Seguir o O MINHO

Alto Minho

Viagens de autocarro entre Ponte de Lima/Viana e Lisboa a partir de 10 euros

Expresso ‘low-cost’

em

Foto: Divulgação / FlixBus

A alemã FlixBus, operadora expresso ‘low-cost’, vai passar a ter, a partir de 03 de junho, ligações entre Viana do Castelo e Ponte de Lima a Lisboa, com paragem no Porto e em Coimbra, foi hoje anunciado.

Os preços para o percurso Viana de Castelo – Lisboa começam nos 9,99 euros, variando em função da data da reserva.

Os preços dos bilhetes FlixBus variam de acordo com a antecipação da compra, um pouco à semelhança do que acontece com as companhias aéreas, pelo que, quanto mais cedo se comprarem os bilhetes, mais barata é a viagem.

Quer em Viana do Castelo, quer em Ponte de Lima, a paragem da FlixBus é na Central de Camionagem.

A FlixBus, que opera em Portugal desde 2019, afirma em comunicado que proporciona “uma nova forma de viajar, mais confortável, económica e sustentável”.

“Os autocarros que operam as linhas da FlixBus são novos, mais cómodos, e com espaço extra para as pernas. Possuem acesso gratuito a WiFi e um serviço de entretenimento a bordo, e todos os autocarros estão equipados com tomadas para PC, telemóveis e tablets”, descreve a empresa.

A Flixbus acrescenta que os seus “autocarros cumprem ainda com a norma Euro VI, a mais exigente da Europa em termos de emissões de CO2, sendo também os mais eficientes e sustentáveis do mercado”.

Para além de estarem disponíveis online, em www.flixbus.pt, e na App (disponível para IOS e Android), os bilhetes podem ser adquiridos localmente, nos vários pontos de venda na cidade de Viana do Castelo e Ponte de Lima, entre eles a Pousada da Juventude e as agências de viagem da Ovnitur.

Podem ainda ser comprados diretamente ao motorista, no próprio autocarro.

A Ovnitur, empresa de Ponte de Lima, é um dos parceiros da Flixbus, sendo responsável pela operação de algumas das linhas nacionais e internacionais.

A empresa sublinha que, apesar do último ano ter sido particularmente difícil para as empresas de transporte de passageiros, que se viram forçadas a parar a sua atividade, a FlixBus continua a apostar e a investir no desenvolvimento da rede doméstica e internacional em Portugal. “Tem sido um ano difícil, mas Portugal foi e continua a ser a grande aposta da FlixBus em 2021. Continuamos a investir na expansão da rede doméstica, em conjunto com os nossos parceiros locais, e a reforçar a rede internacional, ligando cada vez mais cidades portuguesas a pequenas e grandes cidades europeias”, afirma Pablo Pastega, Diretor Geral da FlixBus em Portugal e Espanha, citado no comunicado.

Populares