Seguir o O MINHO

Desporto

Prozis quer levar Vilaverdense ao topo do futebol português

em

Fotografia do plantel do Vilaverdense 2016/2017 (08/2016). DR

Os sócios do Vilaverdense aprovaram esta quinta-feira à noite, por unanimidade, a constituição de uma SAD – Sociedade Anónima Desportiva, caso o clube venha a subir à II Liga.


Na assembleia geral extraordinária ficou definido que os futuros acionistas da sociedade desportiva serão a Prozis, com 75% do capital, e o clube, com 25%. De acordo com a lei, as sociedades desportivas que participem na II Liga devem ser constituídas com um capital social mínimo de 498.797,90 euros.

Em contrapartida, a empresa de Miguel Milhão irá investir 200 a 300 mil euros anuais no clube e o Vilaverdense entre 40 e 75 mil.

O Vilaverdense é presidido desde maio de 2016 por Eduardo Milhão, pai do fundador da Prozis, maior loja de nutrição para desportistas da Europa, do grupo OSIT, de Esposende, que mantém uma parceria com o clube, através da Prozis Football Academy, e que também patrocina de diversas formas, incluindo no naming, designando-se o clube por Vilaverdense FC/Prozis.

A empresa de Miguel Milhão, que é também vice-presidente da direção dos de Vila Verde, tem uma ligação forte ao mundo do futebol, nacional e internacional, já que é patrocinadora dos principais clubes e competições do futebol português e também de clubes estrangeiros, como o Mónaco, de França, e o Valência, de Espanha.

Para além disso, o empresário de enorme sucesso tem proximidade com altos dirigentes do futebol português, tendo ainda recentemente participado numa iniciativa solidária com Luis Filipe Vieira, presidente do Benfica. O clube de Lisboa, através da Fundação Benfica, avançou para a construção da casa sonhada por dois jovens de Braga, que se encontrava iniciada aquando da explosão que vitimou os seus pais, em 2015, cujo projeto apresentou em fevereiro, antes do SC Braga-Benfica.

Presidente do Benfica na apresentação do projeto de uma casa para dois jovens de Braga.

“Este sonho torna-se possível concretizar graças à Fundação Benfica e ao contributo de diversos parceiros de que destacamos o apoio mecenático da Prozis“, vincou o clube no seu site na Internet.

O sucesso da empresa que decidiu apostar no clube de Vila Verde  tem merecido vários destaques na imprensa.

Reportagem de 2015 do “Dinheiro Vivo”, suplemento económico do Jornal de Notícias, sobre a empresa. [LER]

A assembleia da noite de quinta-feira ficou ainda marcada por coincidir com o dia em que morreu uma importante figura da história do clube, o carismático Martinho Antunes, primeiro massagista do clube fundado em 1953.

Atualmente, o Vilaverdense segue em primeiro lugar da Fase de Manutenção do Campeonato de Portugal – antiga “II Divisão B”, escalão no qual permanecerá na próxima época.

Anúncio

Futebol

Taça de Portugal: Braga no Montijo, Vitória recebe Santa Clara e Famalicão em Vila do Conde

Taça de Portugal

em

Foto: DR

FC Porto, detentor do troféu, e Sporting vão ser anfitriões de Tondela e Paços de Ferreira, respetivamente, na quarta eliminatória da Taça de Portugal, ditou o sorteio realizado hoje na sede da Federação Portuguesa de Futebol.

Depois de na terceira eliminatória terem eliminado o Fabril (2-0), do Campeonato de Portugal, os portistas vão receber, no Estádio do Dragão, o Tondela, equipa que milita na I Liga e que superou o Felgueiras na ronda anterior.

Este será, de resto, o primeiro embate entre o FC Porto e o Tondela na prova ‘rainha’.

O Sporting, vencedor da prova em 2019 e o conjunto mais goleador na terceira ronda, na qual venceu o Sacavenense por 7-1, vai ter pela frente o também primodivisionário Paços de Ferreira, que eliminou a Oliveirense, da II Liga.

