Seguir o O MINHO

Futebol

Vitória quer regressar às vitórias fora

29.ª jornada da I Liga

em

O treinador Luís Castro afirmou hoje que o Vitória SC quer encerrar o ciclo de quatro jogos sem triunfos fora no domingo, frente ao Rio Ave, para a 29.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Desde que venceu no terreno do Feirense (2-1), no final de janeiro, para a 19.ª jornada, a equipa de Guimarães averbou três derrotas e um empate, e o técnico admitiu que a sua equipa está em “dívida” para “com as boas exibições e os bons resultados” nos últimos jogos fora, pelo que deseja “retificar” a situação em Vila do Conde.

“Nos últimos quatro jogos fora, averbámos três derrotas e um empate, somámos um golo e temos revelado grande ineficácia na abordagem ao último terço. Temos sofrido com isso, porque nos sentimos mal com as nossas prestações. Vamos tentar inverter esse ciclo perante um adversário difícil”, disse Luís Castro, na antevisão ao jogo marcado para domingo, às 15:00, no Estádio do Rio Ave.

Para o Vitória dar a volta a esses resultados aquém do esperado longe de Guimarães – é sexto classificado, com 45 pontos, 15 deles somados fora -, Luís Castro afirmou que os seus jogadores vão ter de apresentar “dedicação” e “ambição” frente a um adversário cujo último triunfo em casa para a I Liga remonta a 27 de outubro de 2018, diante do Desportivo de Chaves (1-0).

Questionado sobre a visita do presidente do clube, Júlio Mendes, ao balneário, após a derrota no terreno do Santa Clara (1-0), na 27.ª jornada, o treinador admitiu que é natural que os “líderes” das instituições sejam “os primeiros a falar do que não gostam quando as coisas estão mal”, embora o plantel já estivesse ciente disso.

“Às vezes, bastam dois ou três maus posicionamentos para as coisas deixarem de estar ligadas e tudo parece mal”, realçou o treinador, tendo dito que os erros ocorrem, várias vezes, não por “desleixo”, mas porque os futebolistas estão sujeitos ao erro.

O técnico reconheceu ainda que tinha ‘desenhado’ um “caminho diferente” para atingir o objetivo desta época, com “mais pontos” nesta altura, mas frisou que a sua equipa vai lutar até ao fim para subir ao quinto lugar, atualmente ocupado pelo Moreirense, com 48 pontos, e garantir o acesso à Liga Europa.

“Queremos sempre o lugar imediatamente acima e estamos em sexto. Se estivéssemos em quinto, e houvesse hipótese matemática, olhávamos para o quarto”, reiterou, tendo ainda dito que essa classificação seria uma boa sequência para o que alcançou em 2016/17, precisamente no Rio Ave (sétimo lugar), e em 2017/18, no Chaves (sexto).

O Vitória SC, sexto classificado com 45 pontos, defronta o Rio Ave, nono com 32, no domingo, a partir das 15:00, no Estádio do Rio Ave, em Vila do Conde.

Anúncio

Futebol

Adepto do Benfica acusado de fomentar ataque contra claque do Vitória

Ministério Público

em

Foto: DR / Arquivo

O Ministério Público acusou de resistência e coação a funcionário um adepto do Benfica que terá fomentado confrontos entre claques antes de um jogo de futebol em Guimarães, acabando os elementos policiais por serem “violentamente” empurrados.

Segundo nota hoje publicada na página da Procuradoria-Geral Distrital do Porto, os factos remontam a 17 de janeiro de 2017, no contexto da realização, em Guimarães, do jogo entre o Vitória de Guimarães e o Benfica, a contar para a 16.ª jornada da I Liga, da época 2016/17, que os ‘encarnados’ venceram por 2-0.

“O arguido deslocava-se apeado e integrado num grupo com cerca de 200 adeptos denominados ‘No Name Boys’, pertencentes a um grupo designado por ‘Casuals’, onde exerce funções de liderança”, refere a nota.

Naquelas circunstâncias, e “pretendendo confrontar fisicamente” adeptos da claque White Angels, do Vitória de Guimarães, o arguido “desobedeceu às instruções policiais e incentivou os membros do grupo que integrava a que forçassem a barreira policial, o que veio efetivamente a suceder”.

