Seguir o O MINHO

Região

Ainda há (pelo menos) 15 escolas no Minho com telhados de amianto

Saúde pública

em

Foto: Ilustrativa / DR

As placas de fibrocimento contendo amianto ainda resistem em, pelo menos, 150 escolas do país, numa altura em que a Provedoria de Justiça exige ao Ministério da Educação a divulgação da listagem oficial com as escolas que ainda estão nessa situação.


Apesar de a lista oficial ainda não ter sido divulgada, nem se saber se alguma vez será, o Sindicato de Todos os Professores (STOP), que fez um levantamento exaustivo sobre a matéria, divulgou uma listagem (a mais extensa que se conhece) com as escolas que se acredita ainda conterem este tipo material nas infraestruturas.

O sindicato salienta que não estão todas as escolas afetadas, mas que este será o valor mais aproximado relativamento ao “amianto escolar” e que, cada vez mais, aumenta a pressão sobre o ministério para que resolva esta questão.

Segundo o STOP, sindicatos, movimentos, associações de pais e de alunos, Provedoria de Justiça, entre outros, estão a insurgir-se contra a falta de medidas, uma vez que o amianto “é comprovadamente cancerígeno e coloca em risco milhares de alunos e profissionais escolares.

Viana do Castelo, Guimarães e Barcelos são os concelhos do Minho com mais casos (duas escolas cada).

Listagem:

Distrito de Viana

Escola E.B. 2,3 Monte da Ola (Viana do Castelo)

EBI de Castelo de Neiva (Viana do Castelo)

Escola Básica e Secundária de Sidónio Pais (Caminha)

Escola Secundária dos Arcos de Valdevez (Arcos de Valdevez)

Distrito de Braga

E. B. 2,3 Júlio Brandão (Famalicão)

E.B. da Gandarela (Celorico de Basto)

E.B. Arco de Baúlhe (Cabeceiras de Basto)

Escola Básica Secundária Vieira de Araújo (Vieira do Minho)

Escola Secundária da Póvoa de Lanhoso (Póvoa de Lanhoso)

Escola Secundária de Barcelinhos (Barcelos)

Agrupamento de Escolas Gonçalo Nunes (Barcelos)

Escola E.B. 1/JI de Casais Brito (Guimarães)

EB1/JI N.S. da Conceição (Guimarães)

EBI de Forjães (Esposende)

Escola JI/EB1 do Coucinheiro (Braga)

Dgeste adia divulgação da listagem

Citada pelo jornal Público, a Provedoria da Justiça refere ter já pedido ao Governo “a listagem de todos os estabelecimentos escolares já identificados como apresentando coberturas em placas de fibrocimento contendo amianto, e o seu posicionamento no plano cronológico de intervenção”.

A provedoria diz que “desde 2017 foi recebida perto de uma quinzena de queixas relacionadas com o amianto, muitas delas apresentadas por associações de pais quanto à situação em estabelecimentos de ensino”.

A Direção-Geral de Estabelecimentos Escolares (Dgeste) foi a última entidade a ser abordada sobre esta matéria, já em fevereiro de 2020, após solicitação da associação ambiental ZERO, mas não houve divulgação da listagem.

“Os documentos solicitados (…) constam de processos ainda não concluídos pelo que (…) não estão ainda em condições de ser disponibilizados”, disse a entidade governativa.

Anúncio

Cávado

Presidente da Câmara de Esposende já recuperou da covid-19

Covid-19

em

Foto: DR

O presidente da Câmara de Esposende já estará recuperado da infeção por covid-19 que o afastou do trabalho presencial da autarquia ao longo das duas últimas semanas.

Em texto publicado nas redes sociais, Benjamim Pereira explica que, na passada sexta-feira, toda a família recebeu alta do isolamento obrigatório decretado pelo delegado de saúde do ACES.

