Seguir o O MINHO

Braga

‘Apanhados’ na inundação em Braga ‘brincam’ nas redes sociais: “Foi um estudo”

Empresa Piscinas Ramos recorre ao humor

em

Foto: Redes sociais

Trabalham numa empresa de construção de piscinas e foram apanhados num verdadeiro ‘lago’, ao final da tarde de sexta-feira, em Braga.

Dois colaboradores da empresa Piscinas Ramos, com sede na Avenida João XXI, na cidade de Braga, viram a viatura da empresa onde seguiam ficar retida pela rápida inundação na Avenida Frei Bartolomeu dos Mártires, debaixo do viaduto que dá acesso à Makro, depois de uma intensa chuvada que se abateu sobre a cidade, entre as 18:00 e as 18:30.

Foto: André Pires

Os ocupantes recorreram à sagacidade de subir para cima do capot da carrinha, uma vez que a água já vazava para o interior, e de lá, esperaram pela chegada dos bombeiros para fazer descer o nível das águas, que parecia não demover, mesmo vários minutos depois de a chuva ter parado.

Foto: DR

Na outra via, em sentido contrário, uma carrinha de caixa aberta também ficou retida, mas acabou por conseguir passar, sob olhar atento da PSP, que foi a primeira entidade no local.

Com a chegada das equipas dos Bombeiros Sapadores de Braga, os construtores de piscinas conseguiram regressar a ‘terra firme’, após desobstrução das sarjetas, que continham várias resíduos arrastados pela chuva até aquele ponto mais baixo da Avenida.

Em tom de brincadeira, nas redes sociais, a empresa em questão publicou fotos do incidente, dizendo que tudo não passou de uma “pesquisa para desenvolver um Robot de Limpeza de grandes dimensões”.

“NOTA: Os participantes no “estudo” estão de perfeita saúde”, pode ler-se na página de Facebook das Piscinas Ramos.

Para além desta ocorrências, os bombeiros sapadores foram ainda chamados para quedas de árvore na cidade e para outra inundação, na Avenida António Macedo, em São Vicente. Um fogo urbano que ocorreu pela mesma hora não está relacionado com o mau tempo.

O dia de ontem foi, aliás, prodigioso em fenómenos meteorológicos. Pela mesma hora, um pouco antes da chuva persistente e localizada precisamente sobre a cidade, ocorreu uma tempestade de granizo, com pedras de gelo de tamanho considerável. A zona mais próxima da cidade da freguesia de Real foi a mais afetada, conforme documentaram leitores de O MINHO.

Foto: Enviada a O MINHO por Malena Moraes

Depois da chuvada, veio a trovoada, deixando o céu em diferentes tons: primeiro cinza escuro, depois roxo, até que ficou avermelhado com o pôr-do-sol. Pelo meio, um arco-íris foi registado por vários leitores.

Braga. Foto: Catarina Vale

Fafe. Foto: Ivo Borges

Guimarães. Foto: Manuel Plácido

Para este sábado, os distritos de Braga e Viana encontram-se sob aviso laranja por causa da trovoada, até às 21:00 horas, e sob aviso amarelo por causa de possível ocorrência de chuva, até à mesma hora.

Populares