Seguir o O MINHO

Aqui Perto

Vídeo de Baião a promover Rali torna-se viral

em

Em apenas 3 dias, mais de 65.000 pessoas viram o vídeo (só) no Youtube.

Anúncio

Aqui Perto

Voos desviados no aeroporto do Porto devido a mau tempo

Mau Tempo

em

Foto: DR / Arquivo

As “condições meteorológicas adversas” estão provocar o desvio de pelo menos nove voos no aeroporto do Porto, disse à Lusa fonte oficial da ANA Aeroportos.

Há pelo menos nove voos que deviam ter chegado hoje de manhã ao Aeroporto de Sá Carneiro, mas foram todos desviados, pode ler-se no sítio da Internet da ANA Aeroportos sobre “Informação de Chegadas e Partidas”.

O voo das 11:10 com origem de Frankfurt (Alemanha) pela companhia aérea Lufthansa foi desviado, bem como o voo das 11:35 da Ilha da Terceira (Açores/Portugal) da Ryanair.

Desviados foi também o voo das 11:50 de Milão/Bérgamo (Itália) da Ryanair, o voo das 11:50 de London (Stansted/Reino Unido) da Ryanair, bem como o voo das 11:55 de Nantes (França) da Easyjet.

O voo das 11:55 de Toronto (Canadá) da Azores Airline também aparece como “diverted”, tal como o voo das 12:00 de Manchester (Reino Unido) da Ryanair ou o voo das 12:45 de Veneza da Ryanair.

Segundo fonte oficial da ANA Aeroportos, o desvio dos voos está relacionado com “as condições meteorológicas adversas”, remetendo mais explicações para mais tarde.

Entre as 11:00 e as 13:33 de hoje apenas três voos – Lisboa, Paris e Genova – aterram no Aeroporto Sá Carneiro, indica no sítio da Internet da ANA Aeroportos.

Continuar a ler

Aqui Perto

ATP acolhe maior edição de sempre do principal congresso têxtil do mundo

Associação Têxtil e Vestuário de Portugal (ATP), com sede em Vila Nova de Famalicão, é anfitriã de evento que tem lugar no Porto

em

Foto: DR / Arquivo

Mais de 360 delegados de cerca de 30 países debatem de domingo a terça-feira, no Porto, o impacto da digitalização e da sustentabilidade na indústria têxtil, na edição de 2019 do maior congresso do setor do mundo.

Em declarações à agência Lusa, o diretor-geral da Associação Têxtil e Vestuário de Portugal (ATP), anfitriã do evento, destacou que este será, “provavelmente, o maior congresso de sempre da International Textile Manufacturers Federation (ITMF)”.

“Estamos muito entusiasmados, até pela adesão que temos até ao momento: Já batemos todos os recordes deste congresso – que se realiza desde 1904 – em termos do número de inscritos”, afirmou Paulo Vaz.

Sob o tema geral “Digitalização e Sustentabilidade: O seu Impacto na Indústria Têxtil Global”, a conferência será aberta oficialmente pelo ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, e pelos presidentes da ATP e da ITMF, respetivamente Mário Jorge Machado e Kihak Sung, na manhã de segunda-feira.

Seguir-se-á uma intervenção de fundo a cargo do ex-ministro dos Negócios Estrangeiros Paulo Portas, que abordará as grandes tendências geopolíticas e geoeconómicas que afetarão o negócio global da indústria têxtil.

O programa de trabalhos do congresso prolonga-se por três dias, incluindo no seu programa social a passagem pelas cidades de Famalicão, Matosinhos e Guimarães, destacadas como “polos relevantes e diversificados da indústria têxtil e vestuário nacional”.

Com sede em Zurique, na Suíça, a ITMF realiza as suas reuniões magnas desde 1904, tendo o Porto já recebido a “ITMF Convention” em 1969 e em 1993.

A realização no Porto da edição de 2019 significa o regresso das convenções da federação à Europa, depois de diversos anos noutros continentes, no que a ATP interpreta como a demonstração da “dinâmica e importância que a indústria têxtil e vestuário portuguesa ganhou no negócio global do setor”.

À Lusa, o diretor-geral da ATP destacou que, entre 2012 e 2019, a associação “conseguiu trazer para Portugal os três maiores congressos internacionais relacionados com o setor”: o “IAF – International Apparel Federation” em 2012, o da Euratex em 2017, e agora o “ITMF Convention”.

O objetivo, sustentou, é “aumentar a visibilidade e reputação do ‘made in Portugal’ à escala global”, num contexto em que o país, “sem constar entre os maiores produtores, é indiscutivelmente reconhecido como uma das indústrias mais qualificadas, inovadoras e tecnologicamente avançadas que existem no mundo e um ‘case study’ [caso de estudo] de sucesso internacional na recuperação, reinvenção e reposicionamento de uma indústria tradicional num país desenvolvido, que o resto do mundo quer imitar”.

Anualmente, a indústria têxtil e vestuário portuguesa exporta mais de 5,3 mil milhões de euros, ou seja, cerca de 10% das mercadorias que Portugal vende ao exterior, assegurando um saldo líquido superior a mil milhões de euros anuais na balança comercial do país, destaca a ATP.

O setor é responsável por 138 mil postos de trabalho diretos, especialmente concentrados no litoral Norte do país, que, “numa lógica de ‘cluster’ articulado, sinérgico e dinâmico, constitui hoje a maior e melhor região têxtil da Europa”, acrescenta a associação.

Continuar a ler

Aqui Perto

Produzia canábis em casa para vender no centro de Montalegre

Operação da GNR

em

Foto: GNR

O Comando Territorial de Vila Real, através do Núcleo de Investigação Criminal de Chaves, hoje, dia 14 de outubro, deteve um homem de 42 anos, por tráfico de estupefacientes, no concelho de Montalegre.

No âmbito de uma investigação por tráfico de estupefacientes que durava há cerca de um ano, os militares apuraram que o suspeito produzia a droga e vendia-a no centro da vila.

No seguimento das diligências policiais, foram realizadas quatro buscas domiciliárias, que culminaram na apreensão de diverso material, destacando-se 63 plantas de canábis; três estufas para cultivo de plantas de canábis e material relacionado com o cultivo de estupefacientes.

O detido será presente na terça-feira, dia 15 de outubro, no Tribunal de Montalegre, para aplicação de medidas de coação.

Continuar a ler

Populares