Seguir o O MINHO

Futebol

Vitória empata em casa com o Santa Clara e falha aproximação ao quinto lugar

I Liga

em

O Vitória SC e o Santa Clara empataram hoje 1-1, num encontro com escassos lances de bom futebol e várias interrupções, da 32.ª jornada da I Liga portuguesa, que comprometeu as aspirações vimaranenses ao quinto lugar.

A formação vitoriana inaugurou o marcador aos 32 minutos, por Óscar Estupiñán, contrariando a supremacia até então evidenciada pelos açorianos, que viriam a empatar numa grande penalidade convertida por Allano, aos 55, antes de uma última meia hora com escassos lances de interesse.

Com este empate, a equipa de Guimarães passou a somar 44 pontos e perdeu a hipótese de reduzir para dois a distância para o quinto classificado, Gil Vicente, com 48, que joga hoje em Alvalade, com o Sporting, ao passo que o Santa Clara mantém o nono lugar, com 37.

Com Morita de regresso ao ‘onze’ e Ricardo Fernandes na baliza, em vez do habitual titular Marco, que se lesionou na jornada anterior, perante o Marítimo (2-2), o Santa Clara foi a melhor equipa em campo até ao golo vitoriano, pela pressão sobre o adversário e pelo posicionamento em campo, que garantia sempre linhas de passe.

Dominadora nas operações a meio-campo, a formação de Ponta Delgada manteve quase sempre os vimaranenses remetidos ao seu meio-campo, com Alfa Semedo ‘encostado’ à linha defensiva e Óscar Estupiñán só na frente, e, num dos momentos de ‘aperto’ à retaguarda contrária, criou a primeira ocasião flagrante do jogo, aos 13 minutos.

Ricardinho ganhou a bola a Tiago Silva e serviu Lincoln para um remate por cima, já dentro da área, quatro minutos antes de o médio brasileiro servir Tagawa para um cabeceamento certeiro, que viria a ser anulado com recurso ao videoárbitro, que detetou um fora de jogo por 10 centímetros.

Na primeira vez em que se libertou realmente da ‘teia’ açoriana, eficaz a ‘aprisionar’ a saída de bola vitoriana, a equipa treinada por Pepa foi ‘letal’: Rafa Soares ganhou a linha final, após recuperação de Alfa Semedo, e cruzou para o primeiro poste, para o cabeceamento ‘fulminante’ de Óscar Estupiñán, avançado com 13 golos no campeonato.

O tento ‘abalou’ a confiança do Santa Clara e deu ímpeto ao jogo ofensivo dos anfitriões, com Rafa Soares a ameaçar uma vantagem mais ampla ao minuto 45, servido por Nélson da Luz, extremo que substituiu o lesionado Rochinha, aos 37.

Após o intervalo, o conjunto da ilha de São Miguel retomou a pressão que fora capaz de colocar no começo do jogo e beneficiou de uma mão de Abdul Mumin no interior da área vitoriana para igualar por Allano, numa grande penalidade assinalada pelo árbitro Hugo Silva, após consulta ao videoárbitro.

A partir daí, o conjunto de Guimarães assumiu a iniciativa atacante, mas com escassos momentos de inspiração para entrar com perigo na área açoriana, como se verificou num lance de Nélson da Luz, com o remate em arco a rasar o poste direito.

Com a aproximação do apito final, o duelo teve cada vez mais interrupções, na maior parte das vezes para se atenderem jogadores ‘caídos’ do Santa Clara, e, fruto de um futebol quase sempre trapalhão, as balizas mantiveram-se a salvo.

Ficha de Jogo

Jogo no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães.

Vitória SC – Santa Clara, 1-1.

Ao intervalo: 1-0.

Marcadores:

1-0, Óscar Estupiñán, 32 minutos.

1-1, Allano, 55 (grande penalidade).

Equipas:

– Vitória SC: Bruno Varela, Miguel Maga (João Ferreira, 71), Borevkovic (Bruno Duarte, 59), Abdul Mumin, Rafa Soares, Alfa Semedo, Tiago Silva, André Almeida (Janvier, 71), Rúben Lameiras (Geny Catamo, 72), Rochinha (Nélson da Luz, 37) e Óscar Estupiñán.

(Suplentes: Matous Trmal, João Ferreira, Sílvio, André Amaro, Ibrahima Bamba, Janvier, Geny Catamo, Nélson da Luz e Bruno Duarte).

Treinador: Pepa.

– Santa Clara: Ricardo Fernandes, Sagna, Boateng, Villanueva, Paulo Henrique, Morita (Óscar Barreto, 83), Anderson Carvalho, Lincoln, Allano (Tassano, 77), Ricardinho (Nené, 83) e Tagawa (Rui Costa, 74).

(Suplentes: Rodolfo, João Afonso, Tassano, Nené, Rúben Oliveira, Romão, Mohebi, Rui Costa e Óscar Barreto).

Treinador: Mário Silva.

Árbitro: Hugo Silva (Associação de Futebol de Santarém).

Ação disciplinar: cartão amarelo para André Almeida (59), Miguel Maga (63), Tiago Silva (67), Allano (75), Tassano (78), Sagna (90+1) e Ricardo Fernandes (90+3).

Assistência: 13.368 espetadores.

Populares