Seguir o O MINHO

Futebol

Vitória bate Moreirense na luta pela Europa

I Liga

em

O Vitória SC venceu hoje, por 2-0, o Moreirense, em jogo a contar para a 30.ª jornada da Liga portuguesa de futebol, reforçando o sexto posto da geral.

Num duelo que envolvia a luta pela sexta posição, a última de acesso às competições europeias da próxima época, o Vitória dominou toda a primeira parte e materializou essa supremacia aos 25 minutos, com o tento de André Amaro, defesa de 18 anos, e aos 30, por André Almeida, médio de 20, antes de conter a reação ‘cónega’ na segunda metade, com raros ‘sobressaltos’ defensivos.

Com a terceira vitória em 13 jogos na segunda volta, a equipa treinada por Bino Maçães encerrou um ciclo de dois desaires e consolidou a sexta posição, com 41 pontos, mais cinco do que o Moreirense, formação que averbou a terceira derrota fora sob o comando técnico de Vasco Seabra e que ocupa o sétimo lugar.

Após o desaire na Madeira, frente ao Nacional (1-0), o Vitória apareceu hoje com três novidades no ‘onze’ – Suliman, Gideon Mensah e Rochinha -, apresentou-se com um sistema tático 3x4x2x1 e melhorou face ao jogo anterior, dominando a primeira meia hora contra o vizinho de Moreira de Cónegos.

Com André André, André Almeida e Rochinha dinâmicos no transporte da bola para o ataque, a formação trajada de branco desperdiçou a primeira ocasião clamarosa ao minuto oito, quando Sacko atirou por cima da baliza aberta, e teve mais dois lances perigosos de Óscar Estupiñán, aos minutos dois e 22, antes de marcar pelo atleta mais jovem em campo.

Ao oitavo jogo pela equipa principal vitoriana, André Amaro posicionou-se no ‘coração’ da área em resposta a canto de Rochinha e desferiu um cabeceamento forte a meia altura, indefensável para Mateus Pasinato, que lhe valeu o primeiro golo no escalão maior do futebol nacional, aos 18 anos.

Também modificada face ao empate de segunda-feira perante o FC Porto (1-1), com três ‘caras novas’ entre os titulares – Anthony D’Alberto, Afonso Figueiredo e Alex Soares -, a formação treinada por Vasco Seabra reagiu numa jogada de Alex Soares, ao minuto 28, mas a situação não passou de uma anomalia no domínio vitoriano, premiado com novo golo aos 30.

Num lance em que teve tempo e espaço para se enquadrar com a baliza, André Almeida rematou ao ângulo superior direito a meio do meio-campo ‘cónego’, marcando o seu segundo golo no campeonato.

Em situação ainda mais desfavorável, o Moreirense adiantou-se finalmente no relvado e tentou ameaçar as redes contrárias por David Simão, ao minuto 36, e Alex Soares, aos 37, mas só após o intervalo, com a entrada de Walterson, a presença junto à área vitoriana aumentou e o golo esteve realmente perto, num lance em que Bruno Varela deu o ‘corpo’ à finalização de Rafael Martins, aos 47.

Apesar do domínio territorial evidenciado em toda a segunda parte, o conjunto de Moreira de Cónegos só ameaçou o golo por mais três vezes até ao apito final, num cabeceamento de Rafael Martins intercetado por Suliman, aos 71 minutos, num remate de Nahuel Ferraresi, travado por Varela, aos 83, e em nova tentativa de Rafael Martins, ao lado, já nos descontos.

Ficha de Jogo

Jogo no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães.

Vitória SC – Moreirense, 2-0.

Ao intervalo: 2-0.

Marcadores:

1-0, André Amaro, 26 minutos.

2-0, André Almeida, 30.

Equipas:

– Vitória SC: Bruno Varela, Suliman, André Amaro (Abdul Mumin, 90+4), Sílvio, Sacko, Pepelu, André André (Janvier, 80), Gideon Mensah, André Almeida (Quaresma, 79), Rochinha (Rúben Lameiras, 58) e Óscar Estupiñán (Bruno Duarte, 57).

(Suplentes: Matous Trmal, Zié Ouattara, Abdul Mumin, Miguel Luís, Janvier, Quaresma, Marcus Edwards, Rúben Lameiras e Bruno Duarte).

Treinador: Bino Maçães.

– Moreirense: Mateus Pasinato, Anthony D’Alberto (Walterson, 46), Nahuel Ferraresi, Abdoulaye Ba, Lazar Rosic, Afonso Figueiredo (Abdu Conté, 64), Fábio Pacheco, Alex Soares (Filipe Soares, 65), David Simão (Gonçalo Franco, 72), Yan (André Luís, 79) e Rafael Martins.

(Suplentes: Miguel Oliveira, Steven Vitória, Abdu Conté, Ibrahima Camará, Gonçalo Franco, Filipe Soares, Galego, Walterson e André Luís).

Treinador: Vasco Seabra.

Árbitro: Vítor Ferreira (Associação de Futebol de Braga).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Sílvio (40), Fábio Pacheco (42), André Amaro (53) e Bruno Duarte (76).

Assistência: Jogo realizado à porta fechada devido à pandemia de covid-19.

Populares