Seguir o O MINHO

Alto Minho

Associação de Ponte da Barca prossegue travessia da GR50 do Gerês

Péd’Rios

em

Foto: O MINHO

A Associação Péd’Rios, sediada na aldeia típica de Germil, em Ponte da Barca, prossegue já no fim de semana de 19 e 20 de fevereiro, a sua Travessia da Grande Rota 50 do Parque Nacional da Peneda-Gerês (GR50), com as duas etapas a dividirem-se entre o Soajo e o Lindoso (sábado), que seguirá no dia seguinte (domingo), depois de Lindoso para Germil.

Mas pelo meio e à margem dessas dez etapas, desta vez haverá igualmente a Caminhada Portela do Homem / Minas de Carris / Portela do Homem, este sábado, dia 5 de fevereiro, que terá encontro de manhã cedo, na Fronteira de Portela do Homem, havendo paragem para visita e almoço volante nas Minas de Carris, em que cada participante levará o seu farnel, prevendo-se o fim da atividade cerca das 18:00 do mesmo sábado, tratando-se de um percurso com dificuldade média/alta, em trilho de ida e volta, numa distância de cerca de 20 quilómetros, em que se destaca a passagem pelo vale glaciar de Carris, com visita interpretativa do Complexo Mineiro de Carris, numa iniciativa que tem a necessária autorização da tutela, pelo Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

Segundo o seu presidente, Carlos Moreira, revelou a O MINHO, “já no final do ano 2021, lançamos um convite aos sócios e amigos para a realização da Travessia da Grande Rota 50 do Parque Nacional da Peneda-Gerês (GR50), consistindo o nosso plano uma travessia em dez etapas, com início na Ameijoeira (Melgaço), em duas etapas, por fim de semana, com um total de aproximadamente 215 quilómetros, até final da última etapa que será em Tourém (Montalegre), para o final de maio”, sendo que “a ideia pegou e no passado fim de semana de 22 e 23 de Janeiro sete amigos percorremos assim as duas primeiras etapas”.

A primeira etapa teve início na Ameijoeira com destino até à Peneda, na qual percorremos 23 quilómetros, chegando de noite ao Santuário da Senhora da Peneda, tendo a segunda etapa o início desde a Peneda até à aldeia do Soajo percorrendo-se assim 17 quilómetros.

“Todos os presentes nesta travessia, que ainda está no seu início, tiveram a oportunidade de contemplar locais e lugares de extrema beleza durante o trajeto, conviver com pessoas das aldeias locais e receber boas energias na mágica travessia da GR50 do Gerês”, referiu Carlos Moreira, um montanheiro que tem dinamizado toda a atividade na região do Gerês.

Populares