Seguir o O MINHO

Viana do Castelo

Viana: Sete equipas militares vão vigiar Serra de Santa Luzia até outubro

Protocolo

em

Foto: Joca Fotógrafos / O MINHO

Militares do Exército da Escola dos Serviços da Póvoa do Varzim, num total de sete equipas, realizam ações de vigilância e patrulhamento para prevenir incêndios na serra de Santa Luzia, em Viana do Castelo, foi hoje anunciado.

Em comunicado, o município diz que estas equipas já estão no terreno desde 01 de julho e até 30 de setembro, percorrendo e vigiando diariamente toda a serra, “em estreita articulação com as entidades que integram o Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais, numa perspetiva dissuasora e de permanente vigilância”.

Foto: Joca Fotógrafos / O MINHO

Foto: Joca Fotógrafos / O MINHO

Foto: Joca Fotógrafos / O MINHO

O protocolo entre a autarquia e o Exército foi assinado hoje entre o presidente da Câmara de Viana do Castelo, Luís Nobre (PS), e o comandante da Escola dos Serviços da Póvoa do Varzim, coronel António Coelho dos Santos, numa cerimónia que decorreu na carreira de tiro de Viana do Castelo, presidida pelo diretor de Formação do Exército, major-general Paulo Maia Pereira.

Segundo o município, esta iniciativa realiza-se já há 12 anos e “tem uma ação fundamental para a prevenção dos incêndios florestais ao longo dos anos”.

Foto: Joca Fotógrafos / O MINHO

Foto: Joca Fotógrafos / O MINHO

Foto: Joca Fotógrafos / O MINHO

“A parceria decorre da preocupação que os incêndios rurais representam neste território, dado que estes constituem um dos principais obstáculos à sustentabilidade da floresta e dos ecossistemas que lhe estão associados, provocando a sua degradação e o desequilíbrio no fornecimento de bens e serviços, podendo ainda constituir um perigo para a vida e os bens da população”, frisa a câmara.

Para o autarca vianense, este protocolo “já é longo” e “tem produzido frutos significativos desde o momento em que passou a ser anualmente celebrado, proporcionando um ambiente de segurança”.

Citado no comunicado, Luís Nobre agradeceu a disponibilidade e a dedicação do Exército “para proporcionar condições de segurança a um espaço que se assume” como o ‘santuário’ de Viana do Castelo e que “é um património natural”.

Foto: Joca Fotógrafos / O MINHO

Foto: Joca Fotógrafos / O MINHO

“Temos todos bem presente o que foi viver os últimos grandes incêndios nesta serra, nomeadamente em 2005. Esta parceria tem sido renovada para bem do nosso país, da nossa cidade e do nosso património natural”, defendeu o autarca, acrescentando que a presença dos militares na serra de Santa Luzia permitiu a redução e a dimensão das ocorrências.

O diretor de Formação do Exército, major-general Paulo Maia Pereira, disse que esta “é uma das missões do Exército”, realçando a “missão tão nobre que é a vigilância de Santa Luzia”, serra inserida numa “área florestal tão rica”.

EM FOCO

Populares