Seguir o O MINHO

Desporto

Volta a Portugal terá quarentena e testes à covid-19 antes do seu início

Covid-19

em

Foto: DR / Arquivo

As equipas participantes na Volta a Portugal em bicicleta vão ser submetidas a testes à covid-19 antes de uma quarentena/concentração e a 24 horas do inicio da prova, anunciou hoje a Federação Portuguesa da Ciclismo (FPC).


“A distância das etapas e o número máximo de participantes sofrerão cortes face aos limites máximos regulamentares” e “todas as equipas deverão ter um médico, responsável pela aplicação das normas sanitárias no seio da equipa e pela ligação ao médico coordenador do evento”, refere a federação.

A Volta, prevista para ir para a estrada entre 29 de juho e 09 de agosto, terá um médico-coordenador, responsável por zelar pelo cumprimento do plano sanitário para o evento, que, em articulação com os demais agentes, pugnará pelo cumprimento das medidas de saúde aprovadas pela Direção Geral da Saúde (DGS).

“Serão instalados em todas as partidas e chegadas das etapas postos de avaliação médico-sanitária, de forma a promover a verificação do estado de saúde dos ciclistas em questão de sinais/sintomas associados à covid-19”, refere a federação.

Viana do Castelo interdita passagem da Volta a Portugal em bicicleta

Esta medida, ainda de acordo com o comunicado, visa “prevenir transmissão e conter casos suspeitos”.

Impedir o ajuntamento de populares é outra das preocupações da federação, que irá criar “mecanismos de limitação de acesso do público às áreas de partida e chegada das etapas”.

“Os pontos de interesse durante as etapas (metas intermédias) serão colocados em locais de menor concentração populacional, contribuindo para diminuir os ajuntamentos”, refere a federação.

Nas partidas e chegadas existirão duas áreas de acesso restrito a pessoas credenciadas, contribuindo para a formação de ‘bolhas sanitárias’.

“À Zona 0 apenas poderão aceder corredores, um número de limitado de elementos de ‘staff’ técnico das equipas, forças de segurança, jornalistas e elementos com funções indispensáveis à realização do evento”, adianta organismo.

Já o acesso à Zona 1 “está limitado a pessoas credenciadas como patrocinadores, convidados, comunicação social e logística”.

“Separa-se, assim, os elementos ligados à parte desportiva/competitiva dos demais credenciados. Nas Zonas 0 e 1 será obrigatório o uso de máscara de proteção certificada”, acrescenta a federação.

As equipas estrangeiras presentes, além da exigência anterior, terão de comprovar a realização de testes à covid-19 a todos os elementos (ciclistas e ‘staff’) com resultado negativo no máximo até 5 dias antes de entrarem em Portugal.

A organização será responsável pela distribuição das equipas pelas unidades hoteleiras, limitando o seu número na mesma unidade de alojamento e criando corredores de circulação que permitam afastar os seus membros dos restantes hóspedes.

A FPC considera que estão reunidas “todas as medidas que fazem da Volta a Portugal um evento seguro” e recorda que a Direção-Geral da Saúde reconheceu a qualidade do plano de contingência apresentada para a realização do evento.

Anúncio

Atletismo

Patrícia Mamona renova com o Sporting

Triplo salto

em

Foto: DR / Arquivo

A atleta Patricia Mamona, 11 vezes campeã nacional de triplo salto, renovou com o Sporting, que representa desde 2011, anunciou hoje o clube na rede social Facebook.

“Estou muito feliz por prolongar a minha ligação ao Sporting. É um orgulho enorme fazer parte desta família e poder continuar a lutar por títulos neste clube”, refere a recordista nacional da especialidade (14,65 metros).

Patrícia Mamona, de 31 anos, conta no seu palmarés com uma medalha de ouro no Europeu2016, em Amesterdão, nos Países Baixos, e uma de prata alcançada em Helsínquia, na Finlândia, em 2012.

Continuar a ler

Futebol

Vitória contrata jovem médio do Chelsea até 2024

Mercado de transferências

em

Foto: DR

O médio inglês Jacob Maddox, de 21 anos, reforçou o Vitória SC, da I Liga portuguesa de futebol, tendo assinado um contrato válido por quatro temporadas, anunciou hoje o clube minhoto, no sítio oficial.

Segundo a nota publicada, os vimaranenses adquiriram 60% dos direitos económicos do jogador que estava vinculado ao Chelsea, emblema ao serviço do qual cumpriu quase toda a formação, entre as épocas 2012/13 e 2017/18, tendo contribuído para as conquistas de uma UEFA Youth League e de um campeonato inglês sub-18.

O médio ofensivo esteve emprestado nas duas últimas épocas, tendo marcado quatro golos em 44 jogos pelo Cheltenham Town, do quarto escalão inglês, em 2018/19.

Na temporada anterior, Jacob Maddox representou o Tranmere Rovers, do terceiro escalão, e o primodivisionário Southampton, onde jogou pela equipa sub-23.

O futebolista cumpriu ainda dois jogos pela seleção sub-19 inglesa que venceu o europeu de 2017, na Geórgia, após vencer a final com Portugal (2-1), na qual também alinhavam outros dois vitorianos: o central Suliman e o extremo Marcus Edwards.

Jacob Maddox vai incluir o plantel treinado por Tiago Mendes, que se apresenta ao trabalho na segunda-feira, refere ainda a nota publicada pelos vimaranenses.

Continuar a ler

Futebol

Famalicão contrata extremo brasileiro ao Grêmio

Jhonata Robert

em

Foto: DR

O Famalicão, da I Liga portuguesa futebol, anunciou hoje a contratação do brasileiro Jhonata Robert para a temporada de 2020/2021.

O extremo brasileiro, de 20 anos, prepara-se para se estrear no futebol europeu, depois de se ter destacado no Grêmio.

Após ter iniciado o percurso futebolístico numa escolinha de futebol em Pernambuco e no Barra Futebol Clube, o jovem mudou-se para Porto Alegre, onde viria a ganhar notoriedade e a ter a oportunidade de jogar no Brasileirão com apenas 20 anos com a camisola do Grêmio.

Este ano, Jhonata Robert esteve cedido ao Cruzeiro.

“Ter a oportunidade de jogar na Europa era um desejo e poder fazê-lo no FC Famalicão é, claramente, uma escolha acertada. É um clube que permite aos jovens explanar as suas qualidades, pois adota um estilo de jogo bastante positivo”, referiu o reforço.

Continuar a ler

Populares