Seguir o O MINHO

em

O Vitória SC apurou-se hoje para a quarta eliminatória da Taça de Portugal de futebol, ao vencer no recinto do Valenciano por 7-0, num jogo da terceira ronda da prova.


Os vimaranenses, sétimos na I Liga, chegaram ao intervalo com uma vantagem de dois golos sobre o oitavo classificado da I Divisão da Associação de Futebol de Viana do Castelo, após Davidson ter desfeito o ‘nulo’ com um cabeceamento certeiro, aos 20 minutos, e de Tyler Boyd ter aumentado a contagem, com um desvio na pequena área, aos 40.

Os pupilos de Luís Castro dilataram o resultado na etapa complementar, com emendas à ‘boca da baliza’ de Alexandre Guedes, aos 53 minutos, de Mattheus Oliveira, aos 66, um ‘bis’ de Oscar Estupiñán, aos 71 e aos 77, e um golo de cabeça de João Afonso, aos 80.

Num desafio com cerca de 2.000 espetadores, muitos deles de pé, junto ao relvado, o Valenciano circulou a bola e equilibrou o jogo nos primeiros 15 minutos, mas os vitorianos controlaram o resto da primeira parte e também estiveram perto do golo em remates de Davidson, aos 19 minutos, de Tozé, aos 22, e de Tyler Boyd, aos 25 e aos 29.

O ritmo decaiu na segunda parte, com os vimaranenses a dilatarem o resultado com facilidade e o Valenciano a ficar perto do tento de honra, num remate de longe de Junior, travado por Miguel Silva, aos 62.

Este foi o primeiro jogo na história do Vitória a ser transmitido em direto através das redes sociais.

Ficha de Jogo

Jogo no Estádio Doutor Lourenço Raimundo, em Valença.

Valenciano – Vitória SC, 0-7.

Ao intervalo: 0-2.

Marcadores:

0-1, Davidson, 20 minutos.

0-2, Tyler Boyd, 40.

0-3, Alexandre Guedes, 53.

0-4, Mattheus Oliveira, 66.

0-5, Oscar Estupiñán, 71.

0-6, Oscar Estupiñán, 77.

0-7, João Afonso, 80.

Equipas:

– Valenciano: Croas, Costa (Ricardo Paulo, 67), Diogo Brito, Hélder, Junior, Salé (Castro, 54), Goios, Moreira, Ricardinho, Chiva e Joel (França, 57).

(Suplentes: Marcos, Rui Pedreira, França, Ricardo Paulo, Castro, Kevin e Moita).

Treinador: Pedro México.

– Vitória SC: Miguel Silva, Dodô, João Afonso, Frederico Venâncio, Rafa Soares, Celis, Mattheus Oliveira, Tozé (Francisco Ramos, 56), Tyler Boyd, Davidson (Rincón, 46) e Alexandre Guedes (Oscar Estupiñán, 68).

(Suplentes: Miguel Oliveira, Victor Garcia, Pedro Henrique, Pepê, Francisco Ramos, Rincón e Oscar Estupiñán).

Treinador: Luís Castro.

Árbitro: Rui Oliveira (AF Porto).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Costa (43) e Goios (57).

Assistência: cerca de 2.000 espetadores.

Resultados da terceira eliminatória

Resultados da terceira eliminatória da Taça de Portugal em futebol, cujos jogos se disputam entre quinta-feira e domingo:

– Quinta-feira, 18 out:

Sertanense (CP) – (+) Benfica (L), 0-3

– Sexta-feira, 19 out:

Vila Real (D) – (+) FC Porto (L), 0-6

– Sábado, 20 out:

Valenciano (D) – (+) Vitória SC (L), 0-7

(+) Cova Piedade (II) – Portimonense (L), 2-1

Amora (CP) – (+) Belenenses (L), 3-3 (3-4 ap)

(+) Sporting de Espinho (CP) – Académico de Viseu (II), 2-2 (3-3 ap, 11-10 gp)

Loures (CP) – Sporting (L), 20:45

– Domingo, 21 out:

Vale Formoso (D) – Coimbrões (CP), 13:00 (14:00 de Lisboa)

