Vila Verde. Orçamento de 2018 atinge os 36 milhões de euros

Fotografia aérea de Vila Verde. Foto: “A Terceira Dimensão da Fotografia – Fotografia aérea”

O executivo municipal de Vila Verde aprovou, esta segunda-feira, com a abstenção dos três vereadores socialistas na oposição, o orçamento para 2018, de 36, 4 milhões de euros, um aumento de cinco milhões relativamente a 2017. Mais de 70 por cento da despesa de investimento, 26,8 milhões, vai para a área social. 

“A forte vertente social do orçamento revela o firme propósito de apostar na melhoria das condições de vida das pessoas”, disse o seu presidente, António Vilela.

O autarca do PSD sublinha que “vai continuar com uma estratégia de atração de investimento, através de isenções e reduções fiscais para as empresas que se instalem no concelho, promovendo o emprego e o empreendedorismo, apostando em áreas de acolhimento empresarial, apoiando a inovação e a dinamização do mercado de trabalho”.

Vilela não esquece “os critérios do equilíbrio e da sustentabilidade orçamentais”, mas utiliza “os principais recursos do Município ao serviço das pessoas, na área social, na educação e na cultura, mas também investindo nas redes de abastecimento de água e de saneamento básico, na requalificação urbanística dos espaços públicos e na valorização dos recursos naturais”.

No capítulo da educação, aponta para a reabilitação das escolas básicas de Vila Verde e de Prado, dos 2.º e 3.º ciclos. O mesmo sucede – diz – com “o investimento nas redes de abastecimento de água e de saneamento básico, na recolha de resíduos sólidos urbanos, numa maior eficiência energética na iluminação pública e na construção de uma rede de circuitos cicláveis e ecovias”.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Barcelos. 19 moradores pedem indemnização por defeitos em loteamento

Próximo Artigo

Norte-americana Ann Hamilton apresenta intervenção artística na Contextile 2018

Artigos Relacionados
x