Seguir o O MINHO

Futebol

Vitória SC fora das competições europeias

I Liga

em

O Benfica afastou hoje o Vitória SC das taças europeias de futebol de 2021/22, ao vencer em Guimarães por 3-1, com a ajuda de um ‘bis’ de Seferovic, na 34.ª e última jornada da I Liga.

O internacional suíço marcou aos 48 e 58 minutos, passando a contar 22 tentos na prova, e o brasileiro Everton apontou, aos 90+1, o outro golo dos ‘encarnados’, enquanto Jorge Fernandes faturou para os locais, aos 63.

Na classificação, o Benfica fechou no terceiro lugar, com 76 pontos, 42 dos quais conquistados na segunda volta – mais do que qualquer outra equipa -, enquanto o Vitória sc foi sétimo, com 43, a três do Santa Clara, o último com acesso à Europa.

Depois do ‘nulo’ ao intervalo, os ‘encarnados’ dominaram por completo os primeiros 15 minutos da etapa complementar e, apesar do golo de Jorge Fernandes, aos 63, asseguraram o triunfo na 34.ª e última jornada com dois golos oportunos, aos 48 e aos 58, que isolaram o avançado suíço na liderança da tabela de marcadores, antes de Everton selar o resultado aos 90+1.

Seferovic terminou a época com 22 golos, mais dois do que Pedro Gonçalves (Sporting), que está obrigado a marcar na receção ao Marítimo para conseguir a distinção de melhor marcador.

Sem influência na classificação das ‘águias’, que foram terceiras, com 76 pontos, os tentos do internacional suíço definiram ainda a ‘corrida’ pelo apuramento europeu, já que o Vitória manteve os 43 pontos e caiu para o sétimo lugar após o triunfo do Santa Clara sobre o Farense (4-0), falhando a presença na primeira edição da Liga Conferência Europa.

Vitória e Benfica proporcionaram uma primeira parte com iniciativa repartida, como indicia a posse de bola ao intervalo (51% para os ‘encarnados’), mas as ‘águias’ revelaram-se mais objetivas e perigosas nas aproximações à área, ainda que sem eficácia, em consonância com o número de remates ao fim de 45 minutos (dois para os vimaranenses e oito para os lisboetas).

Com sete ‘novidades’ face ao ‘onze’ que derrotou o Sporting, na Luz, por 4-3, a equipa de Jorge Jesus aproveitou o espaço concedido no corredor central para circular a bola até poder visar a baliza minhota, algo que fez com perigo aos 11 minutos, com Mumin a negar o golo a Seferovic.

Perante um Vitória com quatro ‘caras novas’ entre os titulares, que se aproximava com frequência, mas sem encontrar espaço para ameaçar a baliza de Vlachodimos, os ‘encarnados’ continuaram mais perigosos, com Darwin a rematar com perigo, aos 21 e aos 29 minutos, antes do golo chegar apenas na segunda parte.

O Benfica mostrou-se ainda mais dinâmico após o regresso do balneário e demorou três minutos a ‘inaugurar o marcador’ num ‘desenho ofensivo’ que culminou na assistência de Darwin para o desvio oportuno de Seferovic com o pé direito.

O dianteiro suíço voltou a aparecer no sítio certo 10 minutos depois, para emendar de cabeça para o fundo das redes vitorianas após um desvio ao primeiro poste, consolidando a liderança da tabela dos ‘marcadores’ e quase selando o ‘falhanço’ europeu dos vimaranenses.

O Vitória reduziu aos 63, num cabeceamento certeiro de Jorge Fernandes após canto de Quaresma, e só ameaçou verdadeiramente a baliza contrária a partir daí, principalmente num lance de Oscar Estupiñán e noutro do recém-entrado Lyle Foster.

Com os anfitriões ‘subidos’ no terreno, a formação de Jorge Jesus aproveitou para dilatar o resultado, aos 90+1, num contra-ataque concluído por Everton, com um remate cruzado e rasteiro, indefensável para Trmal.

Ficha de jogo

ogo no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães.

Vitória – Benfica, 1-3.

Ao intervalo: 0-0.

Marcadores:

0-1, Seferovic, 48 minutos.

0-2, Seferovic, 58.

1-2, Jorge Fernandes, 63.

1-3, Everton, 90+1.

Equipas:

– Vitória: Matous Trmal, Sacko, Jorge Fernandes, Abdul Mumin (André Amaro, 68), Sílvio (Zié Ouattara, 76), Pepelu, André André (André Almeida, 68), Rochinha (Bruno Duarte, 61), Quaresma, Marcus Edwards e Oscar Estupiñán (Lyle Foster, 76).

(Suplentes: Jhonatan, Zié Ouattara, André Amaro, Suliman, Hélder Sá, Wakaso, André Almeida, Lyle Foster e Bruno Duarte).

Treinador: Moreno.

– Benfica: Vlachodimos, Lucas Veríssimo (Vertonghen, 25), Otamendi, Morato, Gilberto, Gabriel, Taarabt (Pizzi, 59), Nuno Tavares (Grimaldo, 73), Pedrinho (Chiquinho, 58) Darwin (Everton, 58) e Seferovic.

(Suplentes: Helton Leite, João Ferreira, Vertonghen, Grimaldo, Weigl, Pizzi, Chiquinho, Everton e Gonçalo Ramos).

Treinador: Jorge Jesus.

Árbitro: Vítor Ferreira (AF Braga).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Taarabt (43) e Jorge Fernandes (53).

Assistência: Jogo realizado à porta fechada.

Populares