Seguir o O MINHO

II Liga

Vizela exige subida à II Liga após decisão do tribunal

Decisão do Tribunal Administrativo e Fiscal de Penafiel

em

Foto: DR

O Vizela exigiu esta quinta-feira o acesso imediado à II Liga na seqüência da decisão do Tribunal Administrativo e Fiscal de Penafiel, considerou nulo o acórdão de 2009 do Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), que ditou a descida de divisão do clube da II Liga para a então designada II Divisão B, equivalente ao atual Campeonato de Portugal.

“O Tribunal Administrativo e Fiscal de Penafiel proferiu hoje sentença, declarando a nulidade do Acórdão do Conselho de Justiça da FPF de 30-06-2009, que tinha relegado, injustamente, o clube para o escalão inferior do campeonato da 2.ª Divisão Nacional de futebol”, pode ler-se, no comunicado emitido.

O Vizela desceu de divisão na sequência das decisões relacionadas com o caso ‘Apito Dourado’, por alegada corrupção num jogo relativo à época 2003/2004, na II Divisão B, contra o Fafe.

“Ao fim de dez anos, fez-se finalmente justiça, exigindo-se à FPF e à Liga que coloquem, de imediato, o FC Vizela na II Liga de futebol profissional”, acrescenta a direção do emblema vizelense.

Leia o comunicado na íntegra:

1º. A Direcção do Futebol Clube de Vizela vem, por este meio, levar ao conhecimento dos sócios e simpatizantes do Clube que o Tribunal Administrativo e Fiscal de Penafiel proferiu hoje sentença, declarando a nulidade do Acórdão do Conselho de Justiça da FPF de 30-06-2009, que tinha relegado, injustamente, o Clube para o escalão inferior do Campeonato da 2.ª Divisão Nacional de Futebol.

2º. O Tribunal dá assim razão aos argumentos do FC Vizela.

3º. Ao fim de 10 anos, fez-se finalmente justiça, exigindo-se à FPF e à LIGA que coloquem, de imediato, o FC Vizela na II Liga de Futebol Profissional.

4º. O FC Vizela esteve sempre convicto da sua inocência em todo este processo, como agora comprova a sentença judicial.

5º. Reitera-se o que sempre se disse: o FC Vizela é um Clube sério e honesto, tem um historial que é respeitado por todos, possuindo nos seus quadros dirigentes e ex-dirigentes de que toda uma cidade, concelho e região se orgulham, nunca se conformando com as acusações que lhe foram dirigidas neste processo.

Anúncio

Futebol

SC Braga empresta Lucas Cunha ao Estoril

Fez apenas cinco jogos com Sá Pinto

em

Foto: SC Braga

O Estoril Praia anunciou, esta segunda-feira, a chegada por empréstimo, até ao final da presente temporada, do defesa Lucas Cunha, numa nota publicada nas redes sociais do clube da II Liga de futebol.

O jogador brasileiro, de 22 anos, integrava o plantel do Sporting de Braga, emblema ao qual chegou para fazer a fase final da sua formação e representar a equipa B na época 2014/15.

Esta época, sob o comando do técnico Ricardo Sá Pinto, participou em apenas três partidas da equipa principal: duas no campeonato e outra na Liga Europa.

Lucas Cunha é, assim, o primeiro reforço no ‘mercado de inverno’ do Estoril e vem aumentar o leque de opções do treinador Tiago Fernandes para o eixo central da defesa dos ‘canarinhos’, que ocupam o sétimo lugar, com 22 pontos em 14 jornadas, já a 11 do líder Farense e a nove do ‘vice’ Nacional.

Continuar a ler

Futebol

Sereno, ex-Vitória, é o novo presidente da SAD do Vilafranquense

Aos 34 anos

em

Foto: DR / Arquivo

O antigo futebolista português Henrique Sereno é o novo presidente da SAD do Vilafranquense, sucedendo a Luiz Andrade, que deixa de ter qualquer participação no emblema ribatejano.

Sereno, de 34 anos, terminou a carreira de jogador em 2018, ao serviço do Chennaiyin, da Índia, depois de passagens por clubes como FC Porto e Vitória SC.

O emblema da II Liga vinha a atravessar uma grave crise financeira, com salários em atraso, mas, de acordo com o novo presidente da SAD, a situação está regularizada.

“Sentimos que o Vilafranquense tem muito potencial para crescer. Queremos criar uma boa estrutura e potenciar o clube ao máximo. Para já, regularizámos os salários de toda a gente, plantel, equipa técnica e todos os restantes funcionários da SAD. A partir daqui, uma nova era vai começar”, assegurou Sereno.

Já Tiago Mota, um dos capitães de equipa, elogiou a nova administração “pela celeridade com que resolveram a situação”, dizendo que o plantel pode continuar a jogar “com a cabeça limpa e tranquila”.

A conferência de imprensa de apresentação da nova SAD está marcada para a próxima quinta-feira, dia 26 de dezembro, às 14:00, no Campo do Cevadeiro.

Continuar a ler

Futebol

Vimaranense César Peixoto é o novo treinador do Chaves e já orienta treino

II Liga

em

Foto: DR

César Peixoto é o novo treinador do Desportivo de Chaves, da II Liga portuguesa de futebol, sucedendo a José Mota, e está já a orientar a sessão de trabalhos de hoje, presenciou a agência Lusa no local.

O treino de hoje, que decorre no relvado principal do Estádio Municipal Eng.º Manuel Branco Teixeira, em Chaves, já está a ser orientado pelo novo treinador.

Fonte do clube adiantou que a restante equipa técnica será constituída por João Correia, Diogo Coutinho e Rui Laranjeiro, mantendo-se da anterior Tiago Castro, Rafael Pinheiro e Christian González.

O treinador, de 39 anos, começou a temporada na Académica, também do segundo escalão, mas pediu a demissão do cargo em 14 de novembro.

O antigo jogador de clubes como FC Porto, Benfica, Sporting de Braga ou Vitória de Guimarães já orientou ainda o Varzim na II Liga na temporada 2018/19.

Os transmontanos, que ocupam o oitavo lugar da II Liga, com 19 pontos, recebem no domingo, às 19:15, o FC Porto, para a terceira e última jornada do grupo D da Taça da Liga.

O Desportivo de Chaves precisa de vencer para se qualificar para a ‘final four’ da competição, enquanto aos ‘dragões’ um empate é suficiente.

O emblema transmontano divulgou durante a tarde a rescisão “por mútuo acordo” do técnico José Mota.

O treinador, de 55 anos, tinha sido contratado pelo Desportivo de Chaves no decorrer da temporada passada, substituindo Tiago Fernandes, que já antes tinha rendido Daniel Ramos.

José Mota chegou a Chaves em 10 de março, mas não foi capaz de evitar a descida de divisão, após três temporadas consecutivas na I Liga, apesar das três vitórias e dois empates em nove partidas.

Já está época, o clube de Chaves não vence há quatro jogos, somando duas derrotas e um empate na II Liga e tendo sido eliminado na terça-feira nos oitavos de final da Taça de Portugal, ao perder fora, por 1-0, frente ao Académico de Viseu, também do segundo escalão.

Continuar a ler

Populares