Seguir o O MINHO

Guimarães

Atrasos na construção de dois postos da GNR em Guimarães chegam ao Parlamento

Deputados do CDS querem saber se a responsabilidade é da autarquia

em

Foto: DR

Os deputados do CDS Telmo Correia e Vânia Dias da Silva querem saber qual a justificação para o atraso nas obras de construção e requalificação dos postos da GNR de Lordelo e Taipas, em Guimarães.

Os parlamentares ‘desconfiam’ que a responsabilidade poderá ser da autarquia e por isso, pedem respostas.

Os deputados do CDS-PP querem que o autarca vimaranense confirme se as obras ainda estão a aguardar a elaboração do projeto de execução, que confirme que este atraso é da responsabilidade da Autarquia, que justifique o atraso e que diga quando terão início as referidas obras.

Telmo Correia e Vânia Dias da Silva dirigem-se depois ao Ministro da Administração a quem pedem confirmação se as obras de construção e requalificação dos postos da GNR de Lordelo e Taipas ainda estão a aguardar a elaboração do projeto de execução, e de que este atraso é da responsabilidade da Câmara Municipal.

Depois querem saber se o Ministro entende, ou não, que a demora na requalificação dos dois Postos da GNR coloca em causa a operacionalidade dos militares na proteção às populações sob sua jurisdição e perguntam que medidas estão a ser tomadas pelo Governo para resolver este impasse e dar início às referidas obras.

“É, pois, com estupefação e preocupação que o CDS-PP constata que ainda nada está feito” dizem os deputados acrescentando: “a manter-se esta situação, a GNR de Lordelo e de Taipas vê reduzida a sua eficácia e operacionalidade na segurança e na proteção às populações”.

Populares