Seguir o O MINHO

Futebol

Vitória tem a melhor defesa e o pior ataque da I Liga

I Liga

em

Foto: Divulgação / I Liga

O Vitória SC perdeu este domingo, em casa, frente ao SC Braga por 1-0. Com mais uma partida sem apontar golo, e com apenas um sofrido, a formação de Guimarães é a equipa com o pior ataque da I Liga, e também a melhor defesa.


Dados relativos à forma da equipa nos últimos jogos revelam que, em cinco partidas disputadas até agora, a equipa treinada por João Henriques marcou apenas dois golos, nas vitórias frente ao Paços de Ferreira e ao Boavista.

No entanto, a equipa vimaranense é a melhor defesa, com dois golos sofridos, nas derrotas contra o Belenenses e no ‘clássico’ frente ao Braga.

Braga vence dérbi com três expulsões em Guimarães

Curiosamente, Gil Vicente e Belenenses têm o mesmo registo, com dois golos feitos e dois sofridos. No entanto, os gilistas e a equipa de Lisboa têm apenas cinco pontos.

Com o quinto triunfo nas últimas seis épocas em Guimarães e o terceiro seguido neste campeonato, o Braga ascendeu ao quarto lugar, com nove pontos, tendo ultrapassado a formação de Guimarães, sétima, com sete pontos.

Anúncio

Futebol

Paulinho e Pedro Neto foram chamados porque têm qualidade, diz Fernando Santos

Seleção Nacional

em

Foto: DR

O selecionador Fernando Santos disse hoje que a convocatória dos futebolistas Paulinho e Pedro Neto para a dupla jornada decisiva de Portugal na Liga das Nações A, com França e Croácia, deve-se à “qualidade e as características diferentes”.

O ponta de lança do SC Braga e o avançado do Wolverhampton, de Inglaterra, foram chamados pela primeira vez à seleção nacional AA e podem ser opção também no encontro particular com Andorra, que antecede os desafios do grupo 3.

“Podemos aproveitar para ir observando jogadores que fazem parte de um lote muito alargado que, a qualquer momento, podem ser chamados. Quer o Paulinho, quer o Pedro Neto, quer outros jogadores que fazem parte de um lote de 40 ou 50 jogadores, que acho que tem nível para estar na seleção”, começou por dizer Fernando Santos, em conferência de imprensa.

Para Fernando Santos, o “critério passa pela qualidade” e assegura que “ninguém é chamado sem ter a confiança do selecionador”.

“Uma vez vem uns, outras vezes vem outros. Estamos a falar de um lote de 50, deixo 25 de fora. Tenho confiança em todos. Depois, escolhemos em função das características”, justificou.

A ausência dos convocados do lesionado Pepe, que na quinta-feira renovou com o FC Porto até 2023, mereceu uma palavra do técnico.

“Obviamente que vai continuar a fazer parte do lote. Fico muito satisfeito por ele. Os meus parabéns [pela renovação], porque acho que merece pela enorme qualidade que tem, entrega, vontade, a forma como o faz. É um exemplo para os mais novos a nível do treino e na forma de estar”, declarou.

Ainda sobre individualidades, o grande momento que Diogo Jota atravessa nos ingleses do Liverpool, com sete golos em 10 jogos, não deixa Fernando Santos surpreendido.

“Surpreendeu-me quando estava no Paços de Ferreira. Já foi convocado [para a seleção] em março de 2019, há muito tempo que está connosco. Ele já estava muito bem no Wolverhampton, depois salta para o Liverpool. [O Diogo] tem as características que eu acho que encaixam muito bem na equipa nacional”, explicou.

Por fim, foi questionado sobre a utilização de Danilo a defesa central no Paris Saint-Germain, posição que Fernando Santos não considera ser a melhor para o médio defensivo.

“O treinador do PSG [Thomas Tuchel] tem a opinião dele e eu a minha. Para mim, ele é médio e é a minha opinião. É essencialmente médio, vai continuar a ser médio na seleção nacional”, garantiu.

A equipas das ‘quinas’ tem agendado um particular com Andorra, em 11 de novembro, no Estádio da Luz, antes de receber os franceses no mesmo reduto, três dias depois, e de visitar os croatas, no dia 17, naqueles que serão os dois últimos encontros na fase de grupos da Liga das Nações.

Com duas jornadas para disputar, Portugal, que é o detentor do troféu, lidera o grupo 3 da Liga das Nações A, com 10 pontos, os mesmos da França, enquanto Croácia, com três, e Suécia, ainda sem pontuar, já não têm qualquer hipótese de seguir em frente.

