Seguir o O MINHO

Vitória SC

Vitória SC também vai apoiar clube da Póvoa de Lanhoso que ficou sem chuteiras e bolas em assalto

em

Foto: DR / Arquivo

Assim como fez o SC Braga, o Vitória SC também vai garantir apoio ao Grupo Desportivo Porto D’Ave, da Póvoa de Lanhoso, depois de as instalações do clube terem sido assaltadas, tendo sido roubadas “praticamente todas as chuteiras” do plantel sénior, além de bolas e equipamentos de treino.

Após o clube ter feito um apelo nas redes sociais, o clube vimaranense comprometeu-se em ser solidário com o GD Porto d’Ave, de acordo com o presidente Artur Maia.

SC Braga garante apoio a clube da Póvoa de Lanhoso que ficou sem chuteiras e bolas em assalto

Segundo o jornal “A Bola”, o material recolhido pelo Vitória SC será entregue em mãos aos elementos do GD Porto d’Ave, esta quinta-feira.

Segundo Bruno Vieira, do Departamento de Futebol do clube dos distritais de Braga, só em chuteiras o prejuízo deverá ascender a mais de 10 mil euros.  Em termos de bolas, foram roubadas cerca de 20, preparando-se o Porto D’Ave para gastar de imediato 1.200 euros para repor o ‘stock’.

Assalto deixa clube da Póvoa de Lanhoso sem chuteiras e sem bolas

Na nota partilhada, onde começa por afirmar que “nunca poderá de deixar de olhar para o contexto que o rodeia”, como “clube com enormes responsabilidades” que “hoje é”, o SC Braga assegura que “vai imediatamente tomar as devidas providências para recolher e entregar ao clube da AF Braga os artigos urgentes para que o clube continue a desempenhar o seu importante papel na formação e na prática desportiva”.

O assalto foi registado na noite de segunda para terça-feira, tendo os larápios entrado por uma janela que dá diretamente para o balneário e a arrecadação do plantel sénior.

“Só pode ter sido alguém que conhecia muito bem os cantos à casa”, disse ainda aquele dirigente.

O Grupo Desportivo Porto d’Ave milita no principal escalão da Associação de Futebol de Braga (Pro-Nacional), ocupando atualmente o segundo lugar na classificação geral, a dois pontos do primeiro, o CCD Santa Eulália.

No próximo domingo, recebe precisamente o Santa Eulália.

“Este assalto, além de um grande rombo nas nossas finanças, significa também um forte revés na preparação do jogo de domingo”, rematou Bruno Vieira.

O caso já foi participado à GNR, que está a investigar.

Populares