“Quero, em primeiro lugar, agradecer a todos aqueles que, por parte das autoridades de saúde, fizeram o trabalho de acompanhamento, pois foram sempre muito profissionais e diligentes. Em segundo lugar, quero agradecer a todos pelo apoio que nos deram e pelas palavras de incentivo. Tal como já tive oportunidade de dizer, fiquei verdadeiramente sensibilizado com as inúmeras manifestações de apoio. Isso ajudou-nos muito a ultrapassar este momento menos bom”, disse.

Benjamim Pereira deixa ainda uma palavra a “todos aqueles que se encontram em recuperação” para que essa seja “rápida e sem sobressaltos”.

Recorde-se que o autarca sentiu a temperatura “anormalmente elevada” no passado dia 11 de outubro. Isolou-se, e no dia 13 recebeu o resultado positivo ao coronavírus.

Desde então, esteve a trabalhar a partir de casa.

Continuar a ler

Guimarães

Guimarães suspende peditório anual de rua para a Liga Contra o Cancro

Covid-19

em

Foto: DR

Este ano não haverá peditório de rua para a Liga Portuguesa Contra o Cancro em Guimarães, atividade que decorre tradicionalmente no dia 01 de novembro. O anúncio foi feito pelo Lions Clube de Guimarães, instituição responsável pelo peditório desde 1984.

Em comunicado enviado a O MINHO, a instituição refere que esta decisão surge depois do aumento de casos que tem “castigado de forma particular e especial o concelho de Guimarães”.

Apesar dos esforços para que o peditório avançasse na rua, tal não vai ser possível, com a instituição a apelar para os donativos sejam entregues através de referência multibanco.

“A recolha de fundos em favor da Liga Portuguesa Contra o Cancro prosseguirá com a recolha de contributos de instituições, empresas e particulares. Os contributos poderão ser efetuados diretamente para o IBAN PT50 0035 0363 00101703903 61”, refere a instituição.

O Lions Clube aponta ainda que 20% do montante será para aplicar na compra de equipamentos para o serviço de oncologia do Hospital Senhora da Oliveira, em Guimarães.

401 novos casos em quatro dias

Foram registados mais 401 casos positivos de covid-19 no concelho de Guimarães entre os dias 19 e 23 de outubro, segundo dados do ACES Alto Ave.

Encontram-se 550 pessoas em isolamento, menos 70 do que no dia 19.

No total, aquele concelho regista 2.899 casos acumulados desde o início da pandemia.

19 mortos e 2.577 infetados no país

Portugal registou nas últimas 24 horas mais 19 mortos e 2.577 casos de infeção por covid-19, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde.

O país conta agora com 2.316 óbitos e 118.686 casos confirmados desde o início da pandemia.

Em termos de recuperados, 68.877 já foram dados como curados da doença, 1.035 nas últimas 24 horas.

Continuar a ler

Aqui Perto

Já cai neve na Galiza e granizo em Braga

Descida da temperatura

em

Neve na estação de esqui de Manzaneda. Foto: La Region

A estação de esqui da montanha de Cabeza de Manzaneda, em Ourense, Galiza, ficou tingida de branco ao final da tarde deste domingo, depois de começar a cair neve. Também no distrito de Braga caiu granizo. Eram 18:24.

Os flocos de neve em território espanhol caíram a cerca de 1.300 metros de altitude, por volta das 17:30, com os termómetros a apontarem -1,5 graus, segundo a MeteoGalicia.

As previsões do IPMA apontam que pode cair neve até aos 1.200 metros, ou seja, atingindo alguns pontos do Parque Nacional Peneda-Gerês, como o alto da serra de Louroco ou da serra do Gerês.

Pelas 18:09, o IPMA apontava temperaturas de seis graus no Parque Nacional e de oito em Braga.

Também a Serra da Estrela pode ser atingida por neve no topo.

De acordo com as últimas previsões do IPMA, a temperatura mínima vai baixar mais dois graus na segunda-feira, descendo para 7º.

Continuar a ler

Populares