Vila Verde: Presidente dos Regadios de Cabanelas condenado por violência doméstica

Pena suspensa de três anos, na condição de submeter-se a um programa de recuperação.
Foto: O MINHO

O presidente dos Regadios de Cabanelas, Fernando Xavier, foi condenado por crimes de violência doméstica, a uma pena suspensa de três anos, na condição de submeter-se a um programa de recuperação, por causa de alegadas agressões e maus tratos à antiga mulher.

António Fernando Correia Xavier da Silva, que é também presidente da Assembleia de Freguesia de Cabanelas, em Vila Verde, cargo que desempenha por ter sido o terceiro candidato mais votado, terá que pagar ainda uma indemnização de dez mil euros à antiga mulher, devido a danos morais, tendo a vítima chegado a receber tratamento no Hospital de Braga, depois das agressões.

A GNR de Braga, através do seu Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE), desencadeou um processo criminal, após queixas da vítima, casos que foram confirmados pelos três filhos do casal ao longo do julgamento no Tribunal de Vila Verde.

De acordo com a sentença proferida pela juíza Alda Faustino, além das provas que a GNR foi recolhendo, os depoimentos considerados “impressivos” dos três filhos do casal, em contraste com as “contradições” do arguido e da mãe deste, nas declarações em Tribunal.

Fernando Xavier está igualmente proibido de aproximar-se da residência e do emprego da antiga mulher, tal como de estabelecer quaisquer tipos de contactos diretos ou indiretos com a vítima.

O arguido foi presidente da Cooperativa Agrícola de Vila Verde (CAVIVER), mas é presidente da Junta de Agricultores do Regadio de Cabanelas, onde se destacou durante as últimas décadas.

Fernando Xavier pode recorrer da sua condenação ao Tribunal da Relação de Guimarães.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Hospital de Braga ensina centenas de escuteiros a salvar vidas

Próximo Artigo

Hospital privado da Trofa vai abrir novas unidades em Guimarães, Valença e Barcelos

Artigos Relacionados
x