Seguir o O MINHO

Desporto

Vitória perde na final da Taça de Portugal de basquetebol feminino

Benfica é o vencedor

em

Foto: DR

O Benfica conquistou hoje pela primeira vez na sua história a Taça de Portugal de basquetebol feminino, ao vencer o Vitória SC por 85-63, numa final disputada no Pavilhão Fidelidade, no Estádio da Luz, em Lisboa.

A formação ‘encarnada’, comandada por Eugénio Rodrigues, dominou desde o primeiro minuto, num embate em que a primeira parte menos inspirada do Vitória, que chegou ao intervalo a perder por 45-23, justificou o resultado final.

Nas ‘águias’, Mariana Silva, com 23 pontos e 10 ressaltos, e Joana Soeiro, com 17 pontos e seis assistências, foram as jogadoras mais influentes, enquanto Catarina Mateus e Alexandra Mollenhauer, com 18 e 15 pontos, respetivamente, foram as mais inconformadas entre as minhotas.

Apesar de na ficha de jogo aparecer como visitante e de nas bancadas não haver público, o Benfica jogou em casa, no pavilhão Fidelidade, e nos primeiros minutos do encontro pareceu, de facto, mais confortável no jogo.

Fonte: FPB

A equipa da Luz entrou a ganhar e aproveitou a desinspiração inicial do Vitória para ‘fugir’ no marcador, terminando o primeiro quarto a vencer por 15-7.

No segundo quarto, ao marcar 30 pontos, as ‘encarnadas’ dominaram por completo o jogo e saíram para o intervalo a vencer por 22 pontos (45-23).

Acusando em demasia a pressão de uma final, e aparentemente mais desgastada fisicamente, a equipa do Vitória esteve largos minutos sem encestar e o Benfica aproveitou para praticamente resolver o encontro, com uma percentagem de concretização alta e vários ‘triplos’ a caírem no cesto minhoto.

O intervalo fez bem ao Vitória, que apareceu na segunda parte transfigurado para melhor e venceu mesmo o terceiro período, por uma diferença de oito pontos (24-16), ajudado pela exclusão, por cinco faltas, da benfiquista Laura Ferreira.

Ainda assim, o Benfica aguentou bem a subida de rendimento das vimaranenses e, alicerçado numa exibição inspirada de Joana Soeiro, manteve uma vantagem confortável de 14 pontos (61-47) para a última e decisiva parte do encontro.

Nos últimos 10 minutos de jogo, as ‘encarnadas’ entraram muito bem e, depois, geriram a vantagem, capitalizando o desalento que se foi instalando na equipa do Vitória, que percebeu que a conquista da Taça era já uma miragem.

O encontro terminou com 85-63 e o Benfica, segundo classificado da Liga portuguesa, confirmou a conquista da sua primeira Taça de Portugal, sucedendo à Quinta dos Lombos.

Ficha de Jogo

Jogo disputado no Pavilhão Fidelidade, em Lisboa.

Vitória SC – Benfica, 63-85.

Ao intervalo: 23-45.

Sob a arbitragem de Sónia Teixeira, Jorge Marques e Samira Barrima, as equipas alinharam e marcaram:

– Vitória SC (63): Catarina Mateus (18), Sara Ressurreição (6), Alexandra Mollenhauer (15), Tatiane Nascimento (10) e Luiana Livulo (8). Jogaram ainda Bárbara Miranda, Isabel Cunha e Barbara Sousa (6).

Treinador: Rui Costa.

– Benfica (85): Joana Soeiro (17), Mariana Carvalho, Laura Ferreira (2), Japonica James (19) e Altia Anderson (11). Jogaram ainda Marta Martins (8), Mariana Silva (23) e Ana Barreto (5).

Treinador: Eugénio Rodrigues.

Marcha do marcador: 7-15 (primeiro período), 23-45 (intervalo), 47-61 (terceiro período) e 63-85 (resultado final).

Assistência: Jogo realizado à porta fechada devido à pandemia de covid-19.

Populares