Num total de 47 embates, ‘leões’ e ‘castores’ apenas se defrontaram para a Taça de Portugal numa ocasião, em 2010, precisamente na quarta eliminatória e igualmente em Alvalade. Os ‘verdes e brancos’ venceram por 1-0 e seguiram para os oitavos de final.

Já o Benfica, finalista da última edição, também vai jogar em casa e terá como adversário a equipa que sairá do duelo entre Vilafranquense, da II Liga, e Sanjoanense, do Campeonato de Portugal, que em 09 de dezembro vão disputar um dos encontros em atraso da terceira ronda da prova.

Além do FC Porto-Tondela e do Sporting-Paços de Ferreira, o sorteio ditou outros dois embates entre equipas da I Liga, com o Rio Ave a receber o Famalicão e o Vitória SC a defrontar em casa o Santa Clara.

Por seu lado, o SC Braga vai visitar o Olímpico do Montijo, um dos sete conjuntos do Campeonato de Portugal presentes nesta quarta eliminatória, enquanto Académico de Viseu e Académica protagonizam o único embate entre formações da II Liga.

Quando aos restantes clubes do Minho, a AD Fafe joga contra o Fontaínhas, o Gil Vicente vai a Leiria e o Moreirense vai à Cova da Piedade.

As partidas da quarta eliminatória da Taça de Portugal estão agendadas para o fim de semana de 12 e 13 de dezembro.

Programa da quarta eliminatória da Taça de Portugal de futebol, após o sorteio realizado hoje e cujos jogos se disputam no fim de semana de 12 e 13 de dezembro:

Vencedor do jogo Estoril-Praia (II) – Lusitano (CP) – Boavista (I)

Fontinhas (CP) – Fafe (CP)

Sporting (I) – Paços de Ferreira (I)

Olímpico do Montijo (CP) – SC Braga (I)

Nacional (I) – Leixões (II)

Benfica (I) – Vencedor do jogo Vilafranquense (II) – Sanjoanense (CP)

Belenenses SAD (I) – Sporting de Espinho (CP)

Anadia (CP) – Vencedor do jogo Estrela da Amadora (CP) – Farense (I)

Rio Ave (I) – Famalicão (I)

União de Leiria (CP) – Gil Vicente (I)

FC Porto (I) – Tondela (I)

Marítimo (I) – Salgueiros (CP)

Vitória SC (I) – Santa Clara (I)

Académico de Viseu (II) – Académica (II)

Torreense (CP) – Amora (CP)

Cova da Piedade (II) – Moreirense (I)

Continuar a ler

Futebol

Treinador do Famalicão quer dar sequência às vitórias frente ao Paços de Ferreira

João Pedro Sousa

em

Foto: DR

O treinador do Famalicão, João Pedro Sousa, pretende que a sua equipa dê sequência aos últimos dois triunfos, na partida de sexta-feira frente ao Paços de Ferreira, da oitava jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Pela primeira vez esta época, a formação minhota conseguiu duas vitórias consecutivas, para o campeonato frente ao Marítimo e para a Taça com o Oriental de Lisboa, algo que o técnico da equipa considerou “ser importante”.

“É importante vencer consecutivamente, mas também é importante as semanas de treino que tivemos. Trabalhámos este jogo sobre uma vitória, que foi bom, mas o processo continua. Acontecesse o que acontecesse, esse processo é contínuo e temos de continuar a melhorar o que está bem e retificar o que está mal”, disse João Pedro Sousa.

Sobre o adversário pacense e o duelo desta sexta-feira, o treinador do Famalicão antecipou “um jogo extremamente difícil, perante uma equipa competitiva, muito organizada e com um excelente treinador”.

“É das equipas de que mais gosto no nosso campeonato. Está sempre equilibrada. Nós tentamos desorganizar os adversários para chegar ao golo e às vitórias, mas sabemos que frente Paços vai ser difícil de o fazer. Espera-nos um jogo complicado, mas onde temos o objetivo de conquistar os três pontos”, afirmou o técnico dos minhotos.