Fátima (CP) – Boavista (L), 15:00

Armacenenses (CP) – Vitória Setúbal (L), 15:00

Torreense (CP) – Rio Ave (L), 15:00

São Martinho (CP) – Moreirense (L), 15:00

Lusitano Vildemoinhos (CP) – Nacional (L), 15:00

Mirandela (CP) – Feirense (L), 15:00

Santa Iria (CP) – Praiense (CP), 15:00

Moura (CP) – Marítimo (L), 15:00

União Madeira (CP) – União de Santiago (CP), 15:00

Leixões (II) – Amarante (CP), 15:00

Farense (II) – Arouca (II), 15:00

Montalegre (CP) – Oriental (CP), 15:00

Fafe (CP) – Penafiel (II), 15:00

Paços de Ferreira (II) – Gafanha (CP), 15:00

Águeda (CP) – Louletano (CP), 15:00

Vilafranquense (CP) – Anadia (CP), 15:00

Maria da Fonte (CP) – Santa Clara (L), 15:00

Estoril Praia (II) – Tondela (L), 15:00

Pedras Salgadas (CP) – Desportivo de Chaves (L), 15:00

Casa Pia (CP) – Angrense (CP), 15:00

Silves (D) – Desportivo de Chaves (Satélite) (CP), 15:00

Limianos (CP) – Sporting da Covilhã (II), 15:00

Sacavenense (CP) – Desportivo das Aves (L), 16:00

Felgueiras 1932 (CP) – SC Braga (L), 20:00

(+) – Apurado para a próxima eliminatória.

Nota: Distritais (D), Campeonato de Portugal (CP), II Liga (II), I Liga (L).

Anúncio

Futebol

Liga dá “nota muito positiva” ao Santa Clara – Gil Vicente

I Liga

em

Foto: DR

A presença de 873 pessoas no jogo Santa Clara-Gil Vicente (0-0), da terceira jornada da I Liga de futebol, disputado no sábado, nos Açores, representou um teste inicial “muito positivo” com vista ao regresso gradual de público aos estádios.

“Aquele momento da entrada das equipas com o público a aplaudir deu um arrepio para quem lá esteve. O futebol só é verdadeiramente um espetáculo se tiver o público e os aplausos que merece”, vincou Sónia Carneiro, diretora-executiva da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), em conferência de imprensa.

O primeiro teste com público no futebol profissional em Portugal foi viabilizado pela Direção Regional de Saúde dos Açores, que limitou o preenchimento das bancadas a 10% da lotação total do Estádio de São Miguel, em Ponta Delgada, mediante uma série de restrições devido à pandemia de covid-19.

“Os parques de estacionamento foram vistoriados com um controlo muito rigoroso das forças de segurança e as portas do estádio abriram duas horas antes para evitar a aglomeração de adeptos. Tivemos 10 setores abertos, seis entradas e sete saídas, além de sinaléticas muito visíveis no chão para orientar as pessoas”, descreveu.

Cada interveniente dentro e fora das quatro linhas mediu a temperatura corporal à entrada do estádio, embora “ninguém tenha sido mandado para casa, aquilo que estava previsto caso fosse necessário”, ao passo que o ‘speaker’ foi um “pivot importante”​​​​​​​ para apelar às pessoas que “​​​​​​​se mantivessem o maior tempo possível no seu lugar”.​​​​​​​

“Essa figura também foi relevante no final do jogo, quando explicou como seria efetuada a saída bancada a bancada e alertou para as regras que teriam de ser implementadas em cada setor”, acrescentou Sónia Carneiro, enumerando medidas que serão replicadas pela Liga de clubes na quinta-feira, no embate entre Académico de Viseu e Académica.

A partida em atraso da ronda inaugural da II Liga permitirá a entrada de 409 espetadores, face à lotação máxima de 4.090 lugares sentados no Estádio do Fontelo, em Viseu, que abrirá cinco portas distintas quando faltar uma hora e meia para o apito inicial, aprazado para as 15:00, procurando dispersar os adeptos por duas bancadas centrais.​​​

​​​​​​​O relatório da LPFP sobre a presença de público no Santa Clara-Gil Vicente foi elaborado hoje, em conjunto com a Direção-Geral da Saúde (DGS) e a Secretaria de Estado da Juventude e do Desporto, num balanço que será repetido na segunda-feira acerca da organização logística do jogo Académico de Viseu-Académica.

