Seguir o O MINHO

Região

Aviso amarelo devido à previsão de neve (Viana) e vento (Braga)

Aviso do IPMA

em

Neve em Castro Laboreiro. Foto: DR / Arquivo

Os distritos de Viana do Castelo e Braga encontram-se sob aviso amarelo, o terceiro mais grave, devido à previsão de queda de neve (acima dos 1000 metros), no caso do Alto Minho, e vento, que pode atingir os 100 km/h, no caso do Baixo Minho.


Segundo informação disponibilizada pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), o alerta é válido até às 15:00 horas de amanhã, para Viana do Castelo, e até à meia-noite do mesmo dia, para Braga.

Proteção Civil de Braga deixa recomendações devido à previsão de vento forte

Segundo os meteorologistas, depois do calor e do tempo quente durante o fim de semana da Páscoa, o frio e a chuva estão de regresso. A probabilidade de chuva é de 100% entre segunda e quinta-feira, diminuindo entre sexta-feira e domingo.

Anúncio

Braga

Transportadora de Braga doa carrinha para ajudar a alimentar os mais necessitados

Solidariedade

em

Foto: Facebook de Torrestir

A transportadora bracarense Torrestir ofereceu uma carrinha à Associação YAY, dedicada a melhorar a qualidade de vida de pessoas com incapacidade.

A empresa anunciou a “doação” nas redes sociais, em conjunto com a seguradora Seg Up Seguros, que também doou uma carrinha idêntica.

De acordo com a mesma fonte, a carrinha serve para “ajudar os mais necessitados na distribuição de bens alimentares”.

A Associação YAY é uma organização sem fins lucrativos, formada por um grupo de amigos, pais e voluntários que, têm como missão, contribuir para a melhor qualidade de vida de crianças, jovens e adultos com incapacidade.

A Torrestir, uma das maiores transportadoras do país, anunciou em maio deste ano um investimento de 45 milhões de euros para a criação de um novo pólo em Vilaça, Braga, criando mais 200 postos de trabalho. Parte desse dinheiro será para requalificar a atual sede, situada em Nogueira.

O novo centro de logística servirá para aumentar a capacidade de armazenamento da empresa, que se dedica ao transporte nas mais variadas áreas, desde alimentos à indústria farmacêutica.

Continuar a ler

Região

70% das camas de cuidados intensivos no Norte já estão ocupadas

Covid-19

em

Foto: DR

A ocupação das camas dedicadas à covid-19 nos hospitais do Norte ascendia a meio desta semana a 61% na valência de enfermaria e a 70% no caso dos cuidados intensivos, segundo a Administração Regional de Saúde.

Numa resposta escrita enviada à Lusa, a Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-N) adiantou que os hospitais da região dispõem de 464 camas de enfermaria dedicadas à covid-19, das quais 285 se encontravam ocupadas na quarta-feira (cerca de 61%).

Já nas Unidades de Cuidados Intensivos (UCI), das 81 camas alocadas à doença, 57 estavam ocupadas no mesmo dia, o que corresponde a uma ocupação de cerca de 70%.

Segundo a ARS-N, nesta região a capacidade instalada para todas as patologias é de 5.489 camas de enfermaria e 308 camas de cuidados intensivos, num total de 16 equipamentos de saúde (nove centros hospitalares, quatro hospitais e três unidades de saúde local).

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,1 milhões de mortos e mais 39,3 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 2.162 pessoas dos 98.055 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Continuar a ler

Barcelos

Autoridade de saúde ‘dita’ encerramento do cemitério de Barcelinhos a 01 de novembro

Covid-19

em

Foto: DR

O cemitério de Barcelinhos, em Barcelos, vai encerrar portas nos dias 31 de outubro e 01 de novembro, face ao aumento de casos de infeção por covid-19 no concelho.

Em comunicado divulgado através das redes sociais, a Junta de Barcelinhos dá conta de um parecer da autoridade de saúde local a aconselhar ao encerramento do equipamento, algo que a Junta vai acatar.

De 26 a 30 de outubro, o cemitério estará aberto com horário alargado, de forma a minimizar possíveis transtornos às famílias dos defuntos.

No comunicado é citado o parecer da unidade de saúde pública: “As recentes alterações na difusão da pandemia com aumento muito acentuado de novos casos, e claro descontrolo nos seus contactos, leva a Unidade de Saúde Pública a considerar que os cemitérios não devem estar abertos”.

Continuar a ler

Populares