Seguir o O MINHO

Braga

Braga avança com criação de Prémio de Inovação Urbana

Urbanismo

em

Foto: Divulgação / CM Braga

O Município de Braga vai lançar o Prémio iTBraga – Investigação, Inovação e Território, que vai premiar o desenvolvimento de novas soluções que respondam a desafios da sociedade actual, foi hoje anunciado.

Numa nota enviada a O MINHO, fonte da autarquia refere que o prémio visa promover a investigação e a transferência do conhecimento produzido nas Universidades, Politécnicos, Centros de Investigação e Saber e nas Empresas para o território, contribuindo para aumentar a qualidade de vida urbana e, consequentemente, o bem-estar dos cidadãos.

A medida, foi aprovada esta segunda-feira, em sede de reunião do Executivo Municipal, e terá como “centro nevrálgico” o Laboratório de Inovação Urbana – Castelo de Inovação. Este núcleo funciona como plataforma agregadora de várias entidades públicas e privadas, com o desígnio da inovação urbana em todos os domínios de intervenção do Município.

“O iTBraga tem como intento estudar, avaliar e implementar soluções, processos, serviços e sistemas inovadores, necessários ao desenvolvimento sustentável, inclusivo e inteligente e materializa-se na atribuição de apoios por parte do Município, no sentido do estimular a investigação, inovação e a territorialização do conhecimento produzido em prol do desenvolvimento urbano”, referiu Miguel Bandeira, vereador da Câmara Municipal de Braga, citado naquela nota.

O Laboratório de Inovação Urbana tem como propósito proceder ao levantamento das necessidades do Município e das potencialidades das Universidades e das empresas no âmbito da inovação urbana e estimular a cooperação entre pessoas singulares e colectivas, tendo como objectivo a concretização de fins referentes à inovação urbana

Este núcleo promove a investigação em inovação urbana, valorizando o potencial das novas tecnologias, dos novos materiais e dos novos sistemas de informação, para o desenvolvimento de soluções face aos desafios actuais da sociedade.

Este Laboratório visa impulsionar e valorizar as actividades de investigação e desenvolvimento tecnológico, através da criação de produtos e sistemas de inovação urbana, gerando, simultaneamente, novas oportunidades para o tecido empresarial.

Anúncio

Braga

Agressor que esfaqueou jovem em Braga terá sido atacado quando entrava num Uber

Agressões

em

Foto: DR / Arquivo

O agressor que terá esfaqueado um jovem de 25 anos junto à Estação de Comboios de Braga alega legítima defesa, apurou O MINHO junto de fonte das autoridades.

O homem, com cerca de 30 anos, estaria a sair da estação quando foi abordado por um grupo de jovens que, alegadamente, o queriam agredir.

Este encaminhou-se para um Uber, que já tinha solicitado, quando um grupo de mais de dez elementos terá pontapeado a viatura quando este se preparava para entrar.

O agressor terá então puxado de uma faca e espetado a mesma no abdómen de um dos elementos do grupo, afeto aos Red Boys, claque do SC Braga, criando grande alvoroço.

O agressor, conhecido elemento de um grupo antifascista de Braga, acabou por sair do local e contactar no imediato a PSP, assumindo o esfaqueamento. Explicou às autoridades, que se deslocaram a casa do agressor, que terá agido sempre em legítima defesa.

Ao que O MINHO apurou, por motivações políticas, o agressor queixa-se de já ter sido alvo de dois ataques em Braga, situação que foi já confirmada pela Polícia Judiciária.

Recorde-se que por volta das 22h30 desta quinta-feira, um jovem foi esfaqueado no abdómen por um objeto cortante, na sequência de altercações junto à Estação de Comboios de Braga.

No local estiveram os Bombeiros Voluntários de Braga e a VMER, assim como uma patrulha da PSP.

O ferido, considerado ligeiro, foi transportado para o Hospital de Braga.

Continuar a ler

Braga

Jovem esfaqueado junto à estação de comboios de Braga

Agressões

em

Foto: O MINHO (Arquivo)

Um jovem elemento da claque de futebol Red Boys foi esta quinta-feira esfaqueado, no final do jogo Glasgow Rangers-SC Braga [disputado na Escócia], na Rua Nova da Estação, na cidade de Braga.

Ao que apurou O MINHO, o adepto, com cerca de 25 anos e que terá assistido ao jogo na sede dos Red Boys, terá sido atacado naquela rua de Maximinos, em circunstâncias ainda por apurar, resultando num esfaqueamento na zona do abdómen.

O alerta para a polícia e para os serviços de emergência foi dado cerca das 22:30 horas, mobilizando os Bombeiros Voluntários de Braga e a VMER.

A vítima, estabilizada e assistida no local, foi transportada para o Hospital de Braga com acompanhamento da viatura médica.

Apesar de o mesmo ter sofrido um golpe profundo, os ferimentos foram considerados ligeiros pela equipa médica que o assistiu numa primeira fase.

Agressor que esfaqueou jovem em Braga terá sido atacado quando entrava num Uber

A PSP registou a ocorrência e já registou o depoimento do agressor.

(notícia atualizada às 00h12 com a versão do agressor)

Continuar a ler

Braga

Dez mil euros de caução para falsa psiquiatra de Braga

Com apresentações periódicas na PSP

em

Foto: DR

O Tribunal aplicou uma caução de dez mil euros à mulher que se fazia passar por médica psiquiátrica e que dava “consultas” na sua residência em Braga, apurou O MINHO.

Como medidas adicionais foram exigidas apresentações periódicas na PSP, assim como proibição desta contactar os seus “ex-clientes”.

Segundo a PJ, a mulher intitulava-se médica psiquiátrica e procedia à realização de consultas daquela especialidade, conseguindo “ludibriar diversos clientes, dos quais obteve grandes somas de dinheiro, aproveitando-se das suas debilidades físicas e psicológicas”.

Após uma denúncia e consequente investigação, a PJ deteve na quarta-feira a “falsa psiquiatra” e recolheu “importantes e sólidos elementos de prova, que vieram demonstrar a continuação da atividade criminosa, que perdurará, pelo menos, desde há cerca de dois anos”.

Foram apreendidos vários equipamentos informáticos, quantias em dinheiro, medicamentos e material relacionado com a atividade criminosa em causa.

A mulher, que se terá chegado a intitular diretora do Serviço de Psicologia e Psiquiatria do Hospital de Braga, é suspeita da prática de crimes de burla qualificada e usurpação de funções.

Vai ser presente à autoridade judiciária competente no Tribunal de Braga, para aplicação das respetivas medidas de coação.

Continuar a ler

Populares