Seguir o O MINHO

Viana do Castelo

Viana defende corredor atlântico para fazer face a cenário pós-Brexit

José Maria Costa em Dublin

em

Foto: DR

O presidente da Câmara de Viana do Castelo defendeu um corredor Atlântico ferroviário a ligar os portos portugueses aos do norte de Espanha e França, até à Normandia para fazer face a um cenário pós-Brexit, informou hoje a autarquia.

Para José Maria Costa, que participou, em Dublin, num seminário promovido pela Comissão Europeia sobre as ligações entre portos e cidades na bacia Atlântica, a possibilidade de saída do Reino Unido da União Europeia, “torna ainda mais urgente um reforço da cooperação entre as cidades e os portos do Atlântico”.

“É necessário que a Comissão Europeia, no âmbito do processo de revisão da RTE-T “Rede Transfronteiriça de Transportes” identifique o corredor Atlântico ferroviário que liga os portos portugueses aos portos do Norte de Espanha e portos franceses até à Normandia”, sustentou.

O autarca socialista da capital do Alto Minho, que participou numa mesa redonda dirigida pelo coordenador europeu do corredor Atlântico, referiu que aquela ligação “tem como primeiro objetivo promover uma extensão real destas ligações ferroviárias a portos da Irlanda através dos portos da Bretanha e Normandia”.

José Maria Costa defendeu “uma perspetiva europeia para o corredor Atlântico em que se torna prioritário um planeamento e um tratamento político deste corredor por parte dos governos de Portugal e Espanha”.

“Desta forma garante-se que toda a fachada atlântica ibérica não ficará de fora das grandes conexões portuárias e ferroviárias do futuro da Europa”, frisou.

A missão do corredor Atlântico “assenta, num primeiro plano, na rentabilização da infraestrutura ferroviária existente, sem investimento adicional, através de uma gestão centralizada da atribuição de capacidade, da gestão de tráfego e do relacionamento com os clientes”.

O corredor Atlântico “assume-se também como plataforma privilegiada para a coordenação dos investimentos na infraestrutura ferroviária em Portugal, Espanha, França e Alemanha, no sentido de serem ultrapassadas barreiras técnicas e operacionais, promovendo a interoperabilidade e, consequentemente, fomentando uma maior competitividade do transporte ferroviário de mercadorias”.

No seminário que decorreu terça e quarta-feira em Dublin, participaram responsáveis europeus da estratégia marítima atlântica, dos portos do Norte da Europa, de Espanha, do Báltico e também da Associação da Autoridade de Energia Renovável da Irlanda.

Anúncio

Viana do Castelo

Radioamadores do Alto Minho reúnem-se em Viana

Simpósio

em

Foto: Divulgação

A Associação de Radioamadores do Alto Minho (ARAM) vai realizar, nos dias 23 e 24, um simpósio sobre comunicações por satélites, que decorrerá em Viana do Castelo, anunciou hoje a organização.

O evento, “denominado TecSat-Po 2019”, prevê a participação de radioamadores de várias regiões do país e de Espanha e tem como objetivo principal divulgar as técnicas que permitem a utilização de satélites para comunicações entre radioamadores”.

A organização “conta com a colaboração da Câmara de Viana do Castelo que, para além de outros apoios, organizará o programa turístico e social, destinado aos acompanhantes dos participantes, e que decorrerá durante o dia de sábado”.

Continuar a ler

Viana do Castelo

Viana: 54 militares da GNR fiscalizaram 188 condutores no sábado à noite, na A28

Prevenção e segurança rodoviária

em

Foto: O MINHO (Arquivo)

188 condutores foram alvo de fiscalização da GNR durante uma operação de prevenção criminal que decorreu no passado sábado, na Autoestrada 28 (A28), nas áreas de serviço de Viana do Castelo, anunciou aquela força policial.

Em comunicado, o comando territorial da GNR de Viana do Castelo destaca que, durante esta operação, que decorreu entre a noite de sábado e madrugada de domingo, permitiu detetar 77 infrações, 69 de âmbito rodoviário, cinco no âmbito fiscal e três por consumo de estupefacientes.

A operação acabou mesmo com duas pessoas a serem detidas, por não possuírem habilitação legal para conduzir. Foram ainda apreendidas dez doses de haxixe e três de liamba. Nesta operação participaram 54 militares, divididos entre Comando Territorial de Viana do Castelo e Unidade de Ação Fiscal da GNR.  Foram ainda empenhados radares de controlo de velocidade durante a operação.

O mesmo comunicado refere que estas operações permitem “detetar, não só os estupefacientes, ma todo o tipo de armas ilegais, habitualmente utilizadas na criminalidade violenta e grave”.

“Através da realização destas ações, a Guarda Nacional Republicana, pretende fortalecer e incrementar o sentimento de segurança rodoviária dos utentes das vias de todo o distrito de Viana do Castelo, procurando prevenir ilícitos criminais ou manobras e ações que coloquem em causa a integridade física de todos os intervenientes no sistema rodoviário, nomeadamente dos seus condutores, ocupantes e peões”, refere a mesma nota.

Continuar a ler

Viana do Castelo

Viana: Igreja de São Domingos orou pela canonização do novo santo português

Frei Bartolomeu dos Mártires

em

Foto: Divulgação

A Igreja de São Domingos, em Viana do Castelo, encheu-se de fiéis, este domingo, que quiseram participar na vigília de oração em ação de graças pela canonização de Frei Bartolomeu dos Mártires.

Ao longo da vigília fora lidos trechos da obra “Estímulo de Pastores”, da autoria de São Bartolomeu dos Mártires e, no final, as relíquias do novo santo português foram veneradas.

Frei Bartolomeu dos Mártires nasceu em Lisboa a 3 de maio de 1514 e é recordado como um modelo de dedicação à Igreja Católica e aos mais carenciados. A nível internacional, afirmou-se como uma das vozes de referência no Concílio de Trento, num momento em que a Igreja Católica estava confrontada com a Reforma Protestante.

A 23 de fevereiro de 1582 renunciou ao arcebispado e recolheu-se ao convento dominicano da Santa Cruz, também conhecido por Igreja de São Domingos, em Viana do Castelo, nascido por seu empenho em 1561 para favorecer os estudos eclesiásticos e a pregação. Morreu nesse convento a 16 de julho de 1590, reconhecido e aclamado pelo povo como o arcebispo Santo, pai dos pobres e dos enfermos.

O seu túmulo situado no altar da Igreja de S. Domingos é, ainda hoje venerado e respeitado por uma população que não esquece o homem que foi um pregador, teólogo e pastor exemplar, passando uma grande parte da sua vida em visitas pastorais, sem esquecer os mais desfavorecidos.

Recorde-se que, no mês de maio, o Município de Viana do Castelo apresentou um fac-símile que assinalou os 400 anos da 1.ª edição da obra “VIDA DE DOM FREI BERTOLAMEV DOS MARTYRES”.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Vamos Ajudar?

Reportagens da Semana

Populares