Seguir o O MINHO

Alto Minho

“À lota só chega o peixe fraco”. Comerciantes boicotam lota de Viana contra venda direta

em

Cerca de meia centena de comerciantes de peixe fresco escusaram-se hoje a comprar na lota de Viana do Castelo, argumentando que o melhor pescado é reservado para os grandes compradores, disse um porta-voz dos queixosos.

Paulo Guimarães adiantou que o boicote que “vai ser repetido na terça-feira, a partir das 14:15, hora de abertura da lota, e os dias que forem necessários até que seja resolvida “a vergonha” da venda direta de pescado das embarcações a grandes comerciantes”.

Os comerciantes dizem-se “saturados” por verem “o pescado ser vendido diretamente das embarcações para os grandes compradores e à lota só chegar o peixe fraco, que ninguém quer”.

Natural de Esposende, Paulo Guimarães afirmou que a venda do peixe antes de chegar à lota “é feita ao desbarato” e que quem compra através destes “contratos” o vai vender “muito mais caro”.

“Ainda hoje saíram imensas embarcações para o mar. Apanharam milhares de quilos de polvo que foi vendido previamente. Isto é uma vergonha que tem que acabar”, sustentou.

Segundo Paulo Guimarães, comerciante de peixe na lota de Viana há mais de 40 anos, esta situação “põe em causa o sustento de cerca de meia centena de compradores não só de Viana do Castelo mas de Esposende, Braga e Guimarães”.

logo Facebook Fique a par das Notícias de Guimarães. Siga O MINHO no Facebook. Clique aqui

Anúncio

Alto Minho

Covid-19: Ponte de Lima, Valença e Viana com centro de rastreio ‘drive-thru’

Covid-19

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Ponte de Lima e Valença vão contar com um centro de rastreio para a Covid-19 em modelo drive-thru a partir da próxima semana, foi hoje anunciado.

Em comunicado, a Unidade Local de Saúde do Alto Minho (ULSAM) explica que vai avançar em breve com este tipo de centros de diagnóstico, que será primeiro instalado em Viana, como já havia sido avançado pela autarquia, e depois nas duas outras localidades do Alto Minho.

Nestes centros de modelo Drive Thru, os pacientes referenciados deslocam-se dentro do seu veículo ao ponto de recolha sem entrar em contacto com outras pessoas, reduzindo assim o risco de infeção em cada colheita, explica a unidade hospitalar, na nota enviada a O MINHO.

O centro de Viana irá iniciar a sua atividade na próxima segunda-feira, dia 30 de março, no Parque da Escola Superior de Saúde em Viana do Castelo com o horário de atendimento de todos os dias entre às 9.00 e as 17.00.

A ULSAM prevê brevemente, ainda no decurso da próxima semana, disponibilizar mais dois centros de recolha de exames Drive-Thru um em Ponte de Lima e outro em Valença.

Todo o processo de realização do teste Covid-19 só poderá ser feito através da prescrição pelo médico de Medicina Geral e Familiar do Centro de Saúde.

O laboratório é informado pelo médico do caso suspeito, sendo o doente agendado pelo laboratório que após receber SMS se dirige ao centro móvel.

O doente desloca-se até ao ponto de recolha, de acordo com a orientações do laboratório.

Os resultados do exame serão depois enviados diretamente ao doente, ao médico e às autoridades de saúde pública.

Continuar a ler

Viana do Castelo

Câmara de Viana serviu cerca de mil refeições na última semana

Covid-19

em

Foto: Ilustrativa / DR

A Câmara Municipal de Viana do Castelo já assegurou mais de mil refeições, só na última semana, a profissionais de saúde, forças de segurança pública, bombeiros e Cruz Vermelha, fornecendo ainda refeições a alunos com escalão tipo A e B através das Escolas de Referência e a famílias ou cidadãos com dificuldades económicas, anunciou hoje a autarquia.

Recorde-se que as Escolas de Referência para acolhimento de filhos de trabalhadores de serviços essenciais são EBS de Arga e Lima, Lanheses (Agr. Arga e Lima), Centro Escolar EB de Barroselas (Agr. Barroselas), ES de Monserrate (Agr. Monserrate), EB da Foz do Neiva, Castelo do Neiva (Agr. Monte da Ola), EB Frei Bartolomeu dos Mártires (Agr. Santa Maria Maior), Escola Básica de Abelheira (Agr. Abelheira) e EBS Pintor José de Brito, Santa Marta de Portuzelo (Agr. Pintor José de Brito).

As Escolas de Referência estão também abertas para fornecimento de refeições para os alunos com escalões A e B. As escolas de referência podem ainda fornecer, em regime de ‘take away’, refeições a crianças referenciadas pelas Instituições Particulares de Solidariedade Social. As IPSS sinalizam as crianças com necessidades e, assim, as famílias podem levantar a refeição em causa na escola de referência do respetivo agrupamento. Para fornecimento de refeições em regime ‘de take away’ a escola de referência do Agrupamento do Monte da Ola é a Escola EB2.3 Carteado Mena (Darque).

Em tempos de grande incerteza e vulnerabilidade, as autarquias de Viana do Castelo assumiram um papel fundamental, em parceria com todas as Instituições Particulares de Solidariedade Social do concelho.

Há várias Juntas e Uniões de Freguesia do concelho de Viana do Castelo a apoiar diretamente famílias na compra de medicamentos, alimentação e outros bens essenciais. A par disto, a Câmara Municipal criou uma bolsa de voluntários municipais, onde vários trabalhadores municipais se disponibilizaram para entregar refeições em casa de pessoas mais vulneráveis, medicamentos e outros bens essenciais.

Através da Linha de Apoio Social, há uma grande articulação com todas as juntas de freguesia que estão no terreno, assim como com as IPSS’s. A Câmara Municipal de Viana do Castelo apela àqueles que estejam, neste momento, a precisar de apoio e ainda não o tenham obtido, a que consultem a página da respetiva Junta de Freguesia para perceber se é uma das juntas de freguesia a prestar apoio. Em caso negativo, poderá contactar a Linha de Apoio Social – 258 809 316 – para esclarecer todas as dúvidas.

Continuar a ler

Viana do Castelo

Viana encerra cemitério municipal

Covid-19

em

Foto: Ilustrativa / DR

O cemitério municipal de Viana do Castelo está encerrado a partir de ontem numa medida de conteção “adequada para evitar propagação” do novo coronavírus, anunciou hoje a autarquia.

Em comunicado, a Câmara local aponta o decreto n.º2-A/2020 de 20 de março para determinar o encerramento daquele equipamento municipal.

Informa ainda que o cemitério será aberto apenas para a realização de funerais, sugerindo-se que apenas compareçam nos mesmos os familiares mais próximos, “cumprindo a regra do distanciamento social”.

Continuar a ler

Populares