Seguir o O MINHO

Futebol

Vítor Oliveira quer Gil Vicente “mais regular” para não correr atrás do prejuízo

4.ª jornada da I Liga

em

O treinador Vítor Oliveira avisou hoje que o Gil Vicente necessita de retificar as más entradas em campo, a começar na receção ao Vitória de Setúbal, no sábado, da quarta jornada da I Liga de futebol.

“A falta de concentração faz parte de uma equipa que ainda não tem um conhecimento profundo de si mesma. Temos entrado mal nos jogos e as falhas de concentração e de organização na primeira hora de jogo deram-nos custos elevados. Os jogos anteriores começaram aos 30 minutos e queremos sermos mais regulares. Acautelámos isso durante a semana e veremos amanhã se resultou em pleno”, analisou o técnico, na conferência de antevisão à partida, realizada no Estádio Cidade de Barcelos.

Vítor Oliveira reconheceu qualidades no Vitória de Setúbal, “uma equipa tradicionalmente difícil fora de casa” e da “mesma igualha” do conjunto barcelense, apesar de ainda não ter marcado nem vencido no campeonato.

“Ainda não fez golos, mas só sofreu com o FC Porto. É uma equipa sólida em termos defensivos e com algumas dificuldades a atacar. Isso acontece com quase todas as equipas do futebol português, mas nem todas são tão sólidas como o Setúbal em termos defensivos. É um jogo entre equipas com os mesmos objetivos e marcar primeiro será muito importante, até para nos tranquilizarmos e podermos exteriorizar as nossas capacidades”, afiançou.

Numa altura em que Sandro Mendes pode realizar o último jogo como treinador do Vitória de Setúbal em Barcelos, Vítor Oliveira desvalorizou as implicações que essa hipótese possa acarretar junto do plantel sadino.

“A questão do Sandro passa ao lado dos jogadores, mas despedir um treinador à quarta jornada é um atestado de incompetência aos diretores do clube. O Sandro fez uma campanha fantástica no ano passado e provou que é uma pessoa competente. Não é num mês que passa a incompetente”, avaliou.

A poucos dias do encerramento do mercado de transferências, o técnico admitiu que trabalha com o “plantel possível” para a realidade do Gil Vicente e aguarda pela colocação de “um ou dois jogadores” em emblemas da II Liga.

“É evidente que nunca estamos satisfeitos e queremos sempre mais. Estamos contentes com os jogadores que temos e pensamos que são os suficientes para enfrentarmos este campeonato longo e difícil e chegarmos ao fim com os objetivos cumpridos”, concluiu.

O conjunto barcelense leva vantagem no confronto direto com os sadinos, tendo vencido 12 dos 26 duelos para o campeonato, oito dos quais na condição de visitado.

O Gil Vicente, 11.º colocado, com quatro pontos, recebe o Vitória de Setúbal, na 16.ª e antepenúltima posição, com dois, no sábado, a partir das 21:30, no Estádio Cidade de Barcelos.

Anúncio

Futebol

Caso Marega: “Comigo, toda a equipa sairia do campo”, diz treinador do Leverkusen

Liga Europa

em

Foto: Twitter (Arquivo)

O treinador do Bayer Leverkusen afirmou hoje que mandaria a sua equipa sair de campo caso acontecesse um episódio semelhante ao que foi vivido no domingo pelo futebolista maliano Marega, do FC Porto, na I Liga portuguesa.

“Temos de dizer claramente não ao racismo, isso não pertence ao futebol. Caso isso acontecesse com um jogador meu, comigo, toda a equipa sairia do campo também”, afirmou Peter Bosz, na conferência de imprensa de antevisão do jogo de quinta-feira com o FC Porto, da primeira mão dos 16 avos de final da Liga Europa.

O técnico holandês revelou que, após ver as imagens, esse assunto foi abordado nos balneários por treinadores e jogadores e lembrou que o plantel do Bayer Leverkusen tem atletas de 14 nacionalidades.

Na mesma conferência de imprensa, Nadiem Amiri, médio alemão de origem afegã, contou que também sentiu racismo nos campos de futebol, sobretudo quando era mais novo.

“Quando estava nos sub-17, numa liga regional, estive um jogo inteiro com um adversário a insultar-me. Mas temos de seguir em frente. O racismo não cabe no futebol. O nosso sangue tem a mesma cor, não importa a cor da pele”, disse o jogador, de 23 anos.

No domingo, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, durante o jogo entre Vitória SC e FC Porto, o avançado maliano Moussa Marega abandonou o relvado após ser alvo de insultos racistas por parte dos adeptos da equipa local.