João Pedro Sousa mostrou-se “contente” com a resposta dada por alguns dos jogadores menos utilizados na partida da Taça de Portugal, frente ao Oriental de Lisboa, e desvalorizou o facto de os cinco pontas de lança do plantel [Dyego Sousa, Marcello Trotta, Campana, Rúben Del Campo e o ainda lesionado Anderson] terem, no total, apenas um golo apontado esta época.

“Não é uma preocupação. O importante é a equipa conseguir marcar, até porque o papel do ponta lança não é só finalizar. Desde que façam o trabalho planeado na semana, fico contente com isso”, vincou João Pedro Sousa

Desse lote de pontas de lança, o equatoriano Campana, que regressou dos trabalhos da seleção do seu país como uma lesão muscular, junta-se a Anderson no lote de indisponíveis para a deslocação a Paços de Ferreira, onde também o defesa Calvin, igualmente lesionado, fica de fora.

O Famalicão, nono classificado com nove pontos, defronta esta sexta-feira o Paços de Ferreira, 10.º com oito, numa partida agendada para as 19:00, no Estádio Capital do Móvel, com arbitragem de João Bento, da Associação de Futebol de Santarém.

Continuar a ler

Futebol

Morreu Diego Armando Maradona, um dos maiores astros do futebol

em

Morreu o antigo futebolista argentino Diego Maradona, aos 60 anos. A informação é avançada pelo jornal argentino “Clarín”.

O jogador terá sido alvo de uma cirurgia ao cérebro no início deste mês e acabou por falecer enquanto recuperava em casa, na localidade de Tigre.

A informação já foi confirmada pelo seu agente e amigo Marias Morla, segundo a agência espanhola EFE.

A Argentina irá prestar homenagem a ‘d10s’ com três dias de luto.

“Por ocasião da morte de Diego Armando Maradona, o Presidente decreta três dias de luto nacional a partir desta data”, disse a Presidência da Argentina, num breve comunicado.

Alguns minutos depois deste comunicado, o chefe de Estado argentino usou a sua conta na rede social Twitter para expressar a sua gratidão pelos momentos de “felicidade” que o jogador deu ao povo do seu país.

“Levaste-nos ao ponto mais alto do mundo. Fizeste-nos imensamente felizes. Foste o maior de todos. Obrigado por teres existido, Diego. Vamos sentir a tua falta, por toda a vida”, escreveu Alberto Fernández, que também divulgou uma foto na qual aparece a abraçar Maradona.

Em declarações à rádio, o chefe de Estado recordou mais tarde que em fevereiro passado se encontrou com Maradona, com quem falou, “durante muito tempo”, sobre futebol.

“Sempre resgatei o melhor dele, o genuíno, o original. O que ele não gostava, dizia; e o que gostava, também dizia”, recordou Fernández.

O Presidente disse que guarda memórias “indeléveis” do antigo jogador de futebol, à época em que representava a equipa de Argentinos Juniors, clube do qual o Presidente argentino é adepto.

“Sentimos que éramos os mais fortes do mundo com Diego. É uma perda horrível”, acrescentou Fernández.

Por sua vez, a ex-Presidente e atual vice-Presidente da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner, expressou a sua tristeza pelo falecimento do ex-jogador argentino.

“Muita tristeza … Muita. Um grande deixou-nos. Adeus, Diego. Amamos-te muito. Um grande abraço aos seus familiares e entes queridos”, escreveu a ex-Presidente na sua conta de Twitter.

Diego Armando Maradona, considerado um dos melhores futebolistas da história, morreu hoje na sua residência, na Argentina, aos 60 anos, anunciou o seu agente e amigo Matías Morla.

Segundo a imprensa argentina, Maradona, que treinava os argentinos do Gimnasia y Esgrima, sofreu uma paragem cardíaca na sua vivenda na província de Buenos Aires.

A sua carreira de futebolista, de 1976 a 2001, ficou marcada pela conquista, pela Argentina, do Mundial de 1986, no México, e os dois títulos italianos e a Taça UEFA arrebatada ao serviço dos italianos do Nápoles.

Continuar a ler

Populares