Seguir o O MINHO

Futebol

Vizela marcou dois golos no ‘Dragão’, mas não foi suficiente para travar o Porto

I Liga

em

O FC Vizela perdeu este sábado, no Estádio do Dragão, por 4-2, frente ao FC Porto, num jogo onde os vizelenses estiveram a perder por 2-0, conseguiram empatar, mas acabaram por sofrer dois golos na segunda parte, saindo assim derrotados da ‘invicta’.

Os ‘dragões’, que podem festejar já este fim de semana o título caso o Sporting não vença, no domingo, o Gil Vicente, em Alvalade, chegaram facilmente aos 2-0, com golos de Evanilson, aos 21 minutos, e de Taremi, aos 28, este na conversão de uma grande penalidade, mas o Vizela ainda ‘assustou’, quando chegou ao empate, com tentos de Alex Mendez, aos 36, e de Nuno Moreira, aos 49.

A reação ‘azul e branca’ não tardou e Chancel Mbemba, aos 57, e novamente Taremi, aos 87, fizeram os golos que ditaram o triunfo portista.

Com esta vitória, o FC Porto lidera o campeonato, com 85 pontos, mais nove do que o ainda campeão Sporting, segundo e que está obrigado a vencer no domingo o Gil Vicente para adiar mais uma vez os festejos contrários, enquanto o Vizela é 14.º, com 32, ainda sem ter completamente garantida a manutenção.

O FC Porto, que vinha da primeira derrota sofrida na Liga, na jornada passada, em Braga, entrou determinado em corrigir o desaire e, repetindo o mesmo ‘onze’, entrou mais pressionantes, tentando manietar um Vizela que se mostrava muito compacto, dificultando as movimentações contrárias.

A consistência revelada até então pelos vizelenses acabou traída ao minuto 21, por um erro clamoroso do guarda-redes Pedro Silva, que, numa reposição aparentemente sem perigo, demorou no processo e acabou surpreendido por Evanilson, que lhe ‘roubou’ a bola e, após ganhar ângulo, atirou para o 1-0.

Vendo colapsar a estratégia de anular ofensivamente o adversário, o Vizela descompensou-se e, já depois de ter ficado sem o médio Claudemir, por lesão, sofreu o segundo golo sete minutos depois, em novo erro individual.

Desta feita foi Schettine que atingiu Grujic na área minhota, num lance que, apesar de ter sido inicialmente sancionado como falta ofensiva pelo árbitro Manuel Mota, foi revertido para grande penalidade, após consulta das imagens do VAR, tendo Taremi, aos 28 minutos, concretizado.

Com o conforto do 2-0, o FC Porto abrandou o ritmo, dando algum espaço para os visitantes se atreverem em terrenos adiantados e reduzirem aos 36, com o norte-americano Alex Méndez a assinar um dos momentos da tarde, com um pontapé fortíssimo de fora da área, que reduziu a desvantagem para o 2-1 com que se chegou ao intervalo.

O lance motivou a equipa comandada por Álvaro Pacheco, que regressou para a segunda metade de forma letal e, logo aos 49 minutos, resgatou o empate, também num belo remate de Nuno Moreira, que ainda embateu em Mbemba antes de trair o guardião portista Diogo Costa.

No entanto, os festejos dos vizelenses acabaram por não serem duradouros, pois, sete minutos depois, o FC Porto reassumiu a dianteira do marcador, com Mbemba a redimir-se do desvio involuntário no segundo golo dos minhotos e, na sequência de um canto, rematou para o 3-2.

A reação rápida dos ‘dragões’ teve um peso anímico no Vizela, que já não conseguiu ser tão acutilante nas saídas para o contra-ataque, permitindo aos locais controlarem os acontecimentos e ameaçarem o dilatar da vantagem.

Depois de algumas tentativas de Francisco Conceição, Galeno e Uribe, todos lançados por Sérgio Conceição para a segunda metade, acabou por ser Taremi, já aos 87, a fazer o ‘bis’ e o golo da tranquilidade para os ‘azuis e brancos’, fechando o resultado num 4-2.

Ficha de Jogo

Jogo disputado no Estádio do Dragão, no Porto.

FC Porto – Vizela, 4-2.

Ao intervalo, 2-1.

Marcadores:

1-0, Evanilson, 21 minutos.

2-0, Taremi, 28 (grande penalidade).

2-1, Alex Mendéz, 36.

2-2, Nuno Moreira, 49.

3-2, Mbemba, 57.

4-2, Taremi, 87.

Equipas:

– FC Porto: Diogo Costa, Pepê, Mbemba, Pepe, Zaidu (Wendell, 58), Otávio, Grujic (Uribe, 46), Vitinha (Eustáquio, 88), Fábio Vieira (Francisco Conceição, 59) , Taremi e Evanilson (Galeno, 79).

(Suplentes: Marchesín, Fábio Cardoso, Uribe, Francisco Conceição, Galeno, Wendell, João Mário, Toni Martínez e Eustáquio).

Treinador: Sérgio Conceição.

– Vizela: Pedro Silva, Igor Julião (Koffi, 88), Anderson, Ivanildo, Ofori, Alex Mendéz, Claudemir (Guzzo, 23), Samu, Kiko Bondoso (Sarmiento, 88), Nuno Moreira (Guo Tianyu, 88) e Schettine (Zohi, 73).

(Suplentes: Ivo Gonçalves, Raphael Guzzo, Guo Tianyu, Zohi, Aidara, Sarmiento, Koffi, Maviram, Alvarado).

Treinador: Álvaro Pacheco.

Árbitro: Manuel Mota (AF Braga).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Igor Julião (02) e Grujic (38).

Assistência: 46.830 espetadores.

Populares