Vários jogadores de ambas as equipas tentaram demovê-lo, mas Marega, que já alinhou no Vitória e tinha marcado o segundo golo dos ‘azuis e brancos’, mostrou-se irredutível e abandonou mesmo o relvado aos 71 minutos (sendo substituído por Manafá), depois de o jogo ter estado interrompido cerca de cinco minutos.

O jogo entre o Bayer Leverkusen e o FC Porto está agendado para as 20:00 (hora de Lisboa), naquela cidade alemã.

Continuar a ler

Futebol

“Braga é a equipa do momento em Portugal”, diz Steven Gerard

Um “grande desafio” para o Rangers

em

Foto: Glasgow Rangers / Twitter

Steven Gerard disse hoje que o SC Braga é a equipa do momento em Portugal, mas prometeu um Rangers “positivo e agressivo” na quinta-feira, na primeira mão dos 16 avos de final da Liga Europa de futebol.

“Nas últimas quatro, cinco semanas, ganharam uma Taça [da Liga] contra o FC Porto, ganharam ao Sporting e ao Benfica e, por isso, temos muito respeito por esta equipa. Também fizeram boas partidas diante do Wolverhampton e as restantes equipas do grupo” da Liga Europa, frisou o treinador inglês, em conferência de imprensa.

Steven Gerard considerou que o jogo com os bracarenses é “um grande desafio” para o Rangers, segundo classificado do campeonato escocês, a 10 pontos do líder e rival Celtic, mas notou que a sua equipa nunca foi favorita desde a fase de grupos, na qual defrontou o FC Porto, tendo vencido em casa (2-0) e empatado no Estádio do Dragão (1-1).

“Penso que isso não mudou, mas estamos muito animados e ansiosos pelo jogo, isso vê-se nos jogadores, o foco que têm mostrado nos últimos dias”, disse.

Questionado sobre se o Rangers terá que ser cauteloso diante da equipa orientada por Rúben Amorim, Steven Gerard respondeu que “cauteloso não é a melhor palavra”, mas admitiu a importância de serem organizados e equilibrados.

“Jogamos em casa, queremos ser muito positivos no nosso jogo, agressivos como sempre fomos, queremos puxar pelo público para nos ajudar, isso é muito importante, mas haverá alturas durante o jogo em que teremos que ser muito organizados e equilibrados porque, senão, eles podem causar danos no contra-ataque”, disse.

O treinador disse ainda esperar o jogo com “uma equipa do nível do Braga” traga “a confiança e a crença” de que o Rangers precisa: “As nossas melhores performances foram na Europa e acho que quanto mais difícil é o desafio, mais nos elevamos”, disse o técnico.

As condições climatéricas no Reino Unido nos últimos dias têm sido muito adversas e o estado do relvado não é o melhor. O Sporting de Braga vai poupá-lo, realizando o habitual treino de adaptação no centro de estágio do clube escocês, situação lembrada pelo antigo jogador do Liverpool.

“Todos sabemos como o relvado está comparando com o início da temporada, mas é o que é, vai ser igual para os jogadores das duas equipas. No último jogo que vi do Braga, o seu campo também não estava muito bom. O Braga vai estar bem preparado para o vento e a chuva de Glasgow”, disse.

SC Braga e Rangers defrontam-se a partir das 20:00 de quinta-feira, no Estádio do Ibrox, em Glasgow.

Continuar a ler

Futebol

I Liga: Aves é a equipa com mais golos de livre direto

I Liga

em

Foto: DR / Arquivo

O CD Aves emerge na I Liga como a equipa que se tem revelado, para já, à 21.ª jornada, mestre de uma das execuções mais difíceis num jogo de futebol,  o livre direto.

No total, a formação avense contabiliza três golos após cobranças bem-sucedidas em lances deste gênero, naquele que é o melhora registo da presente edição da Liga, superando os dois livres diretos apontados pelo Sporting CP.

Estes golos representaram momentos importantes no percurso do conjunto de Vila das Aves, uma vez que dois desses três tentos asseguraram a vitória final nos respetivos encontros.

Assim foi na 13.ª jornada, na receção ao SC Braga (1-0), onde Mohammadi anotou o único golo do encontro e, mais recentemente, na 19.ª ronda, em deslocação ao reduto do Marítimo M. (1-2), com o livre de Reko Silva a permitir à formação avense alcançar o primeiro triunfo fora de portas.

Mohammadi, avançado iraniano do Desportivo das Aves, é o jogador da Liga com mais golos obtidos em cobranças de livres diretos (2), após ter feito balancear as redes frente a FC Famalicão (4.ª jornada) e, como já mencionado anteriormente, diante do SC Braga (13.ª jornada).

Continuar a ler

Populares