Seguir o O MINHO

Viana do Castelo

Viana investe mais de 400 mil euros na manutenção de espaços verdes

Aberto concurso público

em

Foto: Olhar Viana do Castelo / Arquivo

A Câmara de Viana do Castelo abriu um concurso público, no valor base de mais de 400 mil euros, para a prestação de serviços para manutenção de espaços verdes, segundo anúncio publicado hoje em Diário da República.

No anúncio, a autarquia explica que o preço base da intervenção é 401.551,86 euros, sendo que a prestação do serviço pode ser divida em lotes.

No lote 1 – Zona Oeste da Cidade e Cabedelo – o preço base da operação é de 174.511,28 euros, no lote 2 – Zona Este da Cidade- de 192.577,60 euros, e no lote 3 – Escolas EB 2,3 do Concelho, o preço base do serviço de manutenção de espaços verdes é de 34.462,98 euros.

O prazo de execução do contrato (prazo inicial sem incluir renovações) é de 12 meses.

O prazo para apresentação das propostas termina às 17:00 do trigésimo dia a contar a partir da última sexta-feira.

Contactada pela agência Lusa, a vereadora com os pelouros do Ambiente, Planeamento e Gestão Urbanística adiantou que o concurso público agora iniciado destina-se “a contratar serviços durante um ano para tratamento de arbustivas em 10.219 metros quadrados(m2), corte de relva em 248.550m2 e corte de sebes em 1.145 metros lineares (ml)”.

“Estes valores são relativos à totalidade dos três lotes a concurso, sendo o primeiro lote relativo à zona oeste da cidade e algumas áreas do Cabedelo, o segundo Lote corresponde à zona este da cidade e o terceiro Lote é relativo aos logradouros de 11 escolas EB 2,3 do concelho”, explicou Fabíola Oliveira.

Para além destas áreas a concurso, adiantou, “todo o tratamento dos outros espaços verdes do centro histórico da cidade, que correspondem a 202.865 m2, é maioritariamente assegurado pelos 40 jardineiros do horto municipal”.

“Estes jardineiros também produzem cerca de 200.000 plantas por ano no horto municipal para embelezarem os jardins da cidade e para fornecer às juntas de freguesia”, sustentou a vereadora.

Fabíola Oliveira acrescentou que os funcionários do horto municipal “cuidam de cerca de 437 vasos e taças de plantas e flores distribuídas pelas ruas da cidade e de cerca e 650 plantas instaladas em edifícios públicos e escolas”.

“Na cidade de Viana do Castelo existem 6.044 árvores que se encontram georreferenciadas e são periodicamente monitorizadas pelos técnicos municipais do setor de jardins. Estas árvores também são conservadas pelos jardineiros municipais, contratando-se também pontualmente empresas para apoiarem os serviços de podas, embora a maioria sejam asseguradas pelos jardineiros municipais. Este apoio na conservação das árvores é extensível às freguesias”, acrescentou.

Segundo Fabíola Oliveira, a autarquia “também apoia financeiramente as freguesias na manutenção dos respetivos espaços verdes, tendo transferido em 2021 336.810,00 euros para o efeito”.

“Para o município, o tratamento dos espaços verdes é sempre considerado uma prioridade, pois estes contribuem para o bem-estar dos cidadãos e são muito reconhecidos pela sua extensão e qualidade. Na cidade, os jardins e espaços verdes caracterizam fortemente a paisagem, sendo uma das qualidades que mais valorizam e identificam o espaço urbano de Viana do Castelo, conforme o demonstram os valores e os meios em causa”.

Para além da gestão destes espaços, informou ainda a vereadora, “o setor do horto municipal assegura a limpeza da vegetação ao longo dos 21 quilómetros da ecovia do litoral, através de meios próprios e pontualmente recorrendo também à contratação”.

EM FOCO

Populares