Seguir o O MINHO

Futebol

Vitória não atina nos jogos fora – resumo

29.ª jornada da I Liga

em

O Vitória SC voltou a perder fora de casa, na deslocação ao estádio do Rio Ave. Os vitorianos saíram derrotados por 2-1, em jogo da 29.ª jornada da I Liga.

Os vimaranenses não ganham fora desde 28 de janeiro (1-2, contra o Feirense) e, após esta jornada, ficam com mais um ponto de atraso para o Moreirense, quinto classificado.

O Rio Ave interrompeu uma série de 10 jogos consecutivos sem vencer em casa no campeonato.

Filipe Augusto, de grande penalidade, aos 31 minutos, inaugurou um marcador para os locais, e Nuno Santos, aos 49, dilatou a vantagem. Os vimaranenses ainda encurtaram distâncias, com um golo de Tozé, aos 88, também de penálti.

Com este resultado, a formação da foz do Ave, que não vencia nos Arcos desde outubro de 2018, passa a somar 35 pontos, mantendo o nono lugar, enquanto o Vitória de Guimarães, mesmo amealhando o quinto jogo consecutivo sem vencer fora, também segurou o sexto lugar, com 45.

Numa partida em que eficácia do Rio Ave acabou por fazer a diferença, as duas equipas entraram no jogo algo expectantes, derivando o futebol para renhidas batalhas no meio-campo, nem sempre consequentes.

Os minhotos mostraram-se, ainda assim, um pouco mais desinibidos no capítulo do remate, tentando a longa distância para contornar a defensiva da casa, nomeadamente em iniciativas de Wakaso e Matheus Oliveira.

Perante as iniciativas dos vimaranenses, o Rio Ave ia explorando o contra-ataque, mas só perto da meia hora criou o primeiro lance perigo, num remate de Filipe Augusto para defesa de Miguel Silva.

A movimentação conseguiu, ainda assim, espevitar a equipa de Daniel Ramos, que, pouco depois, ganhou uma falta para grande penalidade, após Pedro Henrique a puxar Gelson Dala na área, numa oportunidade que Filipe Augusto não desperdiçou e inaugurou o marcador aos 31 minutos.

Esperava-se que em desvantagem, o Vitória impusesse mais ritmo ao seu futebol, mas acabou por ser o Rio Ave galvanizar-se com o tento e a dispor de mais duas boas oportunidades para ampliar o resultado, por Gelson Dala e Nuno Santos.

Nuno Santos acabou por se destacar novamente, logo no arranque da segunda metade, frisando a entrada de rompante dos vila-condenses com o segundo golo da equipa, apontado aos 49, num remate indefensável, após assistência de Diego Lopes.

Só quando se viu em maiores apuros é que a turma da ‘Cidade Berço’ acabou por ‘pegar’ no jogo, e, já com Welthon e Joseph chamados ao desafio, acercou-se da baliza da casa e criou perigo, com Deivison e Rafa Soares a testarem a atenção de Léo Jardim.

O Rio Ave assumia nesta fase uma postura de maior contenção, tentando espreitar o contra-ataque aproveitando a subida no terreno do adversário, embora sem a melhor definição no último passe.

Os minhotos foram encostando o adversário à sua área, insistindo nos cruzamentos para descompensar a defesa vila-condense, mas só aos 88 minutos capitalizaram a insistência, conquistando uma grande penalidade, após um corte com a mão de Galeno.

Na transformação do castigo, confirmado com recurso às imagens de videoárbitro, Tozé reduziu para o 2-1, que se arrastou até ao final, entregando a primeira vitória caseira a Daniel Ramos desde que assumiu o comando do Rio Ave, no início do ano.

Ficha de Jogo

Jogo no Estádio do Rio Ave FC, em Vila do Conde.

Rio Ave – Vitória SC, 2-1.

Ao intervalo: 1-0.

Marcadores:

1-0, Filipe Augusto, 31 minutos.

2-0, Nuno Santos, 49.

2-1, Tozé, 88 (grande penalidade)

Equipas:

– Rio Ave: Leo Jardim, Júnio Rocha, Borevkovic, Rúben Semedo, Fábio Coentrão, Filipe Augusto, Tarantini, Diego Lopes (Jambor, 90+3), Gabrielzinho (Galeno, 79), Nuno Santos e Gelson Dala (Bruno Moreira, 75).

(Suplentes: Paulo Vítor, Bruno Moreira, Ronan, Jambor, Afonso Figueiredo, Messias e Galeno).

Treinador: Daniel Ramos.

– Vitória SC: Miguel Silva, Sacko, Osório, Pedro Henrique, Rafa Soares (Ola John, 76), Tozé, Wakaso, Matheus Oliveira, Rochinha (Joseph, 58), Davidson e Guedes (Welthon, 57).

