e Carolina Mendes (Hannah Wilkinson, 59).

(Suplentes: Inês Pereira, Carlyn Baldwin, Mariana de Azevedo, Ana Capeta, Joana Martins, Neuza Besugo e Hannah Wilkinson).

Treinadora: Susana Cova.

– Sporting de Braga: Rute Costa, Pratt, Inês Maia, Diana Gomes (Machia, 88), Ágata Filipa, Denali Murnan, Dolores Silva, Regina Pereira (Laura Luís, 72), Vanessa Marques (Sara Brasil, 88), Keane e Uchendu (Francisca Cardoso, 65).

(Suplentes: Houriban, Babi, Lau Machado, Laura Luís, Francisca Cardoso, Sara Brasil e Machia).

Treinador: Miguel Santos.

Árbitra: Catarina Campos (AF Lisboa).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Dolores Silva (26), Tatiana Pinto (38) e Regina Pereira (51).

Assistência: cerca de 400 espetadores.

Continuar a ler

Populares