Alguns dos elementos do grupo, “movidos pelas palavras do arguido”, empurraram “violentamente” os elementos policiais.

Continuar a ler

Futebol

Gil Vicente sem casos de covid-19 (à terceira ronda de testes)

I Liga

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO (Arquivo)

Os jogadores, equipa técnica e outros funcionários do Gil Vicente voltaram a dar todos negativo na terceira bateria de testes à covid-19, realizada na terça-feira, anunciou hoje o nono classificado da I Liga de futebol.

“O Gil Vicente FC informa que os testes de rastreio à covid-19 realizados ontem ao plantel e ‘staff’ deram todos negativos. Esta foi a terceira ronda de testes, sempre com todos os mesmos resultados”, lê-se numa nota publicada nas redes sociais dos minhotos.

Após duas baterias de testes negativos ao novo coronavírus, intercaladas com outras tantas semanas de trabalho individualizado em três relvados do concelho de Barcelos, o plantel gilista avançou para treinos coletivos em 18 de maio, três dias antes de a Direção-Geral da Saúde ter aprovado o Estádio Cidade de Barcelos para a retoma da I Liga.

Alojado no primeiro patamar da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, o recinto dos ‘galos’ teve de reforçar a sinalização das medidas de segurança e vedar a passagem para uma sala próxima da zona técnica a pedido das autoridades regionais de saúde, de forma a poder receber os jogos de Gil Vicente e Famalicão na condição de visitado.

Numa temporada marcada pelo regresso ao principal escalão, após uma reintegração administrativa a partir do Campeonato de Portugal, na sequência do ‘caso Mateus’, a formação de Vítor Oliveira ocupa a nona posição, com os mesmos 30 pontos de Moreirense e Santa Clara, 14 acima da zona de descida.

A I Liga vai ser reatada, sob fortes restrições e sem público nos estádios, em 03 de junho, com o encontro entre Portimonense e Gil Vicente, naquele que vai ser o primeiro dos 90 jogos das últimas 10 jornadas, disputadas até 26 de julho.

Após 24 jornadas, o FC Porto lidera a competição, com 60 pontos, mais um do que o campeão Benfica.

Além do principal escalão, também a final da Taça de Portugal, entre Benfica e FC Porto, integra o plano de desconfinamento face à pandemia de covid-19, ainda em data e local a designar.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 350 mil mortos e infetou mais de 5,5 milhões de pessoas em 196 países e territórios. Cerca de 2,2 milhões de doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 1.342 pessoas das 31.007 confirmadas como infetadas, e há 18.096 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

Continuar a ler

Futebol

Equipas da I Liga vão poder fazer cinco substituições até final da temporada

Pandemia

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO (Arquivo)

As equipas da I Liga portuguesa de futebol vão poder fazer cinco substituições e ter nove jogadores suplentes nos restantes encontros da edição 2019/20, anunciou hoje a Liga de clubes.

“No remanescente da época desportiva 2019/20, os clubes devem designar em cada jogo até nove suplentes, podendo, em três momentos do tempo regulamentar e no intervalo, efetuar até cinco substituições de jogadores sem distinção das posições em que jogam e independentemente de os substituídos se encontrarem ou não lesionados”, lê-se no comunicado da Liga de clubes.

Esta medida, permitida pelo International Board (organização que define as regras do futebol), já foi adotada por outras ligas, como a alemã, o primeiro dos principais campeonatos europeus a retomar a competição, após a interrupção devido à pandemia de covid-19.

A I Liga vai ser reatada sob fortes restrições e sem público nos estádios em 03 de junho, com o encontro entre Portimonense e Gil Vicente, naquele que vai ser o primeiro dos 90 jogos das últimas 10 jornadas, até 26 de julho

Após 24 jornadas, o FC Porto lidera a competição, com 60 pontos, mais um do que o campeão Benfica.

Além do principal escalão, também a final da Taça de Portugal, entre Benfica e FC Porto, integra o plano de desconfinamento face à pandemia de covid-19, ainda em data e local a designar.

Continuar a ler

Populares