Seguir o O MINHO

Viana do Castelo

Viana investe mais de 1,3 milhões de euros em transportes e apoios escolares

Projeto aprovado por unanimidade

em

Foto: DR/Arquivo

A Câmara de Viana do Castelo aprovou hoje, por unanimidade, um investimento global de mais de 1,3 milhões de euros em transportes escolares e em auxílios económicos a alunos carenciados para o ano letivo 2019/2020.

A proposta de plano de transportes apresentada, hoje, pela vereadora da Educação, Maria José Guerreiro, na reunião ordinária do executivo municipal prevê um investimento de pouco mais de um milhão de euros “sendo da responsabilidade direta da câmara municipal mais de 895 mil euros”.

O número de alunos estimado para transportar no ano letivo 2019/2020, com base nos elementos fornecidos pelos respetivos estabelecimentos, é de 2.472, distribuídos pelo ensino pré-escolar, primeiro e segundo ciclos (570 alunos), terceiro ciclo (897), secundário (731) e 274 alunos dos circuitos especiais (destinados a alunos que residam a mais de três a quatro quilómetros dos estabelecimentos ensino).

“A previsão do custo global estimado do Plano de Transportes é de 1.085.153,47 euros, sendo da responsabilidade direta da Câmara de Viana do Castelo 894.829,57 euros (82%). O restante será suportado pelas juntas de freguesia com alunos a frequentar estabelecimentos de ensino no concelho de Viana do Castelo 25.786,35 euros (2,4%), e pela comparticipação, em 50%, pelos alunos a frequentar o ensino secundário (10.º,11.ºe 12.º) 164.537,55 euros (15,2%)”, lê-se na proposta hoje aprovada.

Foram também aprovados, por unanimidade, os apoios sociais escolares para o próximo ano letivo.

A “implementação do serviço gratuito das Atividades de Animação e Apoio à Família (AAAF)nos jardins de infância, abrangendo um universo de 773 crianças, representa para o município um encargo estimado de 237.435 euros.

O município garantirá auxílios económicos a alunos carenciados do primeiro ciclo de ensino básico e da educação pré-escolar que, incluem a aquisição de material escolar, refeições e atividades de animação e apoio às famílias.

“As famílias numerosas com alunos que frequentem as escolas de primeiro ciclo de ensino básico e pré-escolar beneficiam de uma redução de 25% no custo das refeições, a agregados com dois, três ou mais educandos é atribuída a redução de 50% no custo das refeições”.

“Este apoio abrange 257 alunos e representa um acréscimo de encargo aproximado com as refeições de 13.647 euros”, lê-se na proposta da maioria socialista.

No total, “os encargos previstos para material didático rondam os 18.370 euros, e a comparticipação das refeições a 1.274 alunos de 230.826 euros”.

Anúncio

Viana do Castelo

Três toneladas de bivalves apreendidas em Viana

GNR identificou um homem de 35 anos

em

A Unidade de Controlo Costeiro da GNR apreendeu hoje, no concelho de Viana do Castelo, 3,23 toneladas de bivalves, com o valor estimado de 28.500 euros, anunciou hoje aquela força.

Foto: GNR

Em comunicado, a GNR refere que a apreensão ocorreu durante uma ação de fiscalização rodoviária, orientada para a verificação e controlo do transporte de pescado fresco e moluscos bivalves.

A GNR detetou um veículo de mercadorias que transportava várias espécies de bivalves, sendo que os documentos que sustentavam o transporte estavam “incorretamente preenchidos”.

Segundo a GNR, aquela situação originava falta de rastreabilidade dos bivalves e, consequentemente, a possibilidade de constituírem um perigo para a saúde pública.

Além disso, a ameijoa que seguia na viatura não possuía o tamanho mínimo legal para captura e comercialização, que é de quatro centímetros.

Na operação, a GNR identificou um homem de 35 anos, sendo elaborado o respetivo auto de notícia por contraordenação, devido ao transporte de espécies bivalves em estado imaturo e por falta de rastreabilidade.

Estas infracções são puníveis com coima máxima de 37.500 e 25.000 euros, respetivamente.

Os bivalves apreendidos aguardam por inspeção higiossanitária.

Continuar a ler

Viana do Castelo

Deputada do CDS eleita por Viana abandona Assembleia da República “por motivos pessoais”

Ilda Araújo Novo havia sido indicada para incorporar a lista às próximas eleições legislativas

em

Foto: DR

A atual deputada do CDS-PP, Ilda Araújo Novo, eleita pelo círculo eleitoral de Viana não vai concorrer nas próximas eleições legislativas.

Em comunicado, Ilda Araújo Novo diz que decidiu “renunciar à designação por razões de natureza pessoal e institucional”. Recorde-se que a Distrital do partido, liderada por Paulo Sousa, havia incluído o nome da parlamentar na lista de candidatos às próximas eleições.

“Conquanto muito honrada, e agradecendo a confiança em mim depositada, decidi renunciar à designação por razões de natureza pessoal e institucional”, acrescentando que “ão serei candidata às próximas eleições legislativas pelo círculo eleitoral de Viana do Castelo, retomando a minha vida profissional”.

Continuar a ler

Viana do Castelo

Mulher grita durante discurso de Costa em Viana: “Não ao lítio. Vendidos. Portugal não está à venda”

Na cerimónia que assinalou a chegada do comboio elétrico à cidade

em

Foto: Gentilmente cedida por "Olhar Viana do Castelo"

A PSP identificou hoje, em Viana do Castelo, uma mulher que se manifestou contra a exploração de lítio em Portugal, enquanto o primeiro-ministro discursava na cerimónia que assinalou a chegada do comboio elétrico àquela cidade.

A mulher, que passava de bicicleta no local da cerimónia, gritou “Não ao lítio. Vendidos. Portugal não está à venda”.

“Não ofendi ninguém, apenas me manifestei contra a exploração do lítio em Portugal”, referiu Nina Verde Silva, residente em Vila Praia de Âncora, concelho de Caminha.

Confessou que a sua particular preocupação é a eventual exploração de lítio na Serra d’Arga.

“Mas sou contra a exploração tanto na Serra d’Arga como em qualquer outro ponto do país. Porque, como disse, Portugal não está à venda”, acrescentou.

No início do mês, numa audição parlamentar na Comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas, o ministro do Ambiente e da Transição Energética disse ter sido decidido retirar do concurso para a prospeção de lítio os sítios da Rede Natura 2000.

“Já é público o que vou dizer. Na análise e discussão que está a ser feita pelas autarquias vamos retirar também os Sítios da Rede Natura 2000, que é exatamente a Serra d’Arga”, afirmou João Pedro Matos Fernandes na resposta à interpelação da deputada do PSD Liliana Silva, eleita pelo distrito de Viana do Castelo.

FOTOGALERIA [Olhar Viana do Castelo]: Viana em festa para receber comboio elétrico

Ponte de Lima, Viana do Castelo e Caminha iniciaram um projeto intermunicipal, intitulado “Da Serra d’Arga à Foz do Âncora”, que pretende alcançar a classificação da Serra d’Arga como Área Protegida, como forma de travar aquele projeto de prospeção de minerais.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Vamos Ajudar?

Reportagens da Semana

Populares