“Estamos muito otimistas e tudo o que nos chegou das autoridades sanitárias e do Governo Regional dos Açores foi manifestamente positivo. Esperamos que o próximo teste assim seja e que nos permita avançar para a primeira meta, que é ter 30% da ocupação dos estádios, respeitando sempre a situação epidemiológica”, concluiu.​​​​​​​

O regresso dos adeptos no território continental acontece hoje, às 19:45, com o jogo particular entre as seleções de Portugal e Espanha, no Estádio José Alvalade, em Lisboa, que será assistido por 2.500 pessoas, de acordo com o limite máximo de 5% da lotação do recinto.

Outro teste irá decorrer em 14 de outubro, também no recinto do Sporting, com o aumento para 10% da capacidade, equivalente a quase 5.000 pessoas, no embate da equipa das ‘quinas’ frente à Suécia, relativo à Liga A da Liga das Nações.

O derradeiro ensaio será efetuado no dia seguinte, no encontro entre Feirense e Desportivo de Chaves, que também estava inserido na primeira jornada da II Liga e foi adiado, devido à existência de casos de infeção por covid-19 nos dois plantéis.

Continuar a ler

Futebol

Baraye regressa ao Gil Vicente por empréstimo do Parma

Mercado de transferências

em

Foto: DR

O extremo Yves Baraye vai jogar no Gil Vicente, da I Liga portuguesa de futebol, até ao final da época 2020/21, novamente por empréstimo dos italianos do Parma, tal como na época passada, anunciou hoje o clube minhoto.

“Benvindo de volta à fortaleza gilista, Baraye”, lê-se na página oficial do Gil Vicente na rede social Facebook, que informa ainda que o acordo tem validade por um ano.

O extremo senegalês, de 28 anos, apontou três golos em 28 partidas oficiais durante a temporada 2018/19, que valeu um 10.º lugar no campeonato aos barcelenses.

Formado nos franceses do Marselha e nos italianos da Udinese, Baraye realizou toda a carreira como profissional no país transalpino antes de rumar ao Gil Vicente, tendo representado Lumezzane, Juve Stabia, Torres Cálcio, Parma, equipa em que se destacou 21 golos em 33 jogos na época 2015/16, na Série D (quarto escalão), e no Pádua.

O extremo é o 15.º reforço dos ‘galos’ para a temporada 2020/21, depois do guarda-redes Daniel Fuzato, dos defesas Joel Pereira, Souleymane Aw, Diogo Silva, Talocha e Tim Hall, dos médios Kanya Fujimoto, Leandrinho, Guilherme Mantuan e Lucas Mineiro e dos avançados Antoine Léautey, Boubacar Hanne, Miullen e Renan Oliveira.

Continuar a ler

Futebol

Vitória assegura jovem médio do Sporting

Mercado de transferências

em

Foto: Divulgação / Vitória SC

O médio Miguel Luís transferiu-se hoje do Sporting, emblema da I Liga portuguesa de futebol que representava há 11 anos, para o Vitória SC, clube que anunciou a sua contratação três épocas, com mais duas de opção.

O clube de Guimarães informou ainda, na nota publicada no sítio oficial, que passou a deter 50% dos direitos económicos do internacional português sub-21, após uma transferência que “não envolveu custos”.

O futebolista, de 21 anos, vai prosseguir a carreira em Guimarães, depois de ter cumprido quase toda a formação pelo clube de Alvalade, de ter subido à equipa B ‘leonina’ na época 2017/18, tendo realizado 15 jogos na II Liga, e de ter competido pela formação principal ‘verde e branca’ nas duas últimas temporadas.

Miguel Luís apontou dois golos em 14 jogos oficiais pela equipa principal do Sporting durante a época 2018/19, tendo participado nas conquistas da Taça de Portugal e da Taça da Liga, e perdeu espaço no plantel em 2019/20, ao contabilizar apenas sete partidas, todas realizadas entre setembro e dezembro de 2019.

Natural de Coimbra, o médio tem sido presença regular nas seleções jovens portuguesas e sagrou-se campeão europeu sub-17, em 2016, numa prova decorrida no Azerbaijão, e de sub-19, em 2018, na Finlândia.

O jogador é o 17.º reforço do Vitória SC, atual oitavo classificado da I Liga, com quatro pontos ao cabo de três jogos, no mercado de transferências em curso, que encerra hoje.

Continuar a ler

Populares