Seguir o O MINHO

Braga

Associação põe cães errantes de Braga num hotel

Em Frossos

em

Fotos: Paulo Jorge Magalhães/O MINHO

A chegada ao ‘Canisa’, em plena estrada nacional, em Frossos, Braga está sinalizada por uma placa escrita e pintada à mão. O grande portão ‘esconde’ um verdadeiro paraíso para os cães que a ‘Abandoned Pets’ tem a seu cargo. Os 22 animais resgatados das ruas de Braga estão a viver num hotel, junto com outros cães que ali passam férias, em espaços para todos os gostos e feitios.

Há quem tenha relva e árvores. Há quem tenha pequenas casotas. E há quem viva em simples terrenos limitados com as melhores condições. “Os que vivem nestes espaços estão normalmente a passar por processos de socialização ou têm qualquer problema que precisa, primeiro, ser resolvido”.

Foto: Paulo Jorge Magalhães/O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães/O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães/O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães/O MINHO

É Eduarda Palmeira, presidente da Associação, que faz uma visita guiada. Os cães manifestam-se quando sentem a sua presença. “Dois vieram de caçadores com alegados problemas mas conseguimos recuperá-los; há outros que resgatamos da matilha do Bom Jesus e outros errantes que o CROB nos pede para ficar a tomar conta deles”.

Padrinhos

Os animais ficam no hotel a preços reduzidos à espera de um dono. A associação vive com a ajuda de padrinhos que vão dando uma contribuição por mês. “São pessoas que nos contactam através das redes sociais dizendo que querem ajudar e depois contribuem com o que quiserem por mês”.

Braga terá mais uma “Casa dos Gatos”

Outros escolhem o cão que querem afilhar e vão sendo informados como estão a correr as coisas. “Quantas mais adoções fizermos melhor. Assim mais animais tiramos das ruas”. Os padrinhos são convidados a visitar os cães “mas a esmagadora maioria prefere não fazê-lo para não se afeiçoar”. Os animais passam todos por um processo de esterilização.

Foto: Paulo Jorge Magalhães/O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães/O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães/O MINHO

Nesta altura, a ‘Abandoned Pets’ tem 25 voluntários e nasceu da vontade de grupo de amigos, amantes de animais, que tinha por hábito resgatá-los das ruas e entregá-los no canil, agora Centro de Recolha Oficial de Braga (CROB). Mas as limitações de espaço e as vantagens que teriam foram os motivos para criarem a associação.

A associação tem em marcha vários projetos. Desde 2013 desenvolvem o “animais sem teto”
junto de famílias carenciadas do concelho, referenciadas pela rede social e onde prestam
cuidados veterinários e dão ração para os animais dessas famílias.

Gatos

Outro projeto que têm no terreno é o CED (Captura, Esterilização e Devolução) de gatos desenvolvido nas colónias errantes referenciadas da cidade. A autarquia já disponibilizou uma segunda verba para que o programa se possa manter. “Na primeira fase esterilizou mais de 80 felinos conseguindo controlar algumas colónias. Agora iremos estender o nosso raio de acção”.

A nova verba ronda os 20 mil euros: “temos um acordo para 4 anos, 20 mil euros por ano, entregue através de cheque veterinário, neste momento podemos dizer que graças ao investimento da câmara temos colónias controladas e apesar de muito trabalho pela frente, porque a cidade tem muitos gatos de rua, acreditamos que no final dos quatro anos vamos dizer que valeu a pena o investimento e o trabalho no terreno”.

Foto: Paulo Jorge Magalhães/O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães/O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães/O MINHO

Há ainda o de ‘A-Z’, numa parceria com a empresa municipal Agere, sensibilizando os alunos para a questão dos animais. “Em dois anos, já chegamos a 800 crianças do pré-escolar e do primeiro ciclo”, refere Eduarda Palmeira.

“Com a implementação deste projeto nas escolas pretende-se sensibilizar os mais novos para a causa animal, para questões como o abandono animal, o bem-estar animal, cuidados diários de um animal de companhia, legislação animal mais relevante, entre outros. Iniciando a sensibilização pelo bem estar animal, pretendemos um futuro próximo mais risonho, com menos abandono, animais bem tratados e mais adoções”.

Quase 1600 animais foram abandonados em Famalicão nos últimos dois anos

Voluntariado no centro de recolha oficial

Os elementos da ‘Abandoned Pets’ já estão a fazer voluntariado no CROB, onde, entre outras tarefas, passeiam os animais e treinam os cães para depois poderem ser adoptados. “Conseguimos apresentar um projeto sem custos para o erário público que consiste em treinar os cães do CROB, com a colaboração do treinador César Sá. A nossa ideia é que os animais quando forem adotados estejam mais aptos à vivência com humanos”, refere Eduarda Palmeira.