Continuar a ler

Futebol

Paulinho e Pedro Neto estreiam-se na lista de convocados da Seleção Nacional

Avançado do SC Braga

em

Foto: DR

Paulinho e Pedro Neto estrearam-se nos convocados para a Seleção Nacional. Paulinho, avançado do SC Braga, é natural de Barcelos. Pedro Neto, ao serviço do Wolverhampton é de Viana do Castelo. Os dois minhotos foram chamados por Fernando Santos para o particular com Andorra e os dois últimos da Liga das Nações.

Os avançados Pedro Neto (Wolverhampton) e Paulinho (Sporting de Braga) integram pela primeira vez os ‘eleitos’ do selecionador Fernando Santos, tendo em vista os últimos encontros de 2020 da equipa das ‘quinas, entre os quais a receção à França, em 14 de novembro, e a visita à Croácia, três dias depois.

O defesa central Pepe (FC Porto) falha estes encontros, tal como o jogo particular diante de Andorra, em Lisboa, na quarta-feira, devido a lesão.

Em relação à última convocatória, Fernando Santos deixou de fora Bruno Varela (Vitória de Guimarães), Sequeira (Sporting de Braga), Daniel Podence (Wolverhampton, Ing), Rafa Silva (Benfica) e André Silva (Eintracht Frankfurt, Ale).

O lateral esquerdo Mário Rui, que foi retirado da última convocatória, uma vez que foi impedido de sair de Itália devido às restrições impostas pela pandemia de covid-19, volta a estar nas escolhas, tal como José Fonte, Anthony Lopes e Cristiano Ronaldo, que testaram positivo ao novo coronavírus na anterior concentração da seleção.

A seleção portuguesa tem agendado um particular com Andorra, na quarta-feira, no Estádio da Luz, em Lisboa, antes de receber os franceses no mesmo terreno, três dias depois, e de visitar os croatas, no dia 17, naqueles que serão os dois últimos encontros no Grupo 3 da Liga das Nações.

Com duas jornadas para disputar, Portugal, detentor do troféu, lidera o agrupamento, com 10 pontos, os mesmos da França, enquanto Croácia, com três, e Suécia, ainda sem pontuar, já estão afastadas da fase final.

Lista dos 25 convocados:

– Guarda-redes: Anthony Lopes (Lyon, Fra), Rui Patrício (Wolverhampton, Ing) e Rui Silva (Granada, Esp),

– Defesas: João Cancelo (Manchester City, Ing), Nélson Semedo (Wolverhampton, Ing), José Fonte (Lille, Fra), Rúben Dias (Manchester City, Ing), Ruben Semedo (Olympiacos, Gre), Mário Rui (Nápoles, Ita), Raphaël Guerreiro (Borussia Dortmund, Ale) e Domingos Duarte (Granada, Esp).

– Médios: Danilo Pereira (FC Porto), Rúben Neves (Wolverhampton, Ing), William Carvalho (Bétis, Esp), Bruno Fernandes (Manchester United, Ing), Renato Sanches (Lille, Fra), João Moutinho (Wolverhampton, Ing) e Sérgio Oliveira (FC Porto).

– Avançados Bernardo Silva (Manchester City, Ing), Diogo Jota (Liverpool, Ing), Cristiano Ronaldo (Juventus, Ita), Trincão (FC Barcelona, Esp), João Félix (Atlético de Madrid, Esp), Pedro Neto (Wolverhampton, Ing) e Paulinho (Sporting de Braga).

(em desenvolvimento)

Continuar a ler

Futebol

Vasco da Gama de Sá Pinto nos oitavos de final da Taça sul-americana

Futebol

em

Foto: DR / Arquivo

O Vasco da Gama, orientado pelo treinador português Ricardo Sá Pinto, qualificou-se na quarta-feira à noite para os oitavos de final da Taça sul-americana, ao empatar sem golos na visita ao Caracas.

Sá Pinto defendeu na capital venezuelana a vantagem da primeira mão, num jogo disputado na última semana no Rio de Janeiro e no qual garantiu a vantagem na eliminatória, com um golo de Tiago Reis, aos 88 minutos.

Na segunda mão, o técnico português mostrou que a estratégia era defender o resultado, apostando numa linha de cinco defesas, com três centrais, Miranda, Ricardo Graça e Leandro Castan.

O jogo acabou por ser favorável para os vascaínos, com o Caracas reduzido a dez jogadores, após o central Villanueva ser expulso aos 67 minutos, ao ver o segundo cartão amarelo.

Nos ‘oitavos’ da competição, o Vasco da Gama vai defrontar os argentinos do Defensa y Justicia, com o primeiro jogo fora e a segunda mão no Rio de Janeiro.

Ricardo Sá Pinto foi confirmado como treinador do Vasco da Gama em 14 de outubro, com o antigo internacional português a ter quatro jogos à frente da equipa, dois na Taça sul-americana e outros dois no ‘Brasileirão’, com uma derrota com o Corinthians, e um empate diante do Góias.

Continuar a ler

Populares