Seguir o O MINHO

Futebol

Vitória perde em Paços de Ferreira e fica mais longe dos lugares europeus

I Liga

em

O Vitória SC perdeu hoje em Paços de Ferreira por 2-1, em jogo a contar para a 20.ª jornada da I Liga de futebol que foi também a primeira derrota fora de portas dos ‘conquistadores’ nesta temporada.

O avançado colombiano Óscar Estupiñán adiantou o Vitória, aos 23 minutos, mas o Paços de Ferreira logrou dar a volta ao resultado graças aos tentos de João Pedro, autor do melhor golo do jogo, e de Hélder Ferreira, aos 33 e 62 minutos, respetivamente, confirmando a superioridade pacense na maior parte do tempo.

Com este triunfo, o Paços passou a somar 38 pontos, os mesmos do Benfica, em quarto, com menos um jogo, e reforçou a candidatura ao quinto lugar, agora com uma vantagem de seis pontos para o perseguidor Vitória – que ainda não tinha perdido fora -, isolado no sexto lugar, com 32.

O Paços, com Uilton e João Pedro na equipa inicial, entrou melhor e conseguiu instalar-se no meio campo contrário, capitalizando a dinâmica dos seus médios e avançados por oposição a alguma apatia dos vimaranenses sem bola.

Luther Singh, várias vezes em zonas interiores para abrir caminho à velocidade de Uilton, no corredor esquerdo, foi o primeiro a criar perigo, aos nove minutos, na sequência de um pontapé de canto, com um remate apenas travado por Varela.

O Vitória tinha pouca bola e muitas dificuldades para se libertar da pressão dos locais, num meio campo de muito trabalho (com Wakaso a juntar-se a Pepelu e André André), apenas conseguindo aproximações à baliza contrária através de lances de bola parada.

O jogo dos minhotos estava órfão de criatividade e Rochinha e Edwards, nos corredores, eram bem vigiados e, por isso, não conseguiam criar desequilíbrios, mas da primeira vez que se juntaram no mesmo lance fizeram a diferença, mesmo contra a corrente de jogo, aos 33 minutos.

O extremo inglês surgiu no corredor central e, com um passe entre o central e o lateral direito pacense, desmarcou Rochinha, que cruzou para o cabeceamento de Óscar Estupiñán, ainda desviado no poste antes de entrar na baliza de Jordan, batido sem ter realizado qualquer defesa.

O Paços acusou o golo e demorou algum tempo a reagir, mas ganhou um novo tónico com o tento do empate, alcançado 10 minutos depois, aos 33, pelo ex-vimaranense João Pedro, num remate acrobático, de costas para a baliza, correspondendo a um cruzamento de Luther Singh da esquerda.

Ainda antes do intervalo, Maracás colocou à prova Varela, num cabeceamento na pequena área, confirmando o sentido que o jogo teria, também, na etapa complementar.

O Paços ameaçou o segundo golo logo no reatamento, aos 47 minutos, numa jogada de envolvimento coletivo concluída com um remate frontal de Bruno Costa, à entrada da área do Vitória.

A formação pacense continuou por cima do jogo e logrou dar a volta ao resultado aos 62, por Hélder Ferreira, a desviar, de cabeça, ao primeiro poste, um livre da esquerda de Bruno Costa.

Em desvantagem, João Henriques lançou André Almeida, Rúben Lameiras e Bruno Duarte, opções que trouxeram mais velocidade ao jogo da equipa, mais dominante face a um Paços com o bloco estrategicamente mais baixo e onde todos foram solidários na defesa do triunfo, só por uma vez ameaçado, após saída de Jordi da baliza, já nos descontos, que Pepelu quase aproveitava.

Ficha de Jogo

Jogo no Estádio Capital do Móvel, em Paços de Ferreira.

Paços de Ferreira – Vitória SC, 2-1.

Ao intervalo: 1-1.

Marcadores:

0-1, Óscar Estupiñán, 23 minutos.

1-1, João Pedro, 33.

2-1, Hélder Ferreira, 62.

Equipas:

– Paços de Ferreira: Jordi, Fernando Fonseca, Marco Baixinho, Maracás, Uilton, Stephen Eustáquio, Luiz Carlos, Bruno Costa, Hélder Ferreira (João Amaral, 77), João Pedro (Dor Jan, 77) e Luther Singh (Adriano Castanheira, 87).

(Suplentes: Michael, Pedro Rebocho, Marcelo, Martín Calderón, Ibrahim, Matchoi, Adriano Castanheira, João Amaral e Dor Jan).

Treinador: Pepa.

– Vitória SC: Bruno Varela, Sacko, Jorge Fernandes, Mumin, Mensah, Pepelu, Wakaso (André Almeida, 66), André André (Bruno Duarte, 76), Rochinha (Rúben Lameiras, 75), Óscar Estupiñán e Marcus Edwards.

(Suplentes: Trmal, Suliman, Mikel, Miguel Luís, André Almeida, Rúben Lameiras, Ricardo Quaresma, Ouattara e Bruno Duarte).

Treinador: João Henriques.

Árbitro: Nuno Almeida (AF Algarve).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Sacko (70) e Pepelu (82).

Assistência: Jogo realizado à porta fechada devido à pandemia de covid-19.

Populares