Seguir o O MINHO

Braga

“Alunos de mérito” abandonaram a UMinho por causa da praxe

em

Foto: Nuno Gonçalves/Facebook

Dois jovens que entraram na Universidade do Minho premiados como “alunos de mérito” abandonaram os cursos devido a abusos durante a praxe académica. A reitoria confirmou o caso e informar que está a investigar os casos, segundo avança o “Porto Canal”.

As praxes são proibidas na Universidade do Minho há alguns anos, mas fora das instalações decorrem normalmente.

Rui Vieira de Castro, reitor da universidade, reconheceu que é um fenómeno conhecido e que deixa impactos na estabilidade emocional dos alunos.

“Não podemos permitir que percursos aspirados pelos estudantes e familias possam ser colocados em causa por práticas que não respeitam minimamente os valores que uma instituição universitária deve promover”, disse o reitor ao “Porto Canal”.

A Associação Académica da UMinho (AAUM) alega desconhecer os casos, mas também vai investigar para identificar a escola em que ocorreu as situações e contactar os alunos.

Populares