“O nosso CROB tem sido elogiado por movimentos de defesa dos animais. Os cães são muito bem tratados, mas falta-lhes algo: afeto, amor e atenção, porque por mais cuidado, higiene, vacinas, alimentação de qualidade e espaço ao ar livre estes animais precisam de algum carinho. E isso também são coisas que lhes podemos dar”.

Anúncio

Braga

PJ investiga morte de jovem em hotel de Braga

Em Nogueiró

em

Foto: O MINHO

Um indivíduo de 28 anos foi encontrado em paragem cardiorrespiratória dentro de um quarto de hotel em Braga, ao final da tarde desta terça-feira.

O jornal SOL escreve que o jovem, de nacionalidade estrangeira, foi encontrado em estado crítico por familiares num hotel em Nogueiró.

Foto: O MINHO

Segundo a TVI, há suspeitas que o jovem possa ter sido assassinado por uma mulher que também estava instalada naquela unidade hoteleira.

Foram rapidamente ativados os meios de emergência com uma equipa médica afeta à VMER de Braga a deslocar-se ao local para tentar reverter a situação, algo que não foi possível.

A vítima acabou por morrer ainda no local, tendo sido transportada para o Instituto de Medicina Legal de Braga pelos Bombeiros Sapadores.

Uma equipa de inspetores da Polícia Judiciária de Braga foi chamada ao local para investigar as causas da morte.

Notícia atualizada às 23:37

Continuar a ler

Braga

Proprietários das “Lojas com História” em Braga já podem pedir isenção do IMI

44 lojas abrangidas

em

Foto: Divulgação / CM Braga

A Câmara de Braga anunciou esta terça-feira que os estabelecimentos abrangidos pelo programa “Lojas com História” já se podem candidatar à isenção de Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI), sendo que o prazo corre até 30 de novembro.

Em comunicado enviado à Lusa, a autarquia refere que atualmente são 44 as lojas abrangidas por aquele programa e que “está a decorrer também a segunda fase de classificação das “Lojas com História”, cuja candidatura deve ser feita junto dos serviços da autarquia.

Para conseguir a classificação de “Loja com História”, explica a autarquia, é preciso a “verificação cumulativa de determinados tipos de fatores”, desde a longevidade da atividade, que deve ter “pelo menos” 25 anos.

“A par da atividade (e a ela intrinsecamente ligados) também o património material e o património imaterial do estabelecimento ou da atividade devem apresentar determinadas características reveladoras do seu significado histórico e cultural ou social local”, refere a autarquia.

Para o vereador do urbanismo da Câmara de Braga, Miguel Bandeira, “a iniciativa é determinante para a aplicação dos benefícios previstos à data e outros que possam ser aprovados. Ao mesmo tempo é um estímulo para a manutenção da atividade que é hoje reconhecidamente um fator fundamental para a coesão e atratividade das cidades”.

O reconhecimento daquele tipo de estabelecimentos leva ainda à “inclusão das lojas classificadas no portal do Inventário Nacional Comércio com História que irá promover através da relação com a plataforma do Turismo de Portugal: Visit Portugal a divulgação das lojas reconhecidas em Braga”.

Continuar a ler

Braga

Firmino Marques só sai da Câmara de Braga em outubro para tomar posse no parlamento

Candidato pelo PSD à Assembleia da República

em

Foto: DR / Arquivo

O vice-presidente da Câmara de Braga, Firmino Marques, que se candidata a deputado nas listas do PSD pelo círculo eleitoral de Braga, nas próximas eleições legislativas, apenas abandona o Município quando for eleito e tomar posse na Assembleia da República, em outubro.

A informação foi prestada a O MINHO pelo presidente da Câmara de Braga, Ricardo Rio, o qual salientou que, quando a campanha eleitoral  começar, Firmino recorrerá ao mecanismo legal da suspensão do mandato.

A sua substituição pela jurista Olga Costa, a oitava na lista que se candidatou à câmara fica assim adiada, e Rio tem mais tempo para definir se lhe entrega ou não os mesmos pelouros que Marques governa.

Firmino Marques disse há dias a O MINHO que se candidata “com espírito de missão e de serviço”, sublinhando que tem dado “provas desse espírito  de servir a comunidade bracarenses quer como presidente da Junta de Freguesia de São Vítor quer como vereador no Município”.

A próxima reunião de câmara, com todos os vereadores, está marcada para 10 de setembro.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Vamos Ajudar?

Reportagens da Semana

Populares