(Suplentes: Douglas, Welthon, Teixeira, Florent, Ola John, Joseph e Frederico Venâncio).

Treinador: Luís Castro.

Árbitro: Manuel Oliveira (AF Porto).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Tozé (40), Tarantini (42), Fábio Coentrão (45 e 90+7), Joseph (67), Gabrielzinho (69) e Matheus Oliveira (77). Cartão vermelho por acumulação de cartões amarelos para Fábio Coentrão (90+7)

Assistência: cerca 3.500 espetadores.

Notícia atualizada às 19h12 com mais informação

Anúncio

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Futebol

Borja apto no Sporting para receção ao Vitória

31.ª jornada da I Liga

em

Foto: Divulgação

O defesa colombiano Cristián Borja treinou hoje sem limitações no Sporting e pode ser opção para a receção de sábado ao Vitória, em encontro da 31.ª jornada da I Liga de futebol.

De acordo com o site oficial dos ‘leões’, o jogador de 26 anos já está totalmente recuperado de uma entorse no joelho direito e trabalhou sem limitações, junto do plantel ‘leonino’, na Academia de Alcochete.

Borja, que chegou ao Sporting em janeiro, na reabertura do mercado de transferência, lesionou-se frente ao Rio Ave (3-0), em 07 de abril, e falhou os embates com Desportivo das Aves (3-1) e Nacional da Madeira (1-0).

O médio argentino Rodrigo Battaglia, a recuperar de lesão grave, continua ausente.

Na quarta-feira, o plantel do Sporting cumpre um dia de folga e volta a treinar na quinta-feira, às 10:30, à porta fechada, igualmente na Academia de Alcochete.

O Sporting-Vitória SC está agendado para sábado, às 18:00, no Estádio José Alvalade, em Lisboa.

Continuar a ler

Futebol

Benfica marca meia dúzia antes de visitar Braga – resumo

30.ª jornada da I Liga

em

O Benfica venceu hoje à noite, por 6-0, no encerramento da 30.ª jornada da I Liga de futebol, no seu estádio, perante o Marítimo.

Os benfiquistas, que na próxima jornada visitam o SC Braga, entraram praticamente a ganhar, com um golo de João Félix logo aos três minutos, tendo o jovem feito o ‘bis’ aos 64, isto já depois de Pizzi ter ampliado no arranque da segunda parte (49). Depois, entraram em ação dois argentinos, tendo Franco Cervi ‘bisado’, aos 71 e 88, e Salvio fechado a contagem, aos 90.

Com este triunfo, o Benfica fecha a jornada 30 na liderança com 75 pontos, os mesmos que o FC Porto, segundo classificado, enquanto o Marítimo é 12.º com 33, mais cinco do que o Desportivo de Chaves, a primeria equipa abaixo da linha de despromoção.

Continuar a ler

Futebol

Vieirinha campeão da Grécia

Futebolista de Guimarães ajudou clube a vencer a liga grega 34 anos depois

em

O PAOK, do vimaranense Vieirinha e de Sérgio Oliveira, conquistou este domingo, 34 anos depois, o seu terceiro título de campeão grego de futebol, ao golear casa o Levadiakos por 5-0, na 29.ª e penúltima jornada.

Yevgeniy Shakhov, aos três e 60 minutos, Diego Biseswar, aos oito, de grande penalidade, Fernando Varela, aos 53, e Karol Swiderski, aos 81, fizeram os tentos da formação de Salónica, que repetiu os cetros de 1975/76 e 1984/85.

No jogo da consagração, Sérgio Oliveira, jogador emprestado pelo FC Porto, esteve a tempo inteiro, enquanto Vieirinha entrou nos descontos.

A uma jornada do final do campeonato, o PAOK, que sucedeu na lista dos campeões ao AEK Atenas, passou a contar 77 pontos, mais cinco do que o Olympiacos, de Pedro Martins, que tem 72 e vai terminar a prova no segundo lugar.

O conjunto de Atenas, com os portugueses Gil Dias e Daniel Podence de início, venceu por 3-1 no reduto do Lamia, com golos de Mady Camara (35 minutos), Kostantinos Fortunis (68) e Hassan (85), ex-avançado de Rio Ave e Sporting de Braga, enquanto Jean Luc Gbayara (65) anotou o tento da formação da casa.

O Olympiacos é o grande dominador do campeonato grego, com 29 títulos, contra 17 do Panathinaikos, incluindo sete consecutivos entre 2010/11 e 2016/17, sendo que não perdia dois seguidos há mais de duas décadas – desde 1996/97, ganhou 19 dos 23 disputados.

Continuar a ler

Populares