Seguir o O MINHO

Braga

Agredido em Braga por proibir vendas em direto no Facebook

José Fischer é administrador do “Moina na Estrada”

em

GNR Braga. Foto: Arquivo / O MINHO

Um dos administradores do grupo bracarense de Facebook “Moina na Estrada”, José Fischer, queixa-se de ter sido agredido este sábado, em Braga, por alegadamente ter “proibido” a partilha de diretos de vendas de roupa naquele grupo das redes sociais.

Em declarações a O MINHO, José Fischer queixa-se de ter levado “um soco na cara e um pontapé num ombro”, em Esporões, junto à oficina Marques, de um agressor que se terá identificado como um dos promotores de venda de roupa através da internet.

O agredido já apresentou queixa na GNR – ação já confirmada oficialmente por O MINHO – devido ao sucedido, com esta força de autoridade a ficar com o caso para investigação e posteriores diligências necessárias. Fischer conta ainda que, em abril deste ano, apresentou queixa na PSP por causa de ameaças recebidas por mensagens nas redes sociais devido ao mesmo assunto – proibição dos diretos de venda.

O administrador do grupo refere que, em abril, decidiu proibir todos os diretos de venda, alertando ser uma prática ilegal e criminal, com fiscalização da ASAE. Conta que, a partir daí, tem recebido várias ameaças de diferentes pessoas que utilizavam o espaço para vender roupa, muita dela contrafeita.

“Jamais podemos permitir que um administrador seja agredido ou coagido a tirar bloqueios para venderem roupa falsa online”, concluiu José Fischer, em declarações ao nosso jornal.

18 pessoas e cinco empresas acusadas em processo de contrafação em Braga

Conforme O MINHO noticiou esta sexta-feira, 18 pessoas e cinco empresas foram constituídas arguidas por confeção de vestuário contrafeito e sua comercialização em feiras e em plataformas na